conecte-se conosco

Saúde Pública

Município habilita mais seis leitos Covid-19 em parceria com Hospital Santa Angela; Agora são 25 leitos entre públicos e privados

Publicado

O município de Tangará da Serra anunciou nesta segunda-feira celebração de parceria com o Hospital Santa Angela para habilitação de seis novos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) exclusivamente par Covid-19. A documentação já está completa e depende apenas da assinatura do secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, e aval do Ministério da Saúde.

Leitos já poderão ser utilizados assim que o secretário de Estado de Saúde assinar a documentação pertinente à habilitação.

Segundo o prefeito Fábio Martins Junqueira, a proposta de habilitação dos novos leitos partiu do Executivo, após reunião com a direção do hospital particular, que investiu na ampliação de sua ala de UTI’s.

(Veja imagens de documento abaixo)

Os leitos estão equipados com ventiladores pulmonares, monitores multiparâmetros, oxímetros de pulso e oxigênio, bombas de perfusão/infusão e de seringa, usina/rede de gases, além de suporte para hemodiálise. Os recursos humanos contam com médicos intensivistas e plantonistas (com a devida escala), enfermeiro (incluindo um RT), técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e fonoaudiólogos.

Leia mais:  Tangará da Serra: Prefeito testa positivo para Covid-19 e alerta: “A guerra ainda não está vencida”

Os leitos já poderão ser utilizados assim que o secretário de Estado de Saúde assinar a documentação pertinente à habilitação.

Com os seis novos leitos, Tangará da Serra passa a contar com um total de 25 leitos de UTI exclusivos para Covid-19, sendo 12 privados – no próprio Hospital Santa Angela – e 13 públicos, no Hospital Municipal.

 

publicidade

Saúde Pública

Vacinas: Mendes e outros oito governadores querem ajuda americana para compra direta

Publicado

O governador Mauro Mendes pediu o auxílio do embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, para que Mato Grosso e os oito estados que compõem a Amazônia Legal possam fazer a aquisição direta de vacinas contra a covid-19.

O pedido foi feito na manhã desta sexta-feira (05.03), durante reunião do Consórcio Interestadual da Amazônia Legal com o embaixador. Também endossaram a solicitação os governadores Gladson Cameli (Acre), Waldez Góez (Amapá), Wilson Lima (Amazonas), Flávio Dino (Maranhão), Helder Barbalho (Pará), Marcos Rocha (Rondônia), Antonio Denarium (Roraima) e Mauro Carlesse (Tocantins).

“Nós vimos com muita boa vontade quando vosso presidente anunciou que até maio pretende atingir a vacinação de grande parte de sua população. Vocês têm grandes laboratórios, grande capacidade de produzir. Queremos pedir a sua ajuda, enquanto embaixador, junto ao governo americano, para que ele possa negociar conosco, com o Consórcio da Amazônia Legal – que presta serviços importantes na área ambiental ao planeta – uma quantidade expressiva de vacinas que nós queremos comprar. E aí o governo americano, atingindo a meta de vacinação, possa nos auxiliar a comprar essas vacinas para atender a parte dos brasileiros que vivem aqui na Amazônia Legal”, solicitou Mauro Mendes.

Pedido foi feito diretamente ao embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman.

O chefe do Executivo de Mato Grosso ressaltou que os estados que compõem o consórcio fazem um grande trabalho para a preservação ambiental e o desenvolvimento sustentável não só do Brasil, mas de todo o mundo – bandeira que tem sido defendida pelo atual presidente americano, Joe Biden.

Leia mais:  Ministério da Saúde atualiza dados sobre covid-19, mas números não batem com o controle do MT

“O senhor deixou muito claro que vai ter um diálogo com o Governo Federal, mas também com os governos estaduais. Os 9 estados amazônicos têm o maior ativo ambiental desse país e um dos maiores ativos ambientais do planeta. A floresta amazônica que nós temos aqui é um patrimônio do nosso país e presta grandes serviço ao planeta e a toda a humanidade. Nós queríamos pedir um gesto de boa vontade dos EUA nessa questão da pandemia”, destacou.

O embaixador Todd Chapman respondeu que irá auxiliar os estados a estreitar o relacionamento com o governo americano para possibilitar essas aquisições.

“Nós estamos completamente abertos para oferecer as melhores vacinas do mundo, com as melhores tecnologias que existe. Queremos trabalhar com vocês e cumprir com as normas legais do país. Entendo que essa é a prioridade número 1 dos governadores é a saúde de sua gente”, declarou.

Desde o ano passado, o governador Mauro Mendes tem buscado comprar vacinas de forma direta para Mato Grosso, tendo conversado com os institutos e empresas que fabricam imunizantes em todo o mundo, mas por enquanto só há negociação com governos federais. Nesta semana, o gestor visitou a fábrica da vacina russa Sputnik V.

Leia mais:  Tangará da Serra: Leitos de UTI não podem funcionar por falta de intensivistas; Justiça determina funcionamento em 48 hs

O gestor também tem buscado as vias diplomáticas, mantendo conversas com a embaixada da China e com o Instituto Sociocultural Brasil-China (Ibrachina).

(Assessoria SES-MT)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana