conecte-se conosco


Cidades & Geral

Região poderá ter chuva no final de semana; Meteorologia alerta para possibilidade de temporais

Publicado

O forte calor que se abateu sobre a região de Tangará da Serra e grande parte do Brasil nas duas últimas semanas poderá arrefecer a partir deste sábado, com a provável ocorrência de chuvas provocadas por uma massa de ar frio que começa a chegar ao estado.

É o que prevê os sites especializados em meteorologia, como o Clima Tempo e o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Cptec/Inpe). As informações, porém, divergem entre estes portais especializados.

Enquanto o Clima Tempo prevê chuvas neste final de semana na região de Tangará da Serra, o Cptec/Inpe anuncia precipitações na mesma área para, somente, a partir da terça-feira (13.10).

Final de semana

O Clima Tempo informa que há previsão de chuvas para sábado (10) e domingo (11) em volumes diários médios de 10 milímetros. As temperaturas, que nesta sexta-feira podem beirar os 40°C, tenderá no final de semana, segundo o portal, às mínimas de 23 graus celsius (nas noites/madrugadas) e 35 °C nas horas mais quentes do dia.

Leia mais:  Tangará da Serra: Retorno dos shows e outros eventos dependerá de parecer de Comitê

Ainda segundo o mesmo site, a umidade do ar em Tangará da Serra, neste final de semana, deverá ficar entre 13% e 45%. Os ventos deverão ser de fracos a moderados.

Só na terça

Já o Cptec/Inpe prevê chuvas somente a partir da próxima terça-feira e muito calor neste final de semana quando, segundo o portal, não deverá chover. As máximas chegam aos 38 graus celsius no sábado e no domingo.

Temporais

Finalmente uma frente fria teve força para mudar a circulação de vento sobre a América do Sul e romper o bloqueio da massa de ar quente e seco que se instalou pelo país no fim de setembro de 2020.

Esta frente fria, porém, poderá resultar em temporais e até granizo, decorrente do choque com a grande massa de ar quente e seco que ainda domina na região.

Segundo o Clima Tempo, entre a noite de ontem (quinta, 08) e a manhã desta sexta-feira, a frente fria provocou temporais no Paraná, em São Paulo, no Rio de Janeiro e em áreas do sul de Minas Gerais.

Leia mais:  PMSB: Ampliação da oferta de água, tratamento de esgoto e microdrenagem são prioridades de curto prazo

No fim de semana, áreas de instabilidade devem se formar em todos os estados do Sudeste e do Centro-Oeste favorecendo pancadas de chuva até em áreas que estão secas há meses. A chuva não será generalizada ainda, mas o calor começa a diminuir.

publicidade

Cidades & Geral

Dia de Feira: Rica em água e complexo B, melancia é boa pedida para qualquer hora

Publicado

Quarta-feira, como de costume, é dia de feira em Tangará da Serra. A Feira do Produtor do Centro começa a atender a partir das 06h00, oferecendo o melhor da agricultura familiar.

No setor de hortifrutis, a Feira oferece grande variedade e fartura, com qualidade reconhecida e preços populares.

Nesta época do ano, a melancia é um dos destaques na Feira do Centro. Fruta rasteira em razão do seu peso e tamanho, a melancia é originária da África e é da mesma família do pepino, da abóbora e do melão.

Além do alto teor de água, a melancia contém açúcar, vitaminas do complexo B e sais minerais.

A polpa vermelha, doce, com alto de teor de água, é uma divertida e aprazível alternativa alimentar, ao natural ou na forma de suco, para qualquer hora do dia. Vai bem no café da manhã, no almoço, no lanche da tarde, ou à noite. “Difícil encontrar alguém que não goste de melancia”, observa o presidente da Associação dos Feirantes, Valdeci Ferraz Aquino.

Leia mais:  Altos e baixos: Meteorologia prevê duas semanas de grandes oscilações de temperatura

Além do alto teor de água, a melancia contém açúcar, vitaminas do complexo B e sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro.

Quem vende?

É fácil encontrar a melancia na Feira do Centro. No interior do maior mercado público de Mato Grosso, com uma rápida olhada é possível detectar a presença do grande fruto.

No box 59-C, do Roberto, a fruta ofertada é produzida na região do Joaquim do Boche. Já no box 53-C, Luiz Carlos oferece frutos que vem do Rio grande do Sul. Nos boxes 19 e 20-C, Leonilda oferece melancia vinda de São Paulo, Goiás e Tocantins, enquanto Dª Zeti, que é da região do Vale do Sol, comercializa o alimento no box 30-A.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana