conecte-se conosco


Agronegócio & Produção

Pesquisa da Empaer desenvolve variedade de banana voltada à agricultura familiar

Publicado

Um trabalho de pesquisa relacionado à variedade de banana nanica e da terra está sendo desenvolvido por técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e servidores da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Lucas do Rio Verde.

O objetivo é identificar potenciais genótipos da cultura da banana e suas características agronômicas e comerciais que possam ser recomendadas aos agricultores familiares. A parceria começou há um ano e três meses com o plantio da variedade nanica Grande Naiane Willians e três genótipos 79, 80 e 88 de bananas da terra.

A pesquisa é uma extensão do programa de melhoramento genético de bananas executado pelo Centro de Pesquisa de Cáceres. Toda produção está sendo desenvolvida no Jardim Clonal, no Horto Municipal, de Lucas do Rio Verde em uma área de meio hectare com 480 pés.

A técnica da Empaer, Juliana de Avelar de Carvalho (foto topo, à direita), ressalta que no momento acontece a primeira colheita, a fase é denominada de avaliação de produtividade e, em seguida, a replicação e, por fim, futuramente – conforme toda análise do estudo e aptidão da cultura – é realizada a distribuição das mudas aos produtores. “Estamos empenhados e acreditando que a banana tem um grande potencial de produção e renda para o agricultor da região”.

Leia mais:  Momento Agrícola: Preços e compras de fertilizantes, carbono e entrevistas são destaques

Segundo Juliana, nas primeiras análises, os resultados foram animadores. Ela cita a média de 10 a 12 pencas por cacho, sendo cada penca com uma média de 20 frutos. ‘’É animador ver essa produção, mas o estudo ainda está em andamento. Essa primeira colheita está sendo encaminhada para uma câmara climatizada e ficará por sete dias. Essa avaliação de aclimatação é importante para saber como a cultura irá se comportar e será mais um dado para a pesquisa”.

O supervisor da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Marcelo Reckziegel (foto topo, à esquerda), destacou a importância da parceria com a Empaer na finalidade de apoiar o processo de desenvolvimento da bananicultura de subsistência e comercial, com ações de pesquisa para selecionar cultivares mais produtivas e resistentes às principais doenças fúngicas.

“A Empaer sempre foi parceira. Acreditamos que o cultivo e a produção da banana estão entre os principais segmentos agrícolas da nossa economia, fazendo parte de um agronegócio eficiente na agricultura familiar. Por isso, a iniciativa vai dar certo e vamos poder oferecer mais uma opção de renda e subsistência para os nossos produtores”.

Leia mais:  Momento Agrícola: Preços e compras de fertilizantes, carbono e entrevistas são destaques

(Comunicação EMPAER-MT)

publicidade

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Preços e compras de fertilizantes, carbono e entrevistas são destaques

Publicado

A baixa nos preços dos fertilizantes e as compras do insumo para a próxima safra de soja, evento sobre mercado de carbono, entrevistas e outras notícias comentadas são as atrações do Momento Agrícola deste sábado, 21 de maio.

De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela rede de rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business, também aos finais de semana.

Fertilizantes: preços e compra

Ricardo Arioli abre o Momento Agrícola deste sábado mencionando que algumas notícias no mercado apontam para uma baixa nos preços dos fertilizantes. Segundo ele, estas baixas giram em torno dos 10%. “A ureia já caiu um pouco e os fosfatados também (…). Será que pode cair mais? Resposta difícil!”, afirma.

Nestas circunstâncias, Arioli sugere aos produtores rurais que ainda não adquiriram o insumo para a próxima safra que não percam tempo. “Quem ainda tem adubo pra comprar para esta próxima safra de soja e se a compra for mesmo indispensável, então tem que tomar uma decisão logo”, aconselha, observando que a decisão não deve considerar apenas do fator preço, mas também os prazos de entrega.

Leia mais:  Momento Agrícola: Preços e compras de fertilizantes, carbono e entrevistas são destaques

Carbono

O Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes, realizado entre quarta (18) e ontem (sexta, 20), no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, discutiu soluções inovadoras e de tecnologia capazes de tornar o Brasil um exportador de energia verde para o mundo, além de promover o avanço na direção da neutralidade em emissões de gases de efeito estufa.

Arioli participou de painel no evento do Rio de Janeiro.

O evento teve a participação de mais de 100 palestrantes – entre empreendedores e líderes de grandes corporações nacionais e internacionais – e contou, anteontem, com o painel “Agricultura e Serviços Ambientais”.

Na condição de proprietário da Agropecuária Novocampo, Ricardo Arioli participou do painel com Alysson Paolinelli, presidente executivo da Abramilho, ex-ministro da Agricultura e indicado ao Nobel da Paz; Julio Cezar Busato, CEO da Busato Agropecuária; Ricardo Faria, proprietário da Insolo Agroindustrial, e Tânia Cosentino, Presidente da Microsoft Brasil. Carlos Motta, vice-presidente de Negócios de Varejo do Banco do Brasil, foi o moderador.

O painel levou à conclusão de que a tecnologia e a conectividade são fundamentais para o agronegócio encontrar um caminho para produzir mais e, ao mesmo tempo, preservar. O modelo econômico atual exige práticas muito mais conscientes no trato com o ambiente. A economia de baixo carbono é uma oportunidade de negócios. Mas para que seja possível monetizar, o agricultor, o pequeno e o grande, precisam ter acesso a dados.

Leia mais:  Momento Agrícola: Preços e compras de fertilizantes, carbono e entrevistas são destaques

Arioli – que apresentou sugestão no painel relacionada ao uso da calculadora do RenovaBio, a RenovaCalc – comenta sobre o evento, ainda no primeiro bloco.

Outras

Outros assuntos entram na pauta do Momento Agrícola deste sábado, entre eles a realização, em Rondonópolis, da 1ª Feira Brasileira de Sementes (FEBRASEM), nos dias 02 e 03 de junho, e a consulta pública para modernização do padrão de qualidade da soja no Brasil. Sobre este último assunto, Arioli estende seus comentários sobre a viabilidade da mudança deste padrão.

O Momento Agrícola discorre, nos blocos seguintes, sobre o AFERE – o Aplicativo para Adubação da Embrapa -, o Congresso Brasileiro da Soja 2022, e as Propostas da CNA para o Plano Safra 22-23.

(Foto do topo: CNA/Agência Brasil – Wenderson Araujo/Trilux) 

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana