conecte-se conosco

Agronegócio & Produção

XI Jornada Técnica: Antecipação de plantio reduz danos com ferrugem asiática, cercospora e mancha alvo

Publicado

A ocorrência de fungos causadores de doenças foliares na soja e as estratégias de prevenção, controle e enfrentamento foram os temas dominantes da 11ª Jornada Técnica, evento promovido nos últimos dias 14 e 15 pela Agrodinâmica Pesquisa e Consultoria Agropecuária.

A estrutura montada na Estação Experimental da Agrodinâmica, em Deciolândia (Diamantino-MT), ficou tomada por um público ao redor de 1.000 pessoas. No primeiro dia, o evento foi voltado a produtores rurais e profissionais da área técnica, enquanto no segundo dia (sábado, 15) foi direcionado a universitários e estudantes de cursos técnicos.

 

Estrutura montada na Estação Experimental da Agrodinâmica ficou tomada por um público ao redor de 1.000 pessoas.

 

Além de cinco estações disponibilizadas para visitação a campo, com mostras de cultivares e áreas demonstrativas de empresas, a 11ª Jornada Técnica ofereceu aos participantes ciclo de palestras com destaque para o tema “Panorama das Doenças na Safra 2019/2020 nos Cerrados – Desafios na Sustentabilidade da Cultura da Soja”, abordado em formato de painel, com debate ao final.

Nesta exposição – Alliance Research -, os palestrantes foram o engenheiro agrônomo e proprietário da Agrodinâmica, Valtemir José Carlin; e os pesquisadores Eder Novaes Moreira, da Fitolab, e Nédio Tormen, do Instituto Phytus.

(*) Veja galerias de imagens ao final do texto 

Os palestrantes abordaram as três principais doenças verificadas nas lavouras de soja da região do cerrado – ferrugem asiática, cercospora e mancha alvo. Estas doenças caracterizadas por fungos podem representar quebras significativas na produtividade, daí a necessidade de vigilância permanente ao longo de todo o ciclo.

Além da antecipação e encurtamento dos ciclos, Carlin destacou a importância de práticas como manejo integrado e manejo químico.

Valtemir Carlin destacou que uma das medidas para evitar a ocorrência destas doenças é a antecipação do plantio. “Quanto antes melhor”, disse, justificando que a precocidade das lavouras diminuem a incidência dos fungos. Além da antecipação e encurtamento dos ciclos, Carlin destacou a importância de práticas como manejo integrado e manejo químico.

Nédio: “É preciso estar atento à esta relação entre a ferrugem e o ciclo das cultivares”

Nédio Tormen endossou a fala de Valtemir Carlin. O pesquisador do Instituto Phytus confirmou que a adoção de cultivares precoces (janela curta) é uma das bases para o controle de fungos como o da ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi). “É preciso estar atento à esta relação entre a ferrugem e o ciclo das cultivares”, observou, acrescentando que outras práticas eficientes são o vazio sanitário, o uso de fungicidas sistêmicos e multissítios, com reforço.

Leia mais:  Momento Agrícola: Transgênicos, exportações e terras para estrangeiros estão entre os destaques

Oportunismo

A cercospora é uma doença fúngica de final de ciclo que ataca todas as partes da planta. Nas folhas, provoca pontuações escuras, castanho-avermelhadas, que resultam em severo crestamento e desfolha. Nas vagens, o fungo atinge a semente e causa a mancha púrpura no tegumento. Já na haste os sintomas são manchas vermelhas.

Éder: Ação oportunista do fungo foi facilitada nesta safra no período de escassez de chuvas na região.

O pesquisador Eder Novaes Moreira, destaca o oportunismo desse fungo, cuja ação foi facilitada nesta safra no período de escassez de chuvas na região, no mês de janeiro. Sem as chuvas, as raízes se aprofundaram em busca de umidade, enquanto as altas temperaturas contribuíam para o estresse da planta.

Quando a chuva se normalizou, a planta liberou altas cargas de açúcares e aminoácidos, o que provocou crescimento e enchimento desordenados das vagens. Neste contexto de anomalias, o resultado foi o aparecimento de fissuras nas vagens, criando uma porta de entrada para os fungos, daí o apodrecimento de um a dois grãos.

Leia mais:  Produção em terras indígenas incrementa PIB; Etnia Paresi planta em 18 mil hectares

Outras

Além do painel sobre o panorama das doenças da soja, outras palestras foram atração para o público presente na 11º Jornada Técnica. Na sexta-feira, o Senar-MT – um dos patrocinadores do evento, entre outras 35 empresas – abordou o tema “Gestão de Propriedades Rurais”, com o instrutor Roberson Passos.

Concluindo o ciclo de palestras do dia, o especialista da Esalq/USP, Leandro Gimenez, discorreu sob o tema “Agricultura Digital – Desafios e Oportunidades – Um Olhar Crítico”.

No sábado, além da abordagem sobre doenças, a atração ficou por conta da palestra “Perfil do Profissional de Agronomia para o Mercado de Trabalho”, ministrada pelas psicólogas e especialistas em Gestão de Pessoas, Andressa Fascina da Rocha e Mariusa Aparecida Zago, da Unicampo, de Maringá-PR.

(*) Veja, abaixo, galerias de fotos do evento.

XI Jornada Técnica Agrodinâmica: Primeiras 40 imagens resumem o primeiro dia do evento

XI Jornada Técnica Agrodinâmica: Mais imagens do evento

publicidade

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Crime de baderna, congelamento na Argentina e entrevistas são destaque

Publicado

Os atos de vandalismo contra uma entidade do Agro, as medidas para combate à inflação da vizinha Argentina, a tributação sobre os combustíveis e outros assuntos são os destaques do Momento Agrícola deste sábado.

O programa é produzido e apresentado pelo produtor rural, engenheiro agrônomo e consultor Ricardo Arioli e transmitido pela rede de rádios do agro aos sábados. É, também, repercutido em formato de matéria jornalística pelo Enfoque Business, com o link da Soundcloud ao final do texto.

Baderna e afronta

O primeiro assunto abordado pelo Momento Agrícola foi a baderna promovida pela Via Campesina e pelo MST na sede da Aprosoja, em Brasília, na manhã da última quinta-feira (14).

Cerca de 50 integrantes da Via Campesina invadiram a sede da Associação Brasileira dos Produtores de Soja, na capital federal, e picharam a fachada e paredes internas. A direção da entidade ligada ao Agro lamentou os atos de vandalismo e considerou uma afronta ao Estado Democrático de Direito.

Baderna da Via Campesina e do MST será investigada pela Polícia.

Segundo informações repassadas à imprensa pelos vândalos ligados à Via Campesina, a depredação foi motivada pelo veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto de lei 823/2021 (PL Assis Carvalho). Ainda conforme a imprensa nacional, a Via Campesina alega que a proposta do projeto consiste numa iniciativa dos movimentos populares do campo para garantir a segurança alimentar e subsídios na agricultura familiar.

Leia mais:  Momento Agrícola: Transgênicos, exportações e terras para estrangeiros estão entre os destaques

Ricardo Arioli faz um comentário sobre o lamentável episódio de vandalismo ocorrido na capital federal.

Congelamento na Argentina

O governo da Argentina congelou os preços de 1.245 produtos de consumo em massa por 90 dias para tentar controlar a inflação. O secretário de Comércio, Roberto Feletti, pediu que as empresas enviem as tabelas de preços válidas até dia 1º de outubro.

Os preços permanecerão inalterados aos consumidores até 7 de janeiro, numa medida clara do governo para buscar a estabilização dos preços.

O Momento Agrícola comenta o assunto relacionado ao país vizinho.

Outras

Outra notícia comentada nesta edição do Momento Agrícola é a unificação das alíquotas do ICMS sobre os combustíveis nos estados, através de projeto de lei aprovado pela Câmara Federal e que, agora, está sob apreciação no Senado.

O decreto do MAPA para simplificação dos processos de pesquisa, análise e registro comercial de defensivos agrícolas é outra abordagem do Momento Agrícola, assim como as entrevistas.

No segundo bloco, o entrevistado é César Borges, do Instituto da Soja Livre. Na sequência, o tema abordado é “O ritmo de plantio e da entrega de insumos em Mato Grosso”. Concluindo o programa, Ricardo Arioli discorre sobre “A Crise dos Insumos”.

Leia mais:  Pecuaristas podem fazer comunicação de vacinação contra aftosa por e-mail; Projeção é imunizar 30 milhões de cabeças

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

 

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana