conecte-se conosco


Cidades & Geral

Tangará da Serra: Calorão agrava crise hídrica e motivará distribuição de caixas d’água

Publicado

As altas temperaturas aliadas à falta de chuvas neste mês de setembro agravam a já severa estiagem vivenciada por Tangará da Serra. O município já adotou rodízio no abastecimento nos diferentes quadrantes da zona urbana e muitos bairros registram falta de água.

Calejados por sucessivos anos de chuvas abaixo da média e o irregular abastecimento de água nos períodos de seca, os tangaraenses veem, neste mês de setembro, cada dia sem chuva com maior apreensão. E as maiores vulnerabilidades aos efeitos da estiagem são, justamente, as famílias economicamente menos favorecidas.

Cidade vive altas temperaturas e escassez de chuvas nesse mês de setembro.

Diante dessa realidade preocupante, a prefeitura, através do Executivo Municipal, apresentou projeto de lei para a aquisição de material de distribuição gratuita de caixas d’água para distribuição às famílias carentes, que não possuem reservatório em casa ou possuem caixas pequenas, para o enfrentamento da crise hídrica.

De acordo com o prefeito Vander Masson, o projeto, que será votado pela Câmara Municipal, visa contemplar e minimizar os impactos da crise hídrica aos tangaraenses. “Estamos destinando esse recurso que será suficiente para adquirir e distribuir à população mais de 500 caixas d’água de mil litros. É uma medida emergencial para minimizar os efeitos da seca pela qual estamos passando”, disse o gestor.

Leia mais:  Casa Verde Amarela: Quatro áreas serão destinadas à construção de 500 moradias em Tangará

No total, o Projeto de Lei 123/2021 – que começa a tramitar na Câmara Municipal nesta terça-feira (14) – prevê a destinação de R$ 240 mil para a compra de caixas d’água (reservatórios). A Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres (GPM), o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) e Secretaria de Saúde coordenam o projeto.

De acordo com o diretor do SAMAE, Heliton Luiz de Oliveira, a autarquia está fazendo levantamento das famílias que serão contempladas. Os critérios para a seleção ainda serão definidos, mas a meta é priorizar famílias de bairros com maior índice de falta d’água, que possuam reservatório pequeno ou não possuam caixa d’água.

No município já vigora decreto de emergência em razão da seca através do Decreto Municipal 374, de 23 de agosto de 2021, homologando o pelo Decreto Estadual 1.097, em 03 de setembro, reconhecendo a situação emergencial.

(Redação EB, com Assessoria)

publicidade

Cidades & Geral

Porto Estrela: Assinada a ordem de serviço para construção de ponte sobre o Jauquara

Publicado

A ordem de serviço para as obras de uma ponte de concreto sobre o rio Jauquara, na comunidade Vão Grande, em Porto Estrela, foi assinada ontem (terça, 18) pelo prefeito Eugênio Pelachim (PSC – foto topo). As obras serão realizadas pela empresa CIBE Pré-Moldados, Concretos e Minerais, vencedora do certame licitatório realizado em dezembro do ano passado.

A construção da ponte será viabilizada através de convênio do governo de Mato Grosso, que repassou para a conta da prefeitura de Porto Estrela o valor de R$ 2.507.757,40. O município fará uma contrapartida de 51.178,77. No total, a obra custará R$ 2.558.936,17.

“Desde que assumi o meu primeiro mandato como prefeito de Porto Estrela, tenho trabalhado muito para resolver esse problema da Comunidade Vão Grande e hoje estamos vendo esse sonho se tornando uma realidade”, disse agradecendo a parceria do governador Mauro Mendes e do vice-governador Otaviano Pivetta.

Passarela sobre o rio foi rompida no início do mês, com fortes chuvas e a alta do nível das águas do Jauquara.

A ponte de concreto, que terá uma extensão de 71,1 metros e largura de 4,5 metros – proporcionará a ligação do município com as comunidades de Vaca Morta, Baixio e Vão Grande. “Nesta época de chuva, aquela comunidade sofre muito, pois o rio enche e a passarela não suporta o volume das águas e se rompe”, observou Pelachim, destacando que, com a ponte de concreto, o problema estará solucionado. “Sabemos da importância desta obra para a comunidade e estamos felizes em atender aquelas famílias”, completou.

Leia mais:  Semana do Brasil: Comércio abre neste sábado até às 18hs; Baixa renda receberá máscaras

Eugênio Pelachim destacou, ainda, que a viabilização das obras da ponte sobre o rio Jauquara também tiveram a intermediação do deputado estadual Dilmar Dal Bosco e do senador Jaime Campos, ambos do DEM, além do apoio da Câmara Municipal, através da vereadora Sula (PSC).

(Com informações de Assessoria)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana