conecte-se conosco


Cidades & Geral

Responsável por lixo jogado no Queima Pé é identificado, multado e denunciado no MP

Publicado

O proprietário de uma área rural localizada na divisa dos municípios de Barra do Bugres e Nova Olímpia é o responsável pelo descarte de lixo na nascente do rio Queima Pé, em Tangará da Serra.

Ele foi identificado pelas equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMEA), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA-MT) e do Instituto de Defesa Agropecuária (INDEA-MT), já foi autuado, com penalização de multa, e será denunciado por crime ambiental junto ao Ministério Público.

No material desovado de forma criminosa há vários sacos e até recipientes (galões) que sugerem presença de material tóxico.

A identificação ocorreu após perícia no material desovado numa bacia de contenção de águas pluviais junto à área de recarga da nascente do Queima Pé, manancial que abastece de água a população urbana de Tangará da Serra. Entre os resíduos foi encontrada, além de outros indícios, uma nota fiscal em nome do responsável pela propriedade de teria se originado o lixo.

Leia mais:  Município buscará em São Paulo autorização e anuência para outorga de captação no Russo

Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente de Tangará da Serra, além da autuação, o infrator – que não teve, por enquanto, seu nome divulgado – será denunciado ao Ministério Público por prática de crime ambiental, dada a gravidade do delito. Afinal, o descarte irregular representa séria ameaça à saúde da população por conta dos riscos evidentes de contaminação da fonte de água da cidade.

Chama atenção, também, o fato de o infrator ser de uma propriedade distante vários quilômetros (divisa dos municípios de Barra de Bugres e Nova Olímpia) do local da desova do lixo, o que expõe comprovadamente uma prática comum de descarte ilegal de todos os tipos de resíduos em locais inadequados.

publicidade

Cidades & Geral

Barra do Bugres: Maternidade tem recursos de R$ 500 mil, com obras previstas para março

Publicado

As obras da maternidade pública de Barra do Bugres deverão iniciar no mês de março. Ao menos é esta a expectativa após o anúncio de uma verba do Estado, no valor de R$ 500 mil, que será assegurada através de emenda parlamentar.

A emenda parlamentar foi anunciada pelo deputado estadual Paulo Araújo (PP) durante reunião no auditório da Câmara Municipal com a prefeita de Barra do Bugres, Maria Azenilda Pereira (MDB), vereadores e secretários. Também participaram da reunião o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Marcos Aurélio da Silva, e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Barra do Bugres (ACIBB), Iandro Almicci.

A pauta da reunião foi a construção da maternidade de Barra do Bugres. O município, que não conta com nenhum hospital público ou privado, se obriga a encaminhar gestantes para partos em maternidade no município vizinho de Arenápolis, o que significa, também, aumento de custos.

Segundo o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Marcos Aurélio da Silva, o projeto da obra já está em análise para que as obras tenham início o mais rápido possível, já que se trata de uma demanda urgente do município.

Leia mais:  Covid-19: Empresários são contrários à proposta de antecipação de feriados; Carta aberta é ‘fake’

Segundo informações do município, em se confirmando o depósito dos recursos prometidos pelo deputado, as obras terão início já em março próximo.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana