conecte-se conosco


Cidades & Geral

Tangará da Serra: Prefeitura projeta duplicação com rotatória em trecho da MT-480

Publicado

A prefeitura de Tangará da Serra elabora um projeto de duplicação com inserção de rotatória no trecho urbano da rodovia MT-480, desde o entroncamento da Avenida Nilo Torres até o cruzamento com o Anel Viário e a Estrada 11, no acesso ao Loteamento Buritis e Jardim Bela Vista (Foto topo, imagem Google Earth).

A confirmação é do secretário municipal de Infraestrutura, Magno César Ferreira. Ele informa que o projeto está em elaboração e que, após sua conclusão, o município buscará recursos para a viabilização da obra. O vice-prefeito Marcos Scolari, de Tangará da Serra, também confirmou a elaboração do projeto, chegando a mencioná-lo em entrevista concedida, ainda no ano passado, a uma emissora de rádio local.

Entroncamento com Anel Viário registra considerável movimentação de veículos de todos os portes.

A concepção da obra já considera, obviamente, a devolução da concessão da MT-480 ao Estado, pelo Consórcio Via Brasil. Outra consideração é a responsabilidade do Estado no trecho, o que poderá resultar em parceria com o governo.

A duplicação, assim como a rotatória, é um anseio de moradores e empreendedores da localidade. Por ali ocorre toda uma movimentação oriunda dos Loteamentos Buritis I e II, do Jardim Bela Vista, da Linha 12 e, também, um fluxo considerável de veículos leves e de carga advindos na Avenida Nilo Torres e do próprio Anel Viário.

Leia mais:  Sinal 5G começará a funcionar em Brasília na quarta-feira; No MT, prazo é para setembro

É preciso considerar, ainda, o acesso naquela via para a região do Barcelona/Valência, a 300 metros da intercessão com a Avenida Nilo Torres. O acesso deverá exigir uma intervenção especial, dado o fluxo considerável de carros e motos e, também, de ciclistas.

Principal entroncamento na rodovia sugere, no momento, melhoria na sinalização.

No último final de semana, o vereador Eduardo Sanches (Republicanos) mencionou um problema que vem ocorrendo no cruzamento da MT-480 com a Estrada 11 e a perimetral. Muitos caminhoneiros que não conhecem a região acabam acessando a Estrada 11, em direção ao Buritis/Bela Vista, imaginando tratar-se da saída para Deciolândia.

Sanches indicou à entidade conveniada com o governo do Estado para manutenção da rodovia – Associação dos Produtores da MT 480 – a instalação de, ao menos, uma placa indicativa dos acessos. O superintendente da entidade, Edilson Sampaio, acolheu a indicação e apresentará à entidade.

publicidade

Cidades & Geral

Sinal 5G começará a funcionar em Brasília na quarta-feira; No MT, prazo é para setembro

Publicado

Brasília será a primeira capital do país a ter a rede 5G em funcionamento na telefonia móvel. Segundo o conselheiro e vice-presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Moreira, o sinal será liberado em Brasília nesta quarta-feira (6).

Em participação no evento Teletime Inc, em São Paulo, o grupo técnico da Anatel encarregado de avaliar a desocupação da faixa de 3,5 gigahertz (GHz) aprovou a ativação do sinal 5G na capital federal no fim da tarde de hoje (4). Segundo Moreira, as próximas capitais a terem a tecnologia liberada serão Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo, sem data prevista por enquanto.

Moreira preside o grupo da Anatel responsável pela liberação das frequências 3,5 GHz, por onde transitará o sinal da telefonia 5G. Atualmente, essa faixa ainda está ocupada por empresas de antena parabólica que operam com a tecnologia Banda C e estão atrasadas com a migração para outra frequência, chamada de Banda Ku.

Originalmente, o edital do leilão do 5G, realizado em novembro do ano passado, previa que todas as capitais deveriam ser atendidas pela telefonia 5G até 31 de julho. No entanto, problemas com a escassez de chips e com atrasos na produção e na importação de equipamentos eletrônicos relacionados à pandemia de covid-19 provocaram atrasos no cronograma.

Leia mais:  Feira do Centro oferece duas atrações típicas do Brasil e valiosas para a saúde e a culinária

O prazo para o funcionamento do 5G em todas as capitais passou para 29 de setembro. Segundo Moreira, o lançamento da rede 5G em Brasília servirá como teste, com a Anatel e as operadoras instalando filtros anti-interferência. Também está prevista a distribuição de decodificadores da Banda Ku à população de baixa renda que usa antenas parabólicas antigas que operam na Banda C.

(Agência Brasil)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana