conecte-se conosco

Agronegócio & Produção

Município entrega caminhão para servir logística de comercialização da agricultura familiar

Publicado

Um caminhão-baú refrigerado foi entregue pela prefeitura de Tangará da Serra, na manhã desta sexta-feira (04), à Cooperativa dos Produtores da Agricultura Familiar (Coopervida). O veículo foi adquirido com recursos de emenda parlamentar da deputada federal Rosaneide Sandes de Almeida (PT) – R$ 180 mil -, com contrapartida do município no valor de R$ 90 mil.

Com capacidade para 11 toneladas, caminhão Iveco Tector 9-190 transportará hortifrutigranjeiros.

Da marca Iveco, o caminhão – modelo Tector 9-190 – contém baú refrigerado para transportar até 11 toneladas e atenderá à logística de comercialização de produtores associados à Coopervida. “Transportaremos principalmente hortifrutigranjeiros comercializados ´para merenda escolar e o hospital municipal”, disse a presidenta da Coopervida, Angela Ferreira de Amorim. A entidade conta com 65 produtores cooperados.

Presidente da Coopervida, Angela Ferreira de Amorim, e secretário Rogério Rios (ao lado) participaram da entrega das chaves do veículo.

Os recursos para aquisição do caminhão foram liberados em novembro do ano passado. Segundo o secretário municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Rogério Rio, o veículo representará um impulso à agricultura familiar do município. “Tangará da Serra tem uma vocação especial para a agricultura familiar, que agora poderá estender a comercialização dos seus produtos para outros municípios. Isso fortalecerá a nossa agricultura familiar”, destacou.

Leia mais:  Momento Agrícola: Fiagro, Seguro Rural, novos preços mínimos e entrevistas são os destaques

O ato de entrega do veículo contou com as presenças do prefeito Vander Masson (PSDB) e membros do Executivo Municipal, vereadores e, também, do ex-secretário de Agricultura do município, Ander Santos, representando a deputada federal Rosaneide.

publicidade

Agronegócio & Produção

Unificação: Município poderá ganhar núcleo de assistência e fomento à atividade rural

Publicado

A unificação da assistência técnica para as pequenas propriedades poderá ser uma novidade em Tangará da Serra ainda nesse ano. A informação é do secretário municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Rogério Rio, que articula a criação de um núcleo ou comitê de assistência técnica e fomento à atividade rural no município.

Rio informa que ao menos cinco órgãos e instituições deverão compor o núcleo/comitê, sendo eles a própria Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), a Empaer, o Senar-MT, a Unemat e o Sindicato Rural de Tangará da Serra. Também há conversações com o Indea e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais. “A ideia é mapear a atividade rural, a produção do município, e distribuir tarefas”, explica.

Rogério Rio: “Nosso objetivo é fazer a assistência chegar na ponta, lá na propriedade, junto ao produtor”.

Conforme o secretário, a assistência técnica nas pequenas propriedades e na agricultura familiar precisa ser mais efetiva e harmonizada. “Nosso objetivo é fazer a assistência chegar na ponta, lá na propriedade, junto ao produtor”, observa.

Rogério Rio cita como exemplo a produção leiteira, uma atividade que resulta em renda mensal importante ao pequeno produtor e que, por isso, ajuda a fixar o homem no campo. Assim, uma assistência técnica e uma logística de comercialização adequadas podem resultar num incremento significativo na produtividade e na rentabilidade. “Muito leite sai de Tangará da Serra e vai para Arenápolis, Barra do Bugres e Curvelândia, enquanto o laticínio daqui do município tem que comprar leite lá fora”.

Leia mais:  Momento Agrícola: Mercado árabe, avanço dos biológicos, conectividade e Funrural são destaques

Os cursos de qualificação do Senar também são mencionados pelo secretário. De ótima qualidade, os cursos oferecidos pelo órgão podem atender os pequenos de uma forma mais abrangente, em espacial os produtores assentados no Antônio Conselheiro e outros assentamentos.

As conversações em torno da unificação deverão resultar na formalização do núcleo ou comitê neste segundo semestre. “A unificação é uma ideia que vem sendo fomentada a mais tempo e que agora começa a tomar forma”, concluiu Rogério Rio.

(Foto cabeçalho: Empaer)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana