conecte-se conosco

Infraestrutura & Logística

Aeroporto: Com cercamento concluído, município assinará termo no DECEA para efetivação do PZPA

Publicado

O Aeroporto Municipal Joaquim Aderaldo de Souza, em Tangará da Serra, já tem concluído o seu cercamento patrimonial e operacional. Com isso, o município assinará termo de compromisso com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), vinculado à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), para efetivação do Plano de Zona de Proteção de Aeródromo (PZPA).

A assinatura do termo acontecerá nesta quarta-feira (12.08) na sede do DECEA, no Rio de Janeiro, pelo prefeito Fábio Martins Junqueira. O termo estabelecerá prazo para a elaboração do PZPA, que tem por finalidade regulamentar e organizar o uso do solo nas áreas circunvizinhas ao aeródromo e estabelecer as restrições impostas ao aproveitamento das propriedades localizadas dentro da Zona de Proteção do complexo aeroportuário.

O PZPA será mais um passo para a consolidação do Aeroporto Municipal como unidade logística integralmente habilitada para operações.

A prefeitura de Tangará da Serra pretende concluir ainda este ano a avenida de acesso ao aeroporto municipal, uma exigência da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A obra demandará investimentos de R$ 4,37 milhões em recursos próprios do município.

Leia mais:  RUMO quer estender ferrovia até Lucas, compondo maior entroncamento ferroviário

Deste montante, R$ 971,8 mil são referentes à drenagem (trabalhos já realizados) e R$ 3,4 milhões serão aplicados na compactação e pavimentação com capa asfáltica em CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente). A avenida terá 1.482 metros lineares e a iluminação será em led.

Regional

Outra informação relevante relacionado ao aeroporto, confirmada pelo deputado federal Neri Geller no início deste ano, é que já está provado pela Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC/PR), o projeto do aeroporto regional de Tangará da Serra, que demandará entre R$ 12 milhões e R$ 14 milhões em investimentos.

Uma vez viabilizada, a unidade aeroportuária de Tangará da Serra terá caráter regional e poderá também ser utilizada para cargas. Os recursos ainda precisam ser liberados para que o convênio seja assinado, dando sinal verde para o processo licitatório, cuja responsabilidade será do governo estadual.

Importância estratégica

Considerado como fundamental instrumento de logística para impulsionar a economia do município, o aeroporto municipal – que leva o nome do pioneiro e fundador do município Joaquim Aderaldo de Souza – tem importância estratégica para toda a região polarizada por Tangará da Serra, que inclui cerca de 20 municípios que, juntos, somam 400 mil habitantes e um PIB que gira em torno dos R$ 20 bilhões. Com melhor estruturação física, o aeroporto servirá, especialmente, de atrativo para investimentos privados no município.

Leia mais:  Estradas: Trecho entre Denise e Diamantino quase totalmente recuperado

publicidade

Infraestrutura & Logística

Com obras em andamento, ZPE já atrai atenção de empresas de outros estados

Publicado

Depois de vistoriar as obras da MT-343, Marcelo de Oliveira e comitiva acompanharam o andamento das obras da ZPE, uma estrutura projetada há mais de 30 anos e que agora começa a tomar forma, com reestruturação e readequação do projeto inicial.

Vistoria na ZPE: Atenção despertada em empresas de outros estados. (Foto Assessoria)

A expectativa é de que a conclusão das obras possibilite a ampliação da competitividade para as exportações de Mato Grosso, já que vai permitir a instalação de empresas voltadas à produção de bens a serem comercializados no exterior, que terão acesso a tratamento tributário, cambial e administrativo específico.

De acordo com o titular da Sinfra-MT, a ZPE tem despertado interesse de várias empresas de outros estados. “Empresas do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas estiveram aqui olhando e viram que a ZPE é uma realidade. Estamos com várias frentes de serviço e a empresa está mobilizada com todas as atividades, produzindo para a entrega ainda este ano”, disse Marcelo de Oliveira.

Presente na vistoria, o deputado Dr. Gimenez destacou a importância das obras da ZPE para o fortalecimento regional e da economia de todo o Mato Grosso. “Felizmente, a ZPE é uma realidade. Tenho certeza de que a região terá um impulso econômico muito grande. Serão 22 municípios beneficiados”, disse o parlamentar.

Leia mais:  Porto de Cáceres passará por recuperação estrutural para voltar a operar em seis meses e reativar a HPP

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana