conecte-se conosco


Cidades & Geral

PL aprovado pela Câmara viabiliza extensão da Tancredo Neves e elimina gargalo de mobilidade

Publicado

A Câmara Municipal de Tangará da Serra aprovou ontem (terça, 08) o partido urbanístico do Loteamento Árvore Tarumã, e autoriza a concessão de crédito de área verde em futuro projeto de parcelamento de solo. Aprovação se deu, por unanimidade, através do Projeto de Lei 197/2021.

Vereadores aprovaram PL 197/2021 por unanimidade na sessão ordinária de ontem (terça, 08).

O PL 197/2021 elimina um gargalo de mobilidade urbana em Tangará da Serra na medida em que possibilita a extensão da avenida Tancredo de Almeida Neves na direção noroeste (foto topo – traçado em vermelho), conectando a área central, com início na Vila Olímpica à região do Buritis/Bela Vista. “Vai ser muito importante para o desenvolvimento daquela região e, também, da região da grande Tarumã”, comentou o prefeito Vander Masson (PSDB), citando a proximidade com a avenida Zelino Lorenzetti.

Croqui do empreendimento (IPL 197/2021)

Com lotes residenciais e comerciais, as obras do loteamento incluem trecho da ampliação da avenida Tancredo de Almeida Neves e estão previstas para iniciar ainda este ano, com execução pela Incorporadora Tarumã Empreendimentos.

Leia mais:  Governador autoriza licitação do primeiro lote de pavimentação da MT-358, no Chapadão

A extensão da avenida desafogará o trânsito nas avenidas Ismael José do Nascimento e Nilo Torres, oportunizará valorização imobiliária e preenchimento de vazio urbano, além de criar oportunidades de negócio ao atrair investimentos privados e do próprio poder público naquela região da cidade.

Antes da aprovação pelo Legislativo, a matéria já contava com as aprovações dos conselhos municipais da Cidade (CONCIDADE) e de Desenvolvimento Urbano (COMDEURB).

Ligação da Tancredo Neves com Buritis resolverá gargalo de mobilidade urbana em Tangará da Serra.

(Assessoria Especial)

publicidade

Cidades & Geral

Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Publicado

Uma forte e extensa massa de ar frio atinge o Brasil a partir de domingo (15) causando acentuada queda de temperatura em diversas regiões. A partir do dia (16), a massa de ar frio se desloca rapidamente pelo Sul avançando para áreas das regiões Centro-Oeste e Sudeste e, durante à noite, chega aos estados de Rondônia e Acre, causando o segundo episódio de friagem.

Em Mato Grosso, o frio poderá ser recorde a partir da noite de quarta-feira (18), com mínimas de 7°C na capital, Cuiabá, e de 5° C em Tangará da Serra. Na quinta-feira, os termômetros poderão apontar 4°C na cidade da Serra de Tapirapuã (Veja imagem abaixo).

A friagem deverá persistir por até uma semana, segundo previsões nos principais sites especializados em meteorologia do país, como o Clima Tempo, o Cptec/Inpe e o Inmet.

A figura a seguir, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), apresenta a previsão de temperatura mínima no início da manhã dos dias 18 e 19 (quarta-feira e quinta-feira).
Tons em azul e roxo indicam áreas com previsão de temperatura mínima menor que 12°C. Destaque para áreas das Serras Gaúcha e Catarinense e no Planalto Sul do Paraná, sudeste de Minas Gerais e Serra da Mantiqueira onde as temperaturas deverão ser negativas.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana