TANGARÁ DA SERRA

Cidades & Geral

Sindicato Rural de Juína e Senar-MT conversam sobre a instalação de mais um CT

Publicado em

Implantação de mais um Centro de Treinamento. Desta vez, em Juína. Esta foi a pauta da reunião entre a equipe do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) e o presidente do Sindicato Rural de Juína, José Lino Geraldo Martins Rodrigues, conhecido como Cabeção. Neste encontro foi discutido as possibilidades de implantar mais um ambiente equipado com o que há de mais moderno no mercado para capacitar mão de obra que irá atuar no setor pecuário.

Um dos principais objetivos é transformar Juína em um centro especializado na formação de inseminadores para o setor pecuário de Mato Grosso. “A ideia é capacitar mão de obra para todo o estado”, destaca o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, chamado de Chico da Pauliceia.

No encontro foi discutido as possibilidades de implantar mais um ambiente equipado com o que há de mais moderno no mercado.

O coordenador de supervisão do Senar-MT, Wlademiro Neto, acrescenta que a estrutura será composta por seis salas de aula, um espaço para abrigar a parte administrativa, cozinha industrial e banheiros. “Haverá espaço destinado para a realização de cursos sobre reprodução de bovino, nutrição e sanidade animal”.

Leia mais:  Depois do frio: Mato Grosso poderá ter onda de calor a partir do próximo final de semana

Nesta proposta apresentada para o Cabeção há também o projeto de uma estrutura de containers para formação de brigadistas e para a execução de todos os treinamentos de Normas Regulamentadoras (NRs), ofertadas pelo Senar-MT. “Teremos ainda transporte exclusivo, caminhões, serviço de limpeza, silos e animais, que são os insumos utilizados em vários cursos”, diz Neto.

De maneira informal, o superintendente do Senar-MT, contou a história de como o número de CTs evoluiu de dois para 12, num período de dois anos. Ele explicou em que fase de implantação está cada um. “É com satisfação que venho conversar com o Cabeção sobre a implantação de um CT, em Juína”.

O presidente do Sindicato Rural de Juína, enfatizou que há um espaço de 65 hectares onde pode ser implantada a estrutura do CT, proposta pela equipe do Senar-MT. Ele destacou a falta de mão de obra capacitada para atuar no da pecuária, assim como em outras cadeias produtivas que começam a ser desenvolvidas na região. “Estamos numa região estratégica e a implantação deste CT contribuiria muito para o desenvolvimento do nosso município e dos vizinhos”.

Leia mais:  Censo 2022: Após dois anos de adiamento, IBGE inicia pesquisas em Tangará e em todo o Brasil

Com a presença do presidente do Sindicato Rural de Brasnorte, Cleber José da Silva, a reunião no sindicato rural de Juína seguiu “tarde a dentro”. Mais que falar sobre a necessidade atual de implantar um centro de treinamento, o grupo também discutiu as possibilidades de ampliação e de inclusão de capacitação de profissionais para atuar em outras cadeias produtivas que começam a se desenvolver na região.

(Ascom Senar-MT)

Comentários Facebook
Advertisement

Cidades & Geral

Tangará da Serra: Centro de Saúde da Mulher será reinaugurado na próxima segunda-feira

Published

on

O Centro de Saúde da Mulher/Centro de Especialidades será reativado pela prefeitura de Tangará da Serra. A solenidade de reinauguração do prédio localizado na Avenida Brasília, no centro de Tangará da Serra, está marcada para a próxima segunda-feira (15/08), às 8h e contará com a presença do Prefeito Municipal Vander Masson, da Secretária Municipal de Saúde, Gicelly Zanatta, vereadores, membros da administração pública e demais autoridades.

O local, conhecido como posto central, abriga os setores especializados em hanseníase/tuberculose e a Farmácia Central e de alto custo. Possui equipamento para exames de eletrocardiograma, colposcopia, mamografia, raio “X”, ultrassom e reúne profissionais de psicologia, ortopedia, cardiologia, ginecologia/obstetrícia, nutrição, endocrinologia, nefrologia e enfermagem.

Conforme a Coordenadora do Centro de Saúde da Mulher, Cristina Pereira, agora as instalações estão mais adequadas, visto que o prédio recebeu reforma completa, inclusive com a substituição do piso. A reforma começou em agosto de 2020 e tinha previsão de conclusão para o mesmo ano. Foram gastos R$ 527.539,19, recursos provenientes de convênio com a Caixa Econômica Federal e Ministério da Saúde.

Leia mais:  Censo 2022: Após dois anos de adiamento, IBGE inicia pesquisas em Tangará e em todo o Brasil

(Assessoria de imprensa)

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana