conecte-se conosco


Cidades & Geral

Tangará da Serra: Curva decrescente da pandemia permite retomada das atividades escolares

Publicado

A curva decrescente dos índices da pandemia do novo coronavírus está permitindo ao município autorizar a retomada de várias atividades.

Além de revogar o toque de recolher e permitir a retomada das atividades comerciais após às 22hs em Tangará da Serra, o decreto municipal 058/2021, publicado ontem (terça 02), autoriza o retorno das atividades em escolas públicas e privadas de educação infantil, fundamental, média e superior.

Este – além da campanha do IPTU/2021 e temas relacionados à secretaria de Saúde – foi um dos temas da entrevista coletiva concedida hoje (quarta, 03) pela manhã pelo prefeito Vander Masson, ao lado das secretárias Gicelly Zanata (Saúde) e Angela Nascimento (Finanças).

Executivo concedeu entrevista coletiva sobre o decreto 058 na manhã desta quarta-feira.

Esta semana, praticamente todas as escolas particulares do município já retomaram atividades no modelo híbrido (parte presencial e parte remota), enquanto as escolas da rede pública municipal já iniciaram as aulas, porém no formato online.

Nas escolas do município, as instruções serão na modalidade online e apostilada, do ensino infantil ao 9º ano. O calendário inicial deste ano letivo inclui as 76 horas remanescentes da carga de horas-aula de 2020, que ficaram pendentes em razão da pandemia do novo coronavírus.

Leia mais:  Por mudança de sistema, serviços oferecidos pela Jucemat ficarão indisponíveis até a próxima quarta-feira

A modalidade híbrida de ensino – que combina o formato online e apostilado com o presencial – estava previsto para ser adotado a partir de março, mas pode ser antecipado, dependendo de avaliação conjunta entre a secretaria municipal de Educação – através do titular da pasta, Vagner Constantino – e o Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus.

A retomada das atividades dos 13,8 mil alunos representará o envolvimento de 990 profissionais (entre estes, 529 professores) da Educação lotados na rede municipal, que por sua vez engloba 37 escolas.

publicidade

Cidades & Geral

Barra do Bugres: Maternidade tem recursos de R$ 500 mil, com obras previstas para março

Publicado

As obras da maternidade pública de Barra do Bugres deverão iniciar no mês de março. Ao menos é esta a expectativa após o anúncio de uma verba do Estado, no valor de R$ 500 mil, que será assegurada através de emenda parlamentar.

A emenda parlamentar foi anunciada pelo deputado estadual Paulo Araújo (PP) durante reunião no auditório da Câmara Municipal com a prefeita de Barra do Bugres, Maria Azenilda Pereira (MDB), vereadores e secretários. Também participaram da reunião o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Marcos Aurélio da Silva, e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Barra do Bugres (ACIBB), Iandro Almicci.

A pauta da reunião foi a construção da maternidade de Barra do Bugres. O município, que não conta com nenhum hospital público ou privado, se obriga a encaminhar gestantes para partos em maternidade no município vizinho de Arenápolis, o que significa, também, aumento de custos.

Segundo o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Marcos Aurélio da Silva, o projeto da obra já está em análise para que as obras tenham início o mais rápido possível, já que se trata de uma demanda urgente do município.

Leia mais:  LUTO: Renan Coelho será velado a partir das 13hs, na escola José Nodari; Sepultamento será amanhã, às 09hs

Segundo informações do município, em se confirmando o depósito dos recursos prometidos pelo deputado, as obras terão início já em março próximo.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana