conecte-se conosco


Cidades & Geral

Tangará da Serra: Coleta de lixo terá nova empresa a partir do dia 07, em substituição à Sanetran

Publicado

Uma nova empresa assumirá a coleta de resíduos sólidos em Tangará da Serra a partir do dia 07 de junho. A substituição se dá em razão do vencimento, em 06 de junho, do contrato da Sanetran Saneamento Ambiental Eireli, atual prestadora do serviço.

Em lugar da Sanetran, assumirá a Clean Master Ambiental Unipessoal Ltda, com matriz na cidade de Catalão, estado de Goiás.

A contratação da nova empresa, porém, se deu em regime emergencial e com dispensa de licitação. Com o contrato da Sanetran vencendo no início de janeiro, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) abriu processo licitatório em dezembro para proceder na nova contratação, mas houve recursos no processo motivados por inconsistências nas planilhas de custos, levando à anulação do certame.

Assim, a Sanetran teve seu contrato prorrogado por mais 90 dias. Um novo processo licitatório foi aberto e novos recursos por parte dos concorrentes do certame estendeu o prazo, forçando a uma nova prorrogação do contrato com a Sanetran, por mais 90 dias.

Leia mais:  Tangará da Serra: Avenida Brasil recebe nova intervenção, desta vez na região da Cidade Alta

Dispensa

Heliton de Oliveira, diretor do Samae: “Contratação emergencial para não comprometer coleta de resíduos”.

Como o contrato com a Sanetran vence no próximo dia 05 e a Lei de licitações (8.666/1993) veda uma terceira prorrogação, o Samae optou por uma contratação emergencial, convidando empresas a uma concorrência para prestação do serviço por tempo determinado. A atual empresa prestadora do serviço também participou.

Segundo o diretor do Samae, Heliton Oliveira, não haveria tempo hábil para uma licitação regular. “Então, para não prejudicarmos o serviço de coleta de resíduos, fizemos uma contratação emergencial, com dispensa de licitação”, explica.

A Clean, porém, assinou um contrato de risco, uma vez que o Samae já procede em novo certame para contratação da empresa definitiva. Ou seja, se a licitação transcorrer sem percalços ou recursos, o contrato emergencial que vigora a partir do próximo dia 07 – ainda que seja a própria Clean a vencedora do processo licitatório – será suspenso para ocorrer a contratação definitiva.

Nova empresa assume coleta de lixo em caráter emergencial, até resultado de nova licitação.

A dispensa de licitação chegou a ser questionada pelo vereador Eduardo Sanches (PSL) na sessão de ontem (terça, 18) da Câmara Municipal. Um requerimento foi encaminhado por Sanches à autarquia, solicitando esclarecimentos a respeito.

Leia mais:  Dia de Feira: Temperos, condimentos e conservas fazem a magia do almoço de domingo

Valores

O custo da coleta de lixo é praticado atualmente a R$ 163/tonelada para uma demanda total estimada em 2.200 toneladas/mês, gerando um custo mensal do serviço na ordem de R$ 358 mil.

Para o serviço emergencial contratado com a Clean, o custo por tonelada é de R$ 144,50, totalizando um custo mensal de R$ 317 mil. “Teremos uma economia de R$ 41 mil por mês”, pontuou Heliton Oliveira, que destaca ser este o valor (R$ 144,50/tonelada) a servir de base para a licitação que está em andamento.

publicidade

Cidades & Geral

Dia de Feira: Rica em água e complexo B, melancia é boa pedida para qualquer hora

Publicado

Quarta-feira, como de costume, é dia de feira em Tangará da Serra. A Feira do Produtor do Centro começa a atender a partir das 06h00, oferecendo o melhor da agricultura familiar.

No setor de hortifrutis, a Feira oferece grande variedade e fartura, com qualidade reconhecida e preços populares.

Nesta época do ano, a melancia é um dos destaques na Feira do Centro. Fruta rasteira em razão do seu peso e tamanho, a melancia é originária da África e é da mesma família do pepino, da abóbora e do melão.

Além do alto teor de água, a melancia contém açúcar, vitaminas do complexo B e sais minerais.

A polpa vermelha, doce, com alto de teor de água, é uma divertida e aprazível alternativa alimentar, ao natural ou na forma de suco, para qualquer hora do dia. Vai bem no café da manhã, no almoço, no lanche da tarde, ou à noite. “Difícil encontrar alguém que não goste de melancia”, observa o presidente da Associação dos Feirantes, Valdeci Ferraz Aquino.

Leia mais:  Tangará da Serra: Município conhecerá nesta quinta propostas para área do Hospital Regional

Além do alto teor de água, a melancia contém açúcar, vitaminas do complexo B e sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro.

Quem vende?

É fácil encontrar a melancia na Feira do Centro. No interior do maior mercado público de Mato Grosso, com uma rápida olhada é possível detectar a presença do grande fruto.

No box 59-C, do Roberto, a fruta ofertada é produzida na região do Joaquim do Boche. Já no box 53-C, Luiz Carlos oferece frutos que vem do Rio grande do Sul. Nos boxes 19 e 20-C, Leonilda oferece melancia vinda de São Paulo, Goiás e Tocantins, enquanto Dª Zeti, que é da região do Vale do Sol, comercializa o alimento no box 30-A.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana