conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

Vander reafirma projeto de lei com recursos para obras de pavimentação da MT-339

Publicado

O prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson (foto acima), reafirmou no último sábado, em, Salto do Céu, que encaminhará projeto de lei à Câmara Municipal solicitando autorização para destinar recursos do município para as obras de pavimentação da MT-339.

A propositura deverá dar entrada na Câmara Municipal ainda esta semana, para já constar no expediente da sessão ordinária desta terça-feira (22). O valor proposto é de R$ 3 milhões.

A MT-339 liga Tangará da Serra à região oeste do estado e deverá se configurar, após pavimentada, em importante via de escoamento da produção agropecuária em direção aos terminais portuários da Hidrovia do Rio Paraguai, em Cáceres. A rodovia também tende a impulsionar laços comerciais e oportunidades de negócios entre Tangará da Serra e a região oeste do estado, além de aproximar o município da Zona de Processamento de Exportação, também em Cáceres.

MT-339 deverá se configurar em importante via de escoamento da produção agropecuária em direção aos terminais portuários da Hidrovia do Rio Paraguai.

Masson fez o anúncio da participação do município no custeio das obras durante reunião promovida pela Associação dos Produtores da Rodovia MT-480 e MT-339 na Fazenda Boa Esperança, em Salto do Céu. A entidade mantém convênio com o governo do Estado para realização das obras, na modalidade PPP (Parceria Público-Privada).

Leia mais:  MT-358: Trecho entre Tangará e Serra dos Parecis segue em reparos pela concessionária

O prefeito de Salto do Céu, Mauto Teixeira Espíndola, afirmou que seu município também participará do custeio da obra. Assim como Vander Masson, Espíndola encaminhará propositura ao Legislativo de Salto do Céu com pedido de autorização no valor de R$ 1 milhão.

Outros recursos serão levantados pelos próprios produtores atendidos pela rodovia, através de leilão de gado a ser promovido possivelmente ainda neste semestre.

União

“Foi uma reunião muito proveitosa, que demonstra a união dos municípios da região, a classe política e os produtores rurais para a continuação e conclusão desta importante obra, que irá unir nossa região ao Oeste através de uma via pavimentada e de boa qualidade”, destacou Vander Masson.

Rodovia receberá mais 40 quilômetros de pavimentação em 2022.

Durante o encontro foi anunciado que a MT-339 receberá mais 40 quilômetros de asfalto ainda em 2022. “Isso representa comodidade para os moradores de toda essa região que transitam por essa rodovia, além de representar facilidade para o escoamento da produção agropecuária e fortalecer a economia regional”, completou o prefeito.

Leia mais:  MT-240: Cronograma de obras prevê entrega da pavimentação até Santo Afonso em dezembro

Vander acrescentou, ainda, a importância da união entre os municípios da região, a classe produtora e o governo estadual. “Precisamos e o governo do Estado, juntamente com a Associação, está atendendo essa nossa necessidade de interligar com asfalto a nossa região ao Oeste de Mato Grosso. Minha gratidão ao governo do Estado, a Associação de Produtores, e aos demais municípios por essa parceria”, finalizou.

(Com informações de Assessoria)

publicidade

Infraestrutura & Logística

MT-240: Cronograma de obras prevê entrega da pavimentação até Santo Afonso em dezembro

Publicado

Foram oficialmente retomadas ontem (quinta, 19) as obras de pavimentação do trecho de 37,16 quilômetros da MT-240, entre Tangará da Serra e Santo Afonso. A retomada foi anunciada durante reunião de trabalho, em Tangará, entre as prefeituras dos dois municípios (que integram o termo de cooperação com o governo do Estado), a associação parceira e a Guaxe Construtora e Terraplenagem, empreiteira que assume os trabalhos. (Veja vídeos ao final da matéria)

Grande anseio da região entre Tangará e Santo Afonso, as obras foram retomadas após suspensão por problemas técnicos na execução. O governo do Estado optou pela celebração de contrato com a Guaxe, que figura como sétima classificada no certame licitatório, permitindo a continuidade das obras.

Reunião de trabalho definiu detalhes da retomada das obras na MT-240.

Segundo o superintendente da entidade parceira – Associação dos Produtores da Rodovia MT-240 -, Edilson Sampaio, o cronograma indica a realização das obras em duas etapas, sendo a primeira cumprida até o mês de julho, com terraplenagem em 19 quilômetros e pavimentação de 14 quilômetros em TSD (Tratamento Superficial Duplo), e a segunda com a obra concluída na totalidade do trecho de 37 quilômetros até 31 de dezembro deste ano. “Nesta reunião acertamos detalhes importantes para o andamento das obras, como a limpeza do trecho, sinalização, semeadura de grama nas margens e outras ações pelas prefeituras, obtenção de cascalho e questões técnicas dos trabalhos”, disse Sampaio.

Visitação às obras na 240: Conclusão até dezembro.

Integração e crescimento

Leia mais:  MT-358: Trecho entre Tangará e Serra dos Parecis segue em reparos pela concessionária

O prefeito de Santo Afonso, Luís Fernando Ferreira Falcão (União), comemorou a retomada das obras, que corriam o risco de emperrar em razão de problemas técnicos. “Temos que destacar a colaboração da Guaxe, que aceitou assumir as obras. Sem isso as obras não poderiam ser retomadas sem uma nova licitação, em razão do ano eleitoral”, disse o gestor, que prevê importantes benefícios socioeconômicos para seu município com a rodovia asfaltada. “Vamos assistir a um impulso para a economia de Santo Afonso”, acrescentou.

Prefeito de Santo Afonso, Luís Fernando: “Vamos assistir a um impulso para a economia”.

Já o prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson (PSDB), participou da reunião de trabalho com o secretário de Infraestrutura do município, Magno César Ferreira, e também demonstrou satisfação com a retomada. “A pavimentação desta rodovia é um sonho antigo da nossa região e representará qualidade de vida, uma integração importante entre Tangará e Santo Afonso para o fluxo dos moradores da região e escoamento da produção”, observou.

Produção

A MT-240 serve uma região de considerável capacidade produtiva, com mais de 15 mil hectares cultivados de soja e milho e pecuária de corte. A região também conta com o assentamento Nossa Senhora Aparecida, que reúne cerca de 70 famílias de pequenos agricultores que produzem hortifrutigranjeiros, lavoura branca, além de frangos, leite e pequenos animais.

Leia mais:  MT-240: Cronograma de obras prevê entrega da pavimentação até Santo Afonso em dezembro

*Veja vídeos a seguir:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana