conecte-se conosco


Política & Políticos

Região de Tangará da Serra mantém sonho de representatividade na Câmara Federal

Publicado

Lideranças políticas e seus partidos esquentam as discussões em torno de possíveis candidaturas nas eleições proporcionais de outubro próximo. Neste contexto, um grande anseio da região de influência socioeconômica de Tangará da Serra é a representatividade na esfera federal, mais precisamente na Câmara dos Deputados.

Possíveis nomes

Para disputar uma das oito vagas de Mato Grosso na Câmara Federal, alguns nomes já despontam justamente no polo da região. Em Tangará da Serra, o nome do empresário e secretário de Infraestrutura Marcos Scolari, filiado ao Partido Progressista (PP), vem sendo cogitado desde o ano passado.

O vereador Eduardo Sanches, do PSL, também pode ser uma opção, assim como o ex-deputado estadual Wagner Ramos (DEM) e os empresários Antônio Guzatti (PSD) e Alfredo Nuernberg – que figura entre as lideranças estaduais do Mobiliza, revitalização do Partido da Mobilização Nacional (PMN) em Mato Grosso. Também no Mobiliza, o nome de Nelson Carlos Ferreira Júnior é um dos cotados.

Outro nome frequentemente lembrado entre as lideranças políticas locais é o produtor rural, engenheiro agrônomo e consultor Ricardo Arioli, que preside a Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

Assim como Arioli, o presidente do sistema Famato/Senar, Normando Corral, também é cogitado entre lideranças partidárias como detentor de qualidades para exercer um mandato na Câmara Federal.

Potencial

A região reúne 19 municípios num grande quadrante desde Juína, ao norte, até Barra do Bugres, ao sul, e desde Diamantino, ao leste, a Comodoro, a oeste. São mais de 417 mil habitantes e, conjuntamente, um produto interno bruto (PIB) superior a R$ 20 bilhões.

Esta mesma região dispõe de um colégio eleitoral de aproximadamente 250 mil eleitores, o que corresponde a 11% do eleitorado total de Mato Grosso.

Com estes números, basta uma boa organização e um planejamento eficiente para que a região tenha ao menos quatro representantes na Assembleia Legislativa e, com certa tranquilidade, um deputado federal.

publicidade

Política & Políticos

Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

Publicado

O ex-governador Blairo Maggi esteve presente na assinatura da autorização do governo para as obras de pavimentação da MT-358, no trecho do Chapadão do Rio Verde, na última sexta-feira (13), na localidade de Itanorte.

O megaempresário conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, da Amaggi, tida como uma das maiores da América Latina e interagiu com autoridades que participaram no evento.

Além do governador Mauro Mendes (União), o lançamento da obra reuniu várias autoridades do estado que atuam na esfera federal, como os senadores Wellington Fagundes (PL) e Fábio Garcia (União), o deputado federal Neri Geller (PP), os deputados estaduais Dr. João (MDB), Sebastião Rezende (União) e Carlos Avalone (PSDB), além dos prefeitos de Tangará da Serra, Vander Masson (PSDB), e de Campo Novo do Parecis, Rafael Machado (União). Do mesmo evento também participaram o ex-senador Cidinho Santos e o também megaempresário do agronegócio, Eraí Maggi.

Maggi conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, tida como uma das maiores da América Latina.

Como anfitrião do evento – que foi realizado na vila Itanorte – Blairo Maggi foi chamado a fazer uso da palavra e enalteceu a conquista da pavimentação do trecho da 358 no Chapadão do Rio Verde pela mobilização dos produtores rurais da localidade e pela disposição do governo do Estado em relação à obra. “As estradas transformam”, disse.

O ex-governador participou da apresentação do projeto da pavimentação, em frente à Fazenda Estrela.

Maggi elogiou a gestão de Mauro Mendes à frente do governo e disse que o estado de Mato Grosso sempre esteve em boa situação econômico-financeira. “Nunca esteve quebrado, sempre esteve bem. Os problemas foram de gestão”, disse o ex-governador, numa clara referência ao desastroso mandato do emedebista Silval Barbosa e, também, à fraca gestão do tucano Pedro Taques.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

A declaração de Maggi também foi uma resposta ao senador Fábio Garcia, que antes também elogiara Mendes com crítica indireta a gestões anteriores, que teriam deixado o estado, segundo ele, em má situação (quebrado).

Após elogiar Mendes, Blairo Maggi declarou apoio ao governador, indicando que estará ao seu lado pela reeleição. “O senhor está fazendo uma boa gestão, não faz mais porque não tem empreiteira disponível e não tem mais projetos… Tem meu apoio… Não tem outro executivo”, declarou.

Blairo Maggi e Mauro Mendes chegaram juntos ao evento, no mesmo jato que aterrissou no aeroporto de Itanorte. Além do governador e do ex-governador, estavam no mesmo voo o senador Fábio Garcia, o deputado federal Neri Geller (que deverá disputar a única vaga do Estado ao Senado neste pleito, frente ao senador Wellington Fagundes, que tentará a reeleição), o deputado estadual Sebastião Rezende e o ex-senador Cidinho Santos.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana