conecte-se conosco


Cidades & Geral

Regularização da Feira e de outros imóveis públicos da área central pode estar próxima

Publicado

O município de Tangará da Serra poderá ter boas novas, talvez ainda neste primeiro semestre, sobre os imóveis públicos que ainda se encontram irregulares no quadrilátero central da cidade. A regularização foi pauta de reunião na manhã desta quinta-feira (03), no gabinete do prefeito Vander Masson.

A reunião tratou especificamente sobre a questão da Feira do Produtor do Centro, cujo imóvel ainda tem sua regularização pendente. Além do prefeito, participaram o secretário municipal de Agricultura, Rogério Rio, o presidente da Associação dos Feirantes de Tangará da Serra (Asfet), Valdeci Ferraz Aquino, o procurador do município Rui Ferreira e o assessor jurídico da Asfet, Antônio Correa.

Regularização imobiliária da Feira do Centro foi pauta de reunião na manhã de ontem (quinta, 03), na prefeitura.

O otimismo se justifica pelo trâmite do processo de regularização no Judiciário local, que já estaria em suas etapas finais.

Um detalhe é que imóveis públicos da área central que ainda não estão regularizados – Feira do Produtor, Indea, Telemat, Posto Central, Praça dos Pioneiros, Memorial dos Pioneiros, Praça Antônio Alves Duarte (antiga prefeitura) – integram, na maioria, um único processo tramitando na comarca local. Ou seja, havendo uma decisão favorável, o município teria resolvidas todas estas situações ao mesmo tempo.

Leia mais:  Governador autoriza licitação do primeiro lote de pavimentação da MT-358, no Chapadão

Situação

No caso da Feira do Produtor do Centro, a irregularidade na matrícula do imóvel tem sido empecilho para obtenção de recursos oriundos das esferas federal e estadual de governo. “Já perdemos recursos de convênio ano passado em razão dessa pendência. Não conseguimos nos habilitar a uma verba de R$ 600 mil que viria por emenda de bancada de Mato Grosso na Câmara Federal, para custear obras de reformas na estrutura física”, disse Valdeci Ferraz Aquino, presidente da Asfet e gestor da Feira do Centro.

O imóvel da Feira tem origem na extinta colonizadora SITA (Sociedade Imobiliária Tupã para Agricultura), que deu início ao povoamento da cidade, ainda na década de 1960. Antes disso, há registros imobiliários incluindo a área que remontam aos municípios de Rosário Oeste e Barra do Bugres, e que deram origem, na sequência, ao município de Tangará da Serra.

A área da Feira suprimiu, também, um trecho da Avenida Brasília e ainda estaria com pendências legais junto aos antigos proprietários, o que motivou demanda administrativa no âmbito do cartório de registro de imóveis.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

publicidade

Cidades & Geral

Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Publicado

Uma forte e extensa massa de ar frio atinge o Brasil a partir de domingo (15) causando acentuada queda de temperatura em diversas regiões. A partir do dia (16), a massa de ar frio se desloca rapidamente pelo Sul avançando para áreas das regiões Centro-Oeste e Sudeste e, durante à noite, chega aos estados de Rondônia e Acre, causando o segundo episódio de friagem.

Em Mato Grosso, o frio poderá ser recorde a partir da noite de quarta-feira (18), com mínimas de 7°C na capital, Cuiabá, e de 5° C em Tangará da Serra. Na quinta-feira, os termômetros poderão apontar 4°C na cidade da Serra de Tapirapuã (Veja imagem abaixo).

A friagem deverá persistir por até uma semana, segundo previsões nos principais sites especializados em meteorologia do país, como o Clima Tempo, o Cptec/Inpe e o Inmet.

A figura a seguir, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), apresenta a previsão de temperatura mínima no início da manhã dos dias 18 e 19 (quarta-feira e quinta-feira).
Tons em azul e roxo indicam áreas com previsão de temperatura mínima menor que 12°C. Destaque para áreas das Serras Gaúcha e Catarinense e no Planalto Sul do Paraná, sudeste de Minas Gerais e Serra da Mantiqueira onde as temperaturas deverão ser negativas.

Leia mais:  Tangará da Serra celebra 46 anos nesta sexta com ao menos quatro grandes demandas

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana