TANGARÁ DA SERRA

Infraestrutura & Logística

Privatização da BR-163 resultará em pedágio de R$ 8,97 e maior competividade da Ferrogrão

Publicado em

A privatização da BR-163 trará um impacto significativo no fluxo de veículos e cargas da rodovia federal, com encarecimento do frete e ampliação da demanda na futura Ferrogrão. É o que prevê a Ágora Investimentos, uma das maiores corretoras de valores do Brasil.

Segundo publicado ontem pelo Money Times, a Rumo Logística sairá beneficiada da privatização da rodovia BR 163, já que os preços do frete rodoviário vão subir em 2021 com o leilão, reduzindo a competitividade do modal em relação à ferrovia.

A conclusão da pavimentação da BR 163 beneficiou os volumes exportados pelos portos do Arco Norte, que responderam por cerca de 34% das exportações da soja brasileira entre janeiro e agosto de 2020. Os dados estão na última edição do Boletim Logístico da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Ferrogrão irá consolidar o novo corredor ferroviário de exportação do Brasil pelo Arco Norte, ligando Sinop (MT) ao Porto de Miritituba (PA).

“É muito importante para as exportações brasileiras a oferta de rotas alternativas que diminuem o tempo gasto nas operações e os custos”, comentou Thomé Guth, superintendente de Logística Operacional da Conab. “As rotas para os portos do Arco Norte são bem mais atraentes para o escoamento da produção dos estados centrais brasileiros”.

Para se ter uma ideia, do total de milho exportado, 31% saíram pelos portos de Barcarena/PA, Miritituba (Santarém)/PA, Itacoatiara/AM e Itaqui/MA.

Privatização

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou em maio deste ano o plano de privatização da BR-163, na divisa de Mato Grosso com o Pará. A tarifa básica do pedágio em Guarantã do Norte (715 km ao norte da Capital) será de R$ 8,97.

O trecho é de 970 quilômetros e abrange também a BR-230, no Pará. Em Mato Grosso a concessão será de Sinop (500 km ao norte), passando por Guarantã do Norte até chegar na divisa com o Pará, no município de Novo Progresso.

Serão 10 anos de concessão, podendo ser prorrogado por mais dois anos. Ganha o certame a empresa que oferecer a menor tarifa, porém, para esse leilão foi retirada a obrigação do atestado de outras obras semelhantes.

Comentários Facebook
Advertisement

Infraestrutura & Logística

Com 12 km de asfalto liberado, pavimentação da 240 deverá chegar a Santo Afonso até dezembro

Published

on

O Prefeito Municipal Vander Masson visitou nesta semana, em companhia do Secretário Municipal de Infraestrutura, Magno César Ferreira, o canteiro de obras da Rodovia MT 240, estrada que liga Tangará da Serra até Santo Afonso. A pavimentação do trecho está sendo feita pela Guaxe Construtora, que prometeu entregar cerca de cinco quilômetros de asfalto por mês e, ao que tudo indica, está conseguindo atingir a meta estabelecida.

Neste momento, 12 quilômetros já estão pavimentados e aproximadamente seis estão em fase de compactação da base. A rodovia está sendo construída com a participação de quatro associados: Governo do Estado de Mato Grosso, as Prefeituras Municipais de Tangará da Serra e Santo Afonso e ainda a Associação dos Beneficiários da Rodovia MT 240, que reúne os produtores rurais que possuem propriedades nas margens.

Prefeito Vander Masson (esq), em vistoria com o secretário Magno, está satisfeito com o andamento das obras.

A Prefeitura de Tangará da Serra está participando com a limpeza das margens dos 24 quilômetros que estão dentro dos limites do município e, no próximo ano, quando a rodovia estiver totalmente pavimentada vai colaborar com a sinalização da rodovia e recomposição das margens, melhorando também algumas áreas de preservação permanente que existem na região.

Masson disse que ficou muito satisfeito com o que observou nesta visita, especialmente porque é bem provável que até o final do ano a pavimentação realmente seja concluída até Santo Afonso (37,61 quilômetros), atendendo finalmente o anseio dos produtores da região e dos usuários que esperaram por muitos pelo asfalto. Inicialmente a obra tinha previsão de custar R$ 18.547.733,46.

(Assessoria de Imprensa)

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana