conecte-se conosco

Setor Público & Agentes

Tangará da Serra: Mediall Brasil assume ala Covid-19 do HM semana que vem, já com 20 leitos de UTI

Publicado

A empresa Mediall Brasil, de Goiânia, será a nova gestora da ala Covid-19 do Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito, de Tangará da Serra. A empresa foi a vencedora do pregão eletrônico 019/2021 da última sexta-feira (07.05) e sucederá a atual gestora – Medicar Serviços de Emergência – a partir do próximo dia 19, na quarta-feira da próxima semana.

A Mediall ficará responsável pelos leitos de UTI e enfermaria, fornecendo equipes médicas, de enfermagem, de técnicos e de serviços gerais, além dos insumos. As atividades incluirão também, a ampliação dos atuais 13 leitos para 20 leitos de UTI, considerando os sete novos respiradores adquiridos e já recebidos pelo município.

Conforme antecipado pelo Enfoque Business em matéria publicada no último dia 07 de abril (ver link ao final do texto), deste conjunto de 20 leitos de UTI, 10 serão destinadas exclusivamente a pacientes de Tangará da Serra e os outros 10 passarão a ser regulados pelo governo do estado para atendimento, também, de pacientes de outros municípios.

A regulação de 10 UTIs pelo governo evitará a sobrecarga financeira na rede municipal, considerando que cada UTI tem um custo diário de R$ 2.043,00, conforme termo de referência vinculado ao certame.

Contrato

O contrato a ser firmado entre município e a Mediall já está sendo alinhavado, com a empresa reunindo toda a documentação necessária para sua habilitação, com início das atividades no próximo dia 19.

Leia mais:  Após transplante de rim, estado busca credenciamentos para transplantes de medula óssea e fígado

Os 20 leitos de UTI que serão assumidos pela nova gestora resultarão um custo de R$ 7.354.800,00 ao longo de 12 meses, o equivalente a 3.600 diárias ao custo unitário de R$ 2.043.

De acordo com o edital, a empresa deverá manter durante as 24 horas do dia, sete dias por semana, médicos, equipe multidisciplinar, equipamentos, materiais e medicamentos.

Profissionais e serviços

Seguindo as regras de dimensionamento estabelecido pela RDC Nº 07/2010 e Parecer Normativo nº 002/2020/COFEN (exclusivo para vigência da pandemia Covid-19), a empresa também manterá em seu quadro funcional a seguinte equipe: 01 médico responsável técnico com habilitação em Terapia Intensiva Adulta comprovada por título; 01 médico rotineiro, também intensivista, com jornada de 04 horas para no máximo 10 leitos ou fração, nos turnos matutino e vespertino; 01 médico plantonista para cada 10 leitos ou fração, em cada turno; 01 enfermeiro coordenador, com habilitação em Terapia Intensiva; 01 enfermeiro rotineiro, com jornada de 04 (quatro) horas diárias, para a unidade, com habilitação em Terapia Intensiva comprovada por título; 01 enfermeiro plantonista para no máximo 05 (cinco) leitos ou fração, em cada turno.

Outros profissionais exigidos no contrato a ser celebrado no município são: 01 fisioterapeuta responsável técnico, com jornada diária mínima de 06 horas e experiência comprovada em Unidade de Terapia Intensiva; 01 fisioterapeuta plantonista para cada 10 (dez) leitos, em cada turno, perfazendo um total de 24 horas diárias; 01 fonoaudiólogo disponível para a unidade; 01 psicólogo com jornada de 08 horas diárias; 01 Técnicos de enfermagem para cada 02 (dois) leitos, em cada turno; Auxiliares administrativos: no mínimo 01 exclusivo da unidade; Funcionários exclusivos para serviço de limpeza da unidade, em cada turno, 24h por dia;  Farmacêutico exclusivo para a unidade.

Leia mais:  Vereadora pede agilidade na aplicação de vacinas e quer revisão do sistema de cadastramento

A empresa deverá disponibilizar, ainda, os seguintes serviços à beira do leito nas Unidades de Terapia Intensiva Adulta: Assistência nutricional, Terapia nutricional (enteral e parenteral), Assistência farmacêutica, Assistência fonoaudióloga, Assistência psicológica, Assistência social, Assistência de terapia ocupacional, Exame Comprobatório de fluxo sanguíneo encefálico, Diagnóstico clínico e notificação compulsória de morte encefálica, Assistência clínica hematológica, Assistência hemoterápica, Serviço de fibrobroncoscopia, Assistência clínica neurológica e Serviço de endoscopia digestiva alta e baixa, Assistência em cirurgia geral (traqueostomia, dreno de tórax, avaliações e etc.) bem como todos os Testes rápido Sorológico para COVID IgM, IgG, Antígeno para detecção da COVID, Testes por Fluorescência para detecção qualitativa dos anticorpos neutralizantes do Sars-CoV-2 estando estes testes disponíveis para todos os trabalhadores da UTI que apresentarem sintomas.

Quanto aos demais serviços e/ou especialidades, se necessárias, deverão ser avaliadas dentre as existentes na estrutura da Secretaria Municipal de Saúde, para análise sobre a necessidade de regulação ou não de paciente.

publicidade

Setor Público & Agentes

Município cria Núcleo de Regularização Fundiária; 102 lotes da Triângulo já estão titularizados

Publicado

A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA), firmou acordo de cooperação técnica com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA),para dar celeridade nos processos de regularização fundiária rural em Tangará da Serra.

Agora, com a criação do Núcleo de Regularização Fundiária, por meio de decreto do prefeito municipal, Vander Masson, o próximo passo será a efetivação do georeferenciamento de todas as propriedades (lotes/parcelas) do assentamento ou da gleba a serem titulados. Esses são alguns dos requisitos para que se inicie os processos de titularização.

Decreto de criação do núcleo: Assinatura do prefeito Vander Masson, com secretário Rogério Rio e liderança da Gleba Triângulo.

Com isso, a sala da cidadania do INCRA, que já exerce atividades junto a SEAPA, terá sua área de atuação e abrangência ampliada, oferecendo celeridade aos processos de titularização.

A Gleba Triângulo, que possui 139 lotes a serem titularizadas, recentemente foram emitidos 102 títulos, que em breve serão entregues aos produtores rurais, restando ainda 37 parceleiros a serem titulados.

Leia mais:  SANEAMENTO: Adução do Sepotuba, tratamento de esgoto e microdrenagem são prioridades imediatas

“O nosso município possui uma grande área a ser titularizada, que inclui o Assentamento Antônio Conselheiro, onde teremos aproximadamente 1.000 parcelas a serem titularizadas. Isso é muito importante, pois, além de oferecer segurança jurídica aos produtores rurais, permitirá o acesso ao crédito bancário e contribuirá para o desenvolvimento do nosso Município”, destaca o secretário de Agricultura, Rogério Rio.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana