conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

Município pleiteará adequações em rotatórias da MT-358 junto a concessionária

Publicado

Ações de correções em duas rotatórias na MT-358, junto ao perímetro urbano de Tangará da Serra, serão pauta de reunião nos próximos dias entre a Secretaria Municipal de Infraestrutura e a concessionária Via Brasil, empresa responsável pela rodovia.

Scolari conversará com concessionária sobre adequações das rotatórias.

As rotatórias em questão são as situadas nas entradas/saídas da via lateral de acesso aos frigoríficos Marfrig e JBS. Ambas possuem erros de planejamento e precisam de correções urgentes, já que obrigam os motoristas a manobras irregulares, o que representa riscos de acidentes graves.

Segundo o secretário de Infraestrutura do município, Marcos Scolari, houve intenção do município em realizar as intervenções, mas, ao contatar o governo estadual para obter as autorizações, o município foi informado que as duas rotatórias estão em trecho concessionado da rodovia, o que impede qualquer ação, salvo em caso de autorização especial da concessionária.

Scolari informou que a reunião com a empresa responsável deverá acontecer na próxima semana, com dia e local a ser definido. “Temos urgência nestas correções em razão dos riscos. Se a concessionária autorizar, vamos mexer. Mas, é possível que estas intervenções já estejam no contrato de concessão”, disse Scolari.

Leia mais:  Governo publica edital para licitar pavimentação da MT-426, na região da Calcário, em Tangará

Projeto

Município já possui projeto das adequações, custeado por empresários.

As intervenções já contam com projeto custeado por empresários estabelecidos na Lions Internacional. O projeto foi doado ao município, com entrega realizada na quinta-feira da semana passada ao prefeito Vander Masson.

A concepção do projeto de readequação das duas rotatórias tem origem em reunião liderada pelo empresário Alfredo Nuernberg (na foto abaixo, à esquerda), da Tratortecmaq, com representantes do Grupo Piva, Granja Ziani, Frigorífico JBS, Fort Construções, Freicar e Supremax.

O projeto tem autoria da MAB Engenharia. Segundo os engenheiros da empresa, no caso da entrada da via lateral de acesso aos frigoríficos, nas proximidades do Queima Pé, simples trabalhos de sinalização podem resolver os problemas. Por outro lado, no ponto de conversão da avenida com a MT-358, há necessidade de intervenção física com alongamento da rotatória e adequação das alças de acesso às duas vias laterais existentes.

Já no ponto da rodovia em frente aos frigoríficos, há necessidade de implantação de redutores de velocidade e faixa de pedestres, além de escada e rampa de acesso para pedestres e ciclistas para a via lateral.

Leia mais:  Governo publica edital para licitar pavimentação da MT-426, na região da Calcário, em Tangará

publicidade

Infraestrutura & Logística

Governo publica edital para licitar pavimentação da MT-426, na região da Calcário, em Tangará

Publicado

O governo do Estado publicou no início deste mês de julho o edital de abertura de certame licitatório para obras de pavimentação da MT-426, na região da Calcário Tangará/São Jorge e Fazenda Netolândia, em Tangará da Serra.

O edital (RDC 059/2022) foi publicado com data de 01 de julho e prevê, em regime diferenciado, contratação de empresa de engenharia para execução dos serviços de implantação e pavimentação de 21,36 quilômetros da MT-426, desde a entrada da empresa Calcário Tangará até o entroncamento com a MT-358, proximidades da Serra dos Parecis, e, também, 17,24 quilômetros na MT-170, a partir da bifurcação com a 426, em direção ao distrito de São Jorge. Neste trecho, o projeto inclui a substituição da ponte de madeira existente sobre o rio Formoso, naquele distrito, por uma ponte de concreto. Extensão total, portanto, é de 38,60 quilômetros, com o governo estadual executando com a conclusão prevista até final de 2024, sem necessidade de parceria com associação de produtores.  (Veja, na imagem abaixo, trajeto a ser pavimentado)

Leia mais:  Governo publica edital para licitar pavimentação da MT-426, na região da Calcário, em Tangará

O projeto, no entanto, foi custeado com recursos privados de R$ 381 mil, através da Associação dos Produtores da MT-426/170, com aprovação pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra-MT) em março deste ano.

Região produtora

Um dos articuladores das obras que serão licitadas é Edilson Sampaio, que coordena as obras de pavimentação da MT-339, como superintendente da Associação dos Produtores das Rodovias MT-480 e MT-339. Ele, que foi informado da licitação durante uma visita à Sinfra-MT na semana passada, destaca a importância da pavimentação daquela rodovia, que atende a uma região que responde por importantes atividades econômicas – como produção de calcário e pecuária. “É preciso enaltecer a proatividade do governo do Estado, que dará uma solução definitiva para um problema que se arrasta a décadas. A pavimentação vai impulsionar a economia daquela região, que sempre contribuiu em alta conta para o município e ao próprio estado”, disse.

Segundo estimativas da associação dos produtores da localidade, somente em calcário a região produziu em 2021 um total de 1,18 milhão de toneladas, o que representou cerca de 40 mil viagens de caminhões carregados, cada um, com uma média de com 30 toneladas de carga do insumo.

Leia mais:  Governo publica edital para licitar pavimentação da MT-426, na região da Calcário, em Tangará

Há, também, uma intensa movimentação de gado de corte na região, advinda de um grande confinamento. Segundo informações repassadas por produtores da região, a pecuária de corte movimentou, por sua vez, cerca de 15 mil cargas vivas em 2021.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana