conecte-se conosco


Política & Políticos

Rogério Silva: Aprovação de projetos aproximam município de solução do problema da água

Publicado

A aprovação unânime dos projetos de lei 104 e 105/2021, de autoria do Executivo, foi um importante passo dado pelo município de Tangará da Serra rumo à solução do grave problema relacionado ao abastecimento de água na cidade.

Aprovados na sessão ordinária da última terça-feira (17), os dois projetos autorizaram suplementações orçamentárias no valor total de R$ 8,317 milhões para compor o custeio do sistema de captação e adução de água do rio Sepotuba, permitindo ao Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) ter os recursos necessários para dar prosseguimento à execução das obras, que montam em aproximadamente R$ 30 milhões.

Satisfeito com a aprovação das matérias, o vereador Rogério Silva (DEM) destaca que a suplementação foi necessária por conta, em grande parte, da alteração na planilha de custos do projeto de adução, uma vez que houve majoração dos preços do material que será empregado na obra, em especial quanto às tubulações e conexões.

O representante do DEM na Câmara Municipal observa que a aprovação aconteceu apesar de os projetos terem entrado em pauta na sessão em regime de urgência especial, situação que restringiu o tempo para uma análise mais profunda por parte dos vereadores. “Foi um voto de confiança ao prefeito Vander Masson, pois entendemos a necessidade do Executivo para essas duas suplementações. Levamos em conta, sobretudo, o interesse maior, que é a segurança hídrica para a população tangaraense”, disse o vereador, após a sessão na qual as matérias foram aprovadas.

Leia mais:  Desde 2019, governo estadual soma R$ 235 milhões em investimentos em Tangará da Serra

Rogério destaca, ainda, que o interesse do município sempre deve ser colocado em primeiro lugar, independentemente de cores partidárias e, também, superando interesses alheios aos objetivos comuns da municipalidade. “O município está em primeiro lugar e quando esse interesse é priorizado, fica evidente que as diferenças partidárias estão em segundo plano. Podemos chamar isso de amadurecimento político e empatia entre os poderes”, concluiu.

publicidade

Política & Políticos

Desde 2019, governo estadual soma R$ 235 milhões em investimentos em Tangará da Serra

Publicado

O Governo de Mato Grosso já repassou R$ 235 milhões para o município de Tangará da Serra (a 240 km de Cuiabá) desde o início da gestão, em 2019. Os valores foram aplicados para melhorias na educação e saúde, e investimentos em obras de infraestrutura, ações culturais e sociais, além da construção do Hospital Regional e de um centro de eventos e convenções.

Somente em infraestrutura são R$ 72 milhões empregados, dos quais R$ 21,3 milhões são destinados ao asfaltamento de 37,6 quilômetros de estrada da MT-240, no trecho que liga à MT-358, em Santo Afonso, e outros R$ 27,1 milhões são para o asfaltamento de 60 quilômetros da MT-339, que liga Tangará, Nova Olímpia e Barra do Bugres. Também são empregados R$ 6,2 milhões para manutenção de 80 quilômetros de estrada na MT-358 e MT-175.

A Secretaria de Infraestrutura e Logística também repassou R$ 8,8 milhões para compra de aduelas de concreto para substituição de pontes de madeira, e autorizou R$ 8,5 milhões para obras de engenharia no aeródromo de Tangará da Serra.

Nesta sexta-feira (27.06), o governador Mauro Mendes também autoriza outros R$ 10 milhões em convênios para a restauração do asfalto do Setor W.

Hospital Regional

Tangará da Serra também foi contemplada com o novo Hospital Regional, cuja ordem de serviço para início das obras será assinada pelo governador Mauro Mendes nesta semana.

Na área do futuro Hospital Regional, governador analisa a planta baixa da unidade hospitalar.

A unidade, orçada em R$ 107,9 milhões, terá 111 leitos de enfermaria e 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade. Também contará com 10 consultórios médicos, 2 consultórios para atendimento a gestantes, 6 salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames, como tomografia e colonoscopia.

Leia mais:  Desde 2019, governo estadual soma R$ 235 milhões em investimentos em Tangará da Serra

Além da unidade, a Secretaria de Estado de Saúde também entregou duas ambulâncias para atendimento de pacientes no município.

Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico ajuda a fomentar as atividades na cidade por meio do novo Centro de Eventos e Convenções. A unidade, que esteve com as obras paralisadas por mais de sete anos, tem uma área de 3,8 mil metros quadrados e pode receber até oito eventos simultâneos.

Educação e cultura

Para auxiliar no desenvolvimento da comunidade acadêmica, o Governo do Estado investe em melhorias nos espaços físicos de 16 unidades escolares, com a execução de reformas gerais, manutenções, entrega de equipamentos, aparelhos de ar condicionado e mobiliários, e construção de quadras poliesportivas.

Ainda, o governo autorizou repasses para compra de computadores e custeio da contratação de serviço de internet para os professores da rede estadual durante a pandemia da covid-19, quando as aulas foram realizadas de modo online. Juntos, os investimentos da Seduc somam mais de R$ 17,4 milhões.

A Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) também investiu mais de R$ 1 milhão no município de Tangará da Serra, por meio de repasses para ações culturais e de incentivo ao esporte, bem como para a reforma de uma quadra poliesportiva no Bairro Jardim Rio Preto.

Leia mais:  Desde 2019, governo estadual soma R$ 235 milhões em investimentos em Tangará da Serra

Ações sociais

Além dos investimentos em infraestrutura, o Governo de Mato Grosso também aplicou mais de R$ 2 milhões para ações sociais no município, com o objetivo de dar garantias de segurança alimentar para a população mais vulnerável, sobretudo durante o período da pandemia.

Apenas em Tangará da Serra foram 1.030 famílias atendidas pelo programa de transferência de renda Ser Família Emergencial, que movimentou mais de R$ 1,5 milhão entre 2021 e 2022. Também foram distribuídas 4,8 mil cestas básicas, 3,5 mil cobertores e 233 filtros de barro.

O Estado também fez a entrega de 5.079 títulos urbanos, com regularização fundiária proporcionada pela MT Par, e, durante solenidade nesta sexta-feira, o governador Mauro Mendes autoriza a contrapartida de R$ 7,5 milhões para a construção de 500 apartamentos populares.

A agricultura familiar também foi fortalecida nesta gestão. Mais de R$ 1 milhão foi destinado para os pequenos produtores, por meio da entrega de uma patrulha mecanizada, uma motoniveladora, três tanques resfriadores e 90 caixas de abelha.

O Governo de Mato Grosso também liberou, por meio da agência de fomento Desenvolve MT, mais de R$ 593 mil em empréstimo para empresas locais, e investiu R$ 648 mil para a compra de uma viatura auto tanque para a 3ª Companhia Independente de Bombeiro Militar.

(Secom-MT)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana