conecte-se conosco

Cidades & Geral

Pedágio: Impactos da concessão Itanorte-Jangada preocupam cidadãos e transportadores

Publicado

A concessão do trecho de rodovias Itamarati-Jangada está gerando reclamações na região de Tangará da Serra. As principais polêmicas residem na localização das praças de pedágio – que já começaram a ser construídas – e o valor da tarifa, fixado em R$ 7,90.

Nas imediações da localidade de São Joaquim (Joaquim do Boche), a instalação de uma praça de pedágio está longe de cair no contentamento dos moradores das imediações.

Segundo apurado pelo Enfoque Business junto a moradores do distrito, o problema é que, pela localização do ponto de cobrança (foto topo), os moradores terão de passar pela praça ao se deslocarem para a zona urbana, o que representará o pagamento de duas tarifas (ida e volta) cada vez que houver um deslocamento. Ou seja, o valor a ser pago por cada vez que o morador de Joaquim do Boche precisar ir até a cidade será de R$ 15,80.

Custo e impacto

Laurini: “O pedágio vai refletir no Agro e vai ‘estourar’ no bolso do consumidor final (…) É pouco benefício para muito custo”.

O valor da tarifa também é motivo de descontentamento dos transportadores. Para o presidente do Sindicato dos Caminhoneiros de Tangará da Serra e região, Edgar Laurini, haverá um grande impacto do pedágio nos custos ao usuário. “O pedágio vai refletir no Agro e vai ‘estourar’ no bolso do consumidor final (…) É pouco benefício para muito custo”, avaliou, acrescentando que “a classe empresarial também sentirá os impactos do pedágio e opina que as entidades do setor deveriam buscar uma revisão desta conjuntura com o governo.

Leia mais:  IPTU Itinerante: Campanha tem boa resposta logo no primeiro dia na Grande Esmeralda

Laurini observa, também, que as praças de pedágio estão sendo construídas “com uma velocidade fantástica, mas a qualidade da rodovia não acompanha essa rapidez”. Em contato com a redação do Enfoque Business, ele afirmou não ter conhecimento se haverá acostamento e uma terceira faixa em alguns pontos. “Não sabemos nada sobre isso. O governo não foi transparente e não nos mostrou (ao sindicato) o contrato da concessão”, disse.

Ainda sobre o quesito ‘transparência’, Laurini recorda que no início das discussões, nas primeiras audiências, a tarifa era para ser de R$ 2,70, mas agora será de 7,90. “Nos impuseram tudo isso goela abaixo, de caso pensado, então não se surpreenda que, num prazo bem curto, estaremos pagando tarifa de R$ 15,00 por eixo”, criticou.

Edgar Laurini disse, ainda, lamentar a inércia dos prefeitos da região dos municípios impactados pela concessão. “Acho que os prefeitos da região deveriam se preocupar mais com isso, mas estão de braços cruzados e não percebem os problemas que virão no futuro”, concluiu.

Leia mais:  Terceira maior receita do município, IPTU tem inadimplência de 60%; Secretária sugere estudo

publicidade

Cidades & Geral

Feira do Produtor do Centro oferece espaço para diversão infantil e novo bebedouro

Publicado

Maior mercado público de Mato Grosso, a Feira do Produtor do Centro ampliou seu leque de atrações para o consumidor de Tangará da Serra e região. Desde o último domingo, a Feira conta com um espaço exclusivo para entretenimento infantil.

O espaço – da Maju Diversões – está localizado na entrada da Feira pela esquina das ruas Celso de Lima (26) com Antônio José da Silva (07) e consiste num conjunto de três brinquedos, sendo um do tipo “pula-pula” e dois tobogãs infláveis caracterizados com os personagens Batman e Frozen. “Percebemos que poderíamos oferecer algo mais às crianças, aqui na Feira. Firmamos esta parceria e já podemos ver o resultado, com a alegria da criançada que vem aqui com os seus pais”, disse Valdeci Ferraz Aquino, presidente da Associação dos Feirantes de Tangará da Serra (Asfet), que administra a Feira do Produtor do Centro.

Novo bebedouro foi instalado semana passada na Feira do Produtor do Centro.

De acordo com Marcelo Dias, da Maju Diversões, os usuários mirins podem se divertir nos brinquedos mediante taxas de R$ 5,00 (cinco minutos) e R$ 10,00 (15 minutos).

Leia mais:  IPTU Itinerante: Campanha tem boa resposta logo no primeiro dia na Grande Esmeralda

Além do Espaço Criança, a Feira do Produtor do Centro conta com um novo bebedouro, no centro do complexo, onde está instalada a sonorização dominical. “Com essa nova aquisição, passamos a contar com dois bebedouros para maior conforto dos consumidores que frequentam a Feira às quartas e domingos”, completou Valdecir Ferraz Aquino.

Assista vídeo sobre o Espaço Criança

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana