conecte-se conosco


Cidades & Geral

Tangará da Serra: Pandemia adia início do ano letivo para dia 14 na rede municipal de ensino

Publicado

Inicialmente previsto para começar na próxima segunda-feira (07), o ano letivo das escolas da rede municipal de ensino de Tangará da Serra teve seu início adiado em uma semana, para o dia 14 (segunda-feira). A informação foi repassada pelo secretário municipal de Educação, Vagner Constantino Guimarães, em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira.

A pandemia foi fator determinante para o adiamento. Além da alta taxa de transmissão da variante ômicron do vírus, muitos profissionais da educação estão afastados, cumprindo isolamento em razão da Covid-19. Outro motivo é o atraso na convocação de 500 novos profissionais que passaram pelo processo seletivo e concurso, também em razão da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com Vagner Constantino, a decisão pelo adiamento para o próximo dia 14 também observa a tendência de queda da curva da pandemia a partir da segunda quinzena do mês. “Queremos que o ano letivo seja presencial do começo ao fim”, disse o titular da SEMEC.

Ouça, a seguir, o áudio do secretário:

Leia mais:  Meteorologia alerta para frio de 8°C na madrugada desta quinta na região de Tangará

publicidade

Cidades & Geral

Feira do Centro oferece fruto da América para sucos, doces e pratos com peixes e carnes

Publicado

As frutas estão entre os itens mais comercializados na Feira do Produtor do Centro. Nesta época do ano, uma fruta da época se destaca pela qualidade e visual notável: o maracujá.

Oferecido fartamente no setor de hortifrutis do mercado público de Tangará da Serra, o maracujá é alternativa de renda na agricultura familiar a partir de um manejo especializado para manter o bom padrão.

O fruto é natural da América e pode ser encontrado, nativo, em matas desde o Rio Grande do Sul até o norte do Brasil. Também é comum em toda a América Central e na Flórida, já nos Estados Unidos.

Oferecido fartamente no setor de hortifrutis do mercado público de Tangará da Serra, o maracujá é alternativa de renda na agricultura familiar.

Além de saborosa, a fruta rende inúmeros benefícios à saúde humana, sendo importante para fortalecer o sistema imunológico, controlar a glicose no sangue e, também, no combate ao estresse e à ansiedade.

De acordo com o presidente da Associação dos Feirantes (Asfet), Valdeci Ferraz Aquino, o maracujá ofertado na Feira se destaca pela qualidade e preço atrativo. “A qualidade do maracujá oferecido pelos nossos feirantes sempre chama atenção do consumidor e isso ajuda a manter uma grande movimentação na Feira do Centro às quartas e aos domingos”, observa.

Leia mais:  Caldo de cana na Feira do Centro, um brinde à história e à geração de emprego e renda

Maracujá na culinária

O maracujá pode ser consumido ao natural ou na forma de sucos. Mas o fruto incrementa a culinária brasileira como um ingrediente de classe. O maracujá rende sorvetes, musses, bolos, tortas e vários tipos de doces.

Mas também é utilizado com sucesso e requinte em pratos salgados à base de peixes e carnes vermelhas e de frango.

Para ver 48 receitas com maracujá, acesse o seguinte link a seguir clicando nos trechos sublinhados em vermelho: https://www.receiteria.com.br/receitas-com-maracuja/

Atendimento

Neste domingo, mais um a vez a Feira estará de portas abertas a partir das 06h00, até o meio-dia. Além do maracujá e outras frutas, os consumidores terão à sua disposição uma grande variedade de hortaliças, carnes e embutidos, leite natural e seus derivados, produtos coloniais, doces, temperos, além da tradicional praça de alimentação.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana