conecte-se conosco


Cidades & Geral

Chamam atenção prisões por crimes de roubo e tráfico no Assentamento Antônio Conselheiro

Publicado

Tem chamado atenção a frequência de prisões ocorridas no Assentamento Antônio Conselheiro por crimes graves como tráfico de entorpecentes e assalto a mão armada. A área foi destinada à reforma agrária na década de 1990 e é reconhecida mundialmente como o maior assentamento rural da América Latina. É localizada em sua maior parte em Tangará da Serra, com parcelas menores em Barra do Bugres e Nova Olímpia.

Apesar de seu objetivo de inserção social e geração de emprego e renda, a localidade tem atraído criminosos e, por isso, tem sido citada ultimamente mais nos noticiários policias que nos canais da mídia voltados à produção agropecuária.

Criminalidade preocupante: Armas e drogas apreendidas em operação policial no assentamento.

Plantação de Maconha

Ontem, quarta-feira (19), a comunidade regional foi surpreendida com a preocupante notícia de que numa propriedade no Antônio Conselheiro havia plantio de maconha. O flagrante foi realizado pela Polícia Judiciária Civil após investigação. O ilícito foi registrado na Agrovila 5 do assentamento.

Além da roça de maconha, os policias encontraram uma quantidade expressiva da erva já prensada, pronta para a comercialização e consumo.

Os policiais receberam denúncia via 197 na PJC de Cuiabá, informando sobre a roça de ‘cannabis sativa’ e uma suposta comercialização da droga na propriedade. A ação da PJC resultou na prisão de um homem que residia no sítio. No local, além da ‘horta’ de maconha, os policias encontraram uma quantidade expressiva da erva já prensada, pronta para a comercialização e consumo. Também foram apreendidas três armas de fogo, sendo duas espingardas cartucheiras e um revólver. A plantação foi destruída pelos policiais e as plantas apreendidas.

Leia mais:  Feira do Centro: Após bom resultado na véspera de Natal, feira extra será repetida dia 31

O morador do sítio chegou a alegar que o plantio era para uso próprio, o que obviamente não convenceu os policias em razão do volume considerável de droga que havia na propriedade. Segundo o delegado que coordenou a ação policial, Adil Pinheiro, não está descartada a hipótese de haver mais plantações de maconha na localidade. “Pode haver até uma plantação maior e que esta droga esteja sendo manipulada par venda”, disse o delegado, que também não descarta o envolvimento de um número maior de pessoas, tanto na produção como no comércio do entorpecente.

Roubo de Defensivos

Outro caso grave envolvendo o Assentamento Antônio Conselheiro ocorreu no final do mês de janeiro. Neste episódio, a Polícia Militar realizou a prisão de um bando de nada menos que 14 assaltantes que vinham praticando roubos à mão armada em fazendas da região, com violência física e humilhação das vítimas.

Caminhonete roubada estava carregada com defensivos, escondida numa fazenda do assentamento.

A ação policial ocorreu na Agrovila 20 do assentamento e, após trabalho investigativo, a PM deteve as 14 pessoas, que tinham em seu poder 17 armas de fogo. Na ação, os policiais encontraram, também, uma caminhonete GM D-20 carregada com defensivos agrícolas. O veículo havia sido roubado pelos integrantes da quadrilha para transportar os produtos, considerados de alto valor comercial e, por esta razão, atrativos aos criminosos.

Leia mais:  Caixa Forte 2: PF cumpre mandados no MT e outros 17 estados contra facção criminosa por tráfico e lavagem

Os materiais apreendidos/recuperados incluíram, ainda, rádios comunicadores, colete balístico e outros objetos subtraídos das fazendas assaltadas. Também foram encontrados entorpecentes em poder dos conduzidos.

publicidade

Cidades & Geral

Dia de Feira: Rica em água e complexo B, melancia é boa pedida para qualquer hora

Publicado

Quarta-feira, como de costume, é dia de feira em Tangará da Serra. A Feira do Produtor do Centro começa a atender a partir das 06h00, oferecendo o melhor da agricultura familiar.

No setor de hortifrutis, a Feira oferece grande variedade e fartura, com qualidade reconhecida e preços populares.

Nesta época do ano, a melancia é um dos destaques na Feira do Centro. Fruta rasteira em razão do seu peso e tamanho, a melancia é originária da África e é da mesma família do pepino, da abóbora e do melão.

Além do alto teor de água, a melancia contém açúcar, vitaminas do complexo B e sais minerais.

A polpa vermelha, doce, com alto de teor de água, é uma divertida e aprazível alternativa alimentar, ao natural ou na forma de suco, para qualquer hora do dia. Vai bem no café da manhã, no almoço, no lanche da tarde, ou à noite. “Difícil encontrar alguém que não goste de melancia”, observa o presidente da Associação dos Feirantes, Valdeci Ferraz Aquino.

Leia mais:  Hospital Regional: Denúncia de sobrepreço congela processo e município anuncia licitação de área

Além do alto teor de água, a melancia contém açúcar, vitaminas do complexo B e sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro.

Quem vende?

É fácil encontrar a melancia na Feira do Centro. No interior do maior mercado público de Mato Grosso, com uma rápida olhada é possível detectar a presença do grande fruto.

No box 59-C, do Roberto, a fruta ofertada é produzida na região do Joaquim do Boche. Já no box 53-C, Luiz Carlos oferece frutos que vem do Rio grande do Sul. Nos boxes 19 e 20-C, Leonilda oferece melancia vinda de São Paulo, Goiás e Tocantins, enquanto Dª Zeti, que é da região do Vale do Sol, comercializa o alimento no box 30-A.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana