TANGARÁ DA SERRA

Economia & Mercado

CDL aponta incremento a partir de 3% nas vendas natalinas; Black Friday impactou negócios em Tangará da Serra

Publicado em

As vendas do comércio no Natal de 2019 tiveram incremento entre 3% e 10% nos estabelecimentos associados à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Tangará da Serra.

Segundo a entidade, apesar do crescimento nas vendas, os lojistas esperavam mais na principal data do calendário comercial do país. Os negócios, segundo comerciantes consultados pela CDL, sofreram interferência da Black Friday, promoção realizada em nível nacional em novembro, exatamente a um mês do Natal.

Para associados da CDL, Black Friday interferiu nas vendas de Natal.

Para os empresários, a Black Friday antecipa as compras e ativa fortemente o comércio eletrônico, o que reflete diretamente no comércio físico. Ou seja, quanto maior o volume de negócios no comércio eletrônico, maior o impacto nos estabelecimentos locais.

Por outro lado, houve quem comemorou incremento de até 10% neste Natal em relação à data de 2018, como no caso de uma rede de lojas de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos que possui três unidades em Tangará da Serra.

Outro fator que chamou atenção foi a adesão à campanha Natal Premiado CDL. Segundo informações da entidade, a adesão de associados foi 50% maior que no ano passado, superando os 200 estabelecimentos participantes que, também, adquiriram os cupons da campanha.

O sorteio do Natal Premiado CDL, vale lembrar, ocorreu no último dia 11, com premiação de um Jeep Renegade Sport, uma estada para o Malai Manso Resort e 14 vales-compras no valor de R$ 500 cada. Os ganhadores do automóvel Jeep Renegade e da e da estada no Malai Manso Resort foram, respectivamente, Emerson Ferreira de Souza e Emílio Falgeti da Silva.

Jeep Renegade foi a grande atração da campanha Natal Premiado CDL.

Ao todo, foram 600 mil cupons depositados pelos consumidores nas urnas dos estabelecimentos conveniados. “Tivemos muitos cupons, isso mostra que Tangará da Serra tem um comércio pujante e participativo”, disse o presidente da CDL, Alessandro Rodrigues Chaves.

Calendário

Neste novo ano, a CDL já deu início ao seu calendário de promoções com a tradicional ‘Liquida CDL’, que até ano passado era realizada em novembro. Porém, a Black Friday acabou forçando o remanejamento da campanha para janeiro. À imprensa, o presidente da CDL, Alessandro Rodrigues Chaves disse que a promoção é “uma oportunidade de compras a preços atrativos pelos consumidores e uma forma dos lojistas driblarem o baixo movimento de início de ano”.

As outras campanhas da CDL para 2020 são o ‘Dia das Mães CDL’, em maio; a ‘Semana Brasil’, em setembro, e o Natal Premiado CDL, tradicionalmente lançado em outubro.

2020

A classe empresarial está apreensiva com o ano de 2020. O motivo é a lei complementar 631/2019, com a qual o governo estadual ampliou o impacto dos impostos sobre o setor ao revogar incentivos fiscais concedidos irregularmente na gestão do ex-governador Silval Barbosa, entre 2010 e 2014.

Recentemente, em depoimento ao Enfoque Business, Alessandro Rodrigues Chaves disse que todos os segmentos do comércio no estado serão impactados pela nova legislação tributária que passou a vigorar logo no início do mês. “É preocupante. Alguns setores, como o de materiais de construção, por exemplo, terão variação de 10% a 39%. O poder de compra do consumidor será bastante prejudicado e haverá queda significativa no volume de vendas”, previu.

Ouça, na sequência, áudio de Alessandro Rodrigues Chaves sobre o assunto.

Comentários Facebook
Advertisement

Economia & Mercado

Preço médio da gasolina e do etanol registram queda de 2,5% na semana; Diesel se mantém

Published

on

O preço médio da gasolina e do etanol vendidos nos postos do Brasil tiveram queda em comparação com a semana anterior, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A gasolina foi comercializada, em média, a R$5,74 o litro, 2,5% menor que na semana anterior. Já o etanol também teve recuo no preço de 2,5%, e foi vendido em média de R$4,21 por litro.

Esta é a quinta queda semanal consecutiva na gasolina e contempla totalmente a redução de 4,9% nos preços da Petrobras nas refinarias, a partir do dia 20 de julho, e parcialmente a redução de 3,88%, que entrou em vigor nesta sexta-feira.

Já o diesel S-10, o mais usado no país, manteve-se mais uma vez praticamente estável, com ligeira queda de 0,5%, indo a 7,51 reais o litro, em média. A petroleira não reduziu o preço do combustível em nenhum dos dois reajustes que fez neste mês.

(Fonte: Money Times)

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana