TANGARÁ DA SERRA

Cidades & Geral

CBH Sepotuba abre inscrições online para eleição de novos membros

Publicado em

O Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Sepotuba (CBH Sepotuba) deu início ao processo de escolha de novos membros e posterior eleição de sua nova diretoria para o triênio 2020/21/22. O edital de convocação para a 5ª eleição do comitê já está publicado, desde o último dia 20, no Diário Oficial do Estado (DOE).

(*) Veja íntegra do edital ao final da matéria

Com inscrições online, os interessados devem enviar toda documentação necessária para o e-mail do CBH ([email protected]), até o dia 20 de abril. Expirado este prazo, a direção atual convocará reunião extraordinária para a realização do pleito e posse da nova diretoria.

Além de propor debates, os membros eleitos também deliberam sobre o uso e ações de conservação dos recursos hídricos da bacia.

Podem participar representantes do poder público, sociedade civil, divididas entre usuários de água e organizações não governamentais, além de entidades convidadas, como comunidades indígenas e instituições de ensino e pesquisa, sejam elas públicas ou privadas.

Todo o processo de inscrição deve ser feito de forma virtual, por meio do envio dos documentos para validação. Com isso, representantes do poder público devem enviar um ofício emitido pela entidade indicando dois representantes, sendo um titular e um suplente.

Usuários

Já os usuários de água precisam apresentar uma cópia atualizada referente ao documento de outorga do empreendimento que utiliza os recursos, juntamente com um ofício nomeando um titular e um suplente.

Leia mais:  Censo 2022: Após dois anos de adiamento, IBGE inicia pesquisas em Tangará e em todo o Brasil

É válido ressaltar que os usuários que não necessitam de emissão de outorga, como pescadores e empresas do ramo de turismo, também podem participar enviando apenas um ofício.

Paras as organizações não governamentais, fica estabelecido a necessidade do envio de um ofício com o histórico de atuação na área de abrangência da bacia, além de dois nomes que devem ocupar as cadeiras representativas no Comitê.

Para as entidades convidadas, o edital estabelece o envio de uma declaração da Fundação Nacional do Índio (Funai) que indica a área indígena interessada, no caso de comunidades originárias, além de um regimento interno ou ata assinada pela comunidade representada.

Por fim, as instituições de ensino e pesquisa necessitam apenas encaminhar um ofício indicando dois nomes, sendo um titular e um suplente.

Escolha das entidades

A comissão julgadora que fará a escolha das entidades é formada por três representantes distintos, sendo: Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, subseção de Tangará da Serra, Promotoria de Justiça de Tangará da Serra e Secretaria de Estado do Meio Ambiente – GFAC/SURH/SEMA.

Após o encerramento do prazo de inscrição, a Comissão Julgadora encaminhará ao CBH Sepotuba e a Gerência de Fomento e Apoio aos Comitês de Bacias Hidrográficas – GFAC, o resultado do processo de seleção, que será divulgado em um prazo máximo de 10 dias após o processo de escolha.

Todo o trâmite será amplamente divulgado pelo site do CBH, pelo endereço: https://cbhsepotuba.wixsite.com/comites.

Leia mais:  Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília em visita à CNA, Senar e IPA

O que faz o Comitê?

Tido como um “parlamento das águas”, os Comitês de Bacias Hidrográficas atuam como um espaço aberto para debates e deliberações a respeito da gestão dos recursos hídricos, compartilhando responsabilidades de gestão com o poder público.

Participam destes comitês, representantes de diversas áreas da sociedade, compondo dessa forma um coletivo plural e democrático. São de responsabilidade dos Comitês colaborar com a utilização sustentável da água, além de propor medidas que visem conservar este recurso.

Em Mato Grosso existem dez CBHs atuantes, sendo eles: CBH Sepotuba, CBH Alto Araguaia, CBH Alto Teles Pires, CBH Médio Teles Pires, CBH Baixo Teles Pires, CBH Covapé, CBH Cabaçal, CBH Jauru, CBH São Lourenço, CBH Cuiabá.

(*) Assista ao vídeo a seguir:

Conheça o CBH Sepotuba

Sendo o segundo Comitê instituído em Mato Grosso, o CBH Sepotuba começou suas atividades em 2010, ano em que foram empossados os primeiros membros. Tendo como foco a implantação de políticas para a utilização consciente dos recursos hídricos da região, o CBH se apresenta como um espaço democrático para a discussão sobre tudo o que envolve a bacia do rio Sepotuba.

Atualmente, a organização abrange os municípios de Cáceres, Salto do Céu, Lambari D’Oeste, Barra do Bugres, Nova Olímpia, Nova Marilândia, Santo Afonso e Tangará da Serra, cidade onde se instala a sede do Comitê.

(*) Veja a íntegra do edital:

Comentários Facebook
Advertisement

Cidades & Geral

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília em visita à CNA, Senar e IPA

Published

on

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram nesta quarta-feira (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia mais:  Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília em visita à CNA, Senar e IPA

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana