conecte-se conosco


Política & Políticos

Tangará tem 04 nomes para CF; Scolari escolhe PL; WR proporá acordo para candidatura única

Publicado

Quatro pré-candidaturas estão confirmadas em Tangará da Serra para a Câmara Federal, nas eleições de 02 de outubro. Os nomes representam o Republicanos, o PL, o União Brasil e o PSB.

Um dos pré-candidatos é o vice-prefeito de Tangará da Serra, Marcos Scolari, que deixou o Partido Progressista (PP) para ingressar no Partido Liberal (PL). A filiação ocorreu na última sexta-feira 01.04), em Cuiabá.

Marcos Scolari filiou no PL na última sexta e assume pé-candidatura à CF.

Scolari justificou sua opção pelo PL por ser a legenda do presidente Jair Bolsonaro e, também, porque a sigla até então não contava com nenhum nome na região polarizada por Tangará da Serra para disputar uma das oito vagas de Mato Grosso no parlamento federal. “Fiquei honrado com o convite, aprovei o projeto do partido e me senti amparado para disputar as eleições”, disse Marcos Scolari à redação do EB.

Eduardo Sanches é pré-candidato a federal pelo Republicanos

O vereador Eduardo Sanches é pré-candidato pelo Republicanos, sigla para a qual migrou após passagem de destaque pelo PSL, através do qual conquistou uma cadeira na Câmara Municipal no pleito local, em 2020.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

A advogada Karen Rocha será pré-candidata pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), sigla de esquerda que dividirá o palanque com o PT do ex-presidente Lula.

PSB avaliará em convenção o nome de Karen Rocha (junto à bandeira, à direita).

Por fim, Wagner Ramos é o nome do União Brasil a passar pelo crivo da convenção do partido, que ocorrerá – assim como nas demais siglas – até 04 de agosto.

Acordo por candidatura única

Em contato com a redação do EB, o ex-deputado estadual Wagner Ramos confirmou que se desincompatibilizou do cargo de diretor administrativo da MT-Par, empresa mista com participação majoritária do governo do Estado.

Ex-deputado estadual, Wagner Ramos é pré-candidato a federal pelo UB, mas diz que proporá candidatura única.

Ao se desincompatibilizar, Wagner ficou apto a assumir uma pré-candidatura à Câmara Federal. Ele, porém, disse que irá propor um acordo com os outros três pré-candidatos para uma candidatura única. “Estou disposto a este diálogo e vou procurar os demais para expor essa proposta”, disse.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

O ex-deputado estadual entende que quatro candidaturas inviabilizariam uma representatividade do município e da região em Brasília. “A candidatura mais viável será apoiada por todos, é o que vou propor”, adiantou.

Wagner citou os exemplos dos deputados Doutor Leonardo (Solidariedade) e Juarez Costa (MDB) que carrearam, respectivamente, R$ 40 milhões para a região de Cáceres e R$ 60 milhões para a região de Sinop, através de emendas liberadas em março. “Não podemos excluir Tangará e a nossa região destes benefícios. O presidente Jair Bolsonaro garante pelo menos R$ 40 milhões em emendas individuais para cada deputado federal”.

Wagner Ramos disse que deverá buscar o diálogo com Karen Rocha, Eduardo Sanches e Marcos Scolari ainda esta semana.

publicidade

Política & Políticos

Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

Publicado

O ex-governador Blairo Maggi esteve presente na assinatura da autorização do governo para as obras de pavimentação da MT-358, no trecho do Chapadão do Rio Verde, na última sexta-feira (13), na localidade de Itanorte.

O megaempresário conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, da Amaggi, tida como uma das maiores da América Latina e interagiu com autoridades que participaram no evento.

Além do governador Mauro Mendes (União), o lançamento da obra reuniu várias autoridades do estado que atuam na esfera federal, como os senadores Wellington Fagundes (PL) e Fábio Garcia (União), o deputado federal Neri Geller (PP), os deputados estaduais Dr. João (MDB), Sebastião Rezende (União) e Carlos Avalone (PSDB), além dos prefeitos de Tangará da Serra, Vander Masson (PSDB), e de Campo Novo do Parecis, Rafael Machado (União). Do mesmo evento também participaram o ex-senador Cidinho Santos e o também megaempresário do agronegócio, Eraí Maggi.

Maggi conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, tida como uma das maiores da América Latina.

Como anfitrião do evento – que foi realizado na vila Itanorte – Blairo Maggi foi chamado a fazer uso da palavra e enalteceu a conquista da pavimentação do trecho da 358 no Chapadão do Rio Verde pela mobilização dos produtores rurais da localidade e pela disposição do governo do Estado em relação à obra. “As estradas transformam”, disse.

O ex-governador participou da apresentação do projeto da pavimentação, em frente à Fazenda Estrela.

Maggi elogiou a gestão de Mauro Mendes à frente do governo e disse que o estado de Mato Grosso sempre esteve em boa situação econômico-financeira. “Nunca esteve quebrado, sempre esteve bem. Os problemas foram de gestão”, disse o ex-governador, numa clara referência ao desastroso mandato do emedebista Silval Barbosa e, também, à fraca gestão do tucano Pedro Taques.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

A declaração de Maggi também foi uma resposta ao senador Fábio Garcia, que antes também elogiara Mendes com crítica indireta a gestões anteriores, que teriam deixado o estado, segundo ele, em má situação (quebrado).

Após elogiar Mendes, Blairo Maggi declarou apoio ao governador, indicando que estará ao seu lado pela reeleição. “O senhor está fazendo uma boa gestão, não faz mais porque não tem empreiteira disponível e não tem mais projetos… Tem meu apoio… Não tem outro executivo”, declarou.

Blairo Maggi e Mauro Mendes chegaram juntos ao evento, no mesmo jato que aterrissou no aeroporto de Itanorte. Além do governador e do ex-governador, estavam no mesmo voo o senador Fábio Garcia, o deputado federal Neri Geller (que deverá disputar a única vaga do Estado ao Senado neste pleito, frente ao senador Wellington Fagundes, que tentará a reeleição), o deputado estadual Sebastião Rezende e o ex-senador Cidinho Santos.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana