conecte-se conosco


Cidades & Geral

Praças de pedágio terão tarifas de R$ 9,40 até Jangada; Ida e volta para Cuiabá custará R$ 67,40

Publicado

O trecho rodoviário concessionado entre a localidade de Itanorte e o trevo de Jangada, entroncamento com BR-163, ainda não tem cobrança de pedágio, mas o valor previsto, que era de R$ 7,90 em 2020, já está reajustado para R$ 9,40.

A tarifa valerá a partir deste ano de 2022 – assim que a concessionária concluir as obras de recuperação do trajeto, conforme reza o contrato -, num reajuste de 18,98% em dois anos. A tarifa a ser pratica consta no site da concessionária Via Brasil. (Veja tabela abaixo)

Ida e volta

Com o reajuste, os tangaraenses que trafegam com veículo de passeio pagarão R$ 33,70 de pedágio no trajeto até a capital, Cuiabá, considerando as três praças da Via Brasil desde Tangará da Serra até o entroncamento com a BR-163, em Jangada, e mais R$ 5,50 na praça instalada na rodovia federal entre Jangada e Cuiabá. Ou seja, o deslocamento ida-e-volta sairá por R$ 67,40.

Quem vem do Chapadão dos Parecis em direção à capital terá de passar por uma praça de pedágio a mais, localizada no alto da serra. Ou seja, para estes motoristas, a ida-e-volta para Cuiabá resultará num desembolso total de RS 86,20.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Para veícul0s de carga, os valores ficarão, obviamente, mais altos.

Critério

Segundo a concessionária, o percentual de reajuste aplicado foi inferior à variação do IPCA para o mesmo período, que é o indicador oficial utilizado como parâmetro de avaliação no processo.

Ainda de acordo com a Via Brasil, o cálculo do valor reajustado da tarifa foi realizado, conforme previsto do Contrato de Concessão, por empresa independente que avalia os serviços prestados pela concessionária e, posteriormente, validado pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (AGER).

publicidade

Cidades & Geral

Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Publicado

Uma forte e extensa massa de ar frio atinge o Brasil a partir de domingo (15) causando acentuada queda de temperatura em diversas regiões. A partir do dia (16), a massa de ar frio se desloca rapidamente pelo Sul avançando para áreas das regiões Centro-Oeste e Sudeste e, durante à noite, chega aos estados de Rondônia e Acre, causando o segundo episódio de friagem.

Em Mato Grosso, o frio poderá ser recorde a partir da noite de quarta-feira (18), com mínimas de 7°C na capital, Cuiabá, e de 5° C em Tangará da Serra. Na quinta-feira, os termômetros poderão apontar 4°C na cidade da Serra de Tapirapuã (Veja imagem abaixo).

A friagem deverá persistir por até uma semana, segundo previsões nos principais sites especializados em meteorologia do país, como o Clima Tempo, o Cptec/Inpe e o Inmet.

A figura a seguir, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), apresenta a previsão de temperatura mínima no início da manhã dos dias 18 e 19 (quarta-feira e quinta-feira).
Tons em azul e roxo indicam áreas com previsão de temperatura mínima menor que 12°C. Destaque para áreas das Serras Gaúcha e Catarinense e no Planalto Sul do Paraná, sudeste de Minas Gerais e Serra da Mantiqueira onde as temperaturas deverão ser negativas.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana