TANGARÁ DA SERRA

Infraestrutura & Logística

MT-358 recebe manutenção no trecho Itanorte-Tangará-Barra do Bugres; No Chapadão, reparos na MT-235 foram concluídos

Publicado em

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), concluiu os serviços de restauração de 75 quilômetros da MT-235, em Campo Novo do Parecis, no Chapadão dos Parecis.  A restauração faz parte do pacote de melhorias realizadas nos municípios da região Oeste de Mato Grosso para assegurar melhores condições de tráfego na malha rodoviária.

Na MT-235 foram realizados serviços de restauração no trecho que vai do entroncamento da MT-249 até Campo Novo do Parecis. Outros municípios importantes da região, que também são contemplados com melhorias, são Tangará da Serra, Denise e Barra do Bugres.

Tangará da Serra

MT-480, entre Tangará da Serra e Deciolândia, recebe reparos.

Outros serviços seguem nas rodovias MT-358 e MT-480.  Na MT-358 está em andamento a restauração do asfalto no trecho que liga Tangará da Serra a Itanorte, totalizando 96 quilômetros. As melhorias são realizadas em parceria com Associação de Produtores da MT-480, que tem convênio com o Estado para a realização dos serviços.

Além disso, está sendo realizado o serviço de manutenção na MT-358, no trecho que vai de Tangará da Serra até a Ponte Rio Paraguai, em Barra do Bugres. Em toda a extensão desse trecho são realizados serviços de tapa-buraco, roçada e limpeza.

Também está sendo executada a restauração e recuperação ambiental de 53,34 quilômetros da MT-480, no trecho que liga Tangará da Serra ao entroncamento da BR-364, no Distrito de Deciolândia. Nesse trecho as melhorias são realizadas em parceria com a Associação dos Produtores da Rodovia MT-480.

Denise

Já no munícipio de Denise, é realizada a restauração da rodovia MT-343, no trecho que vai do Distrito de Assari até Arenápolis, em uma extensão de 58,1 quilômetros.

Barra do Bugres

Já no município vizinho, Barra do Bugres, a restauração é feita na MT-246, partindo da ponte sobre o Rio Currupira até chegar no trevo de Jangada.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, os serviços são fundamentais para dar segurança a quem transita por essas estradas estaduais, além de fomentar o desenvolvimento das regiões Oeste e Médio-Norte do Estado, conhecida por sua grande produção agrícola.

“Além da restauração, uma obra importante que está sendo feita é a interligação da MT-246 com a MT-070, em Cáceres, que é a ligação de Barra do Bugres através da MT-343.  Com a restauração e o asfalto novo vamos poder interligar toda essa importante região saindo desde lá da BR-364. Um importante ganho para o Estado”, explicou o secretário.

(Redação EB, com Assessoria Sinfra-MT)

Comentários Facebook
Advertisement

Infraestrutura & Logística

Com 12 km de asfalto liberado, pavimentação da 240 deverá chegar a Santo Afonso até dezembro

Published

on

O Prefeito Municipal Vander Masson visitou nesta semana, em companhia do Secretário Municipal de Infraestrutura, Magno César Ferreira, o canteiro de obras da Rodovia MT 240, estrada que liga Tangará da Serra até Santo Afonso. A pavimentação do trecho está sendo feita pela Guaxe Construtora, que prometeu entregar cerca de cinco quilômetros de asfalto por mês e, ao que tudo indica, está conseguindo atingir a meta estabelecida.

Neste momento, 12 quilômetros já estão pavimentados e aproximadamente seis estão em fase de compactação da base. A rodovia está sendo construída com a participação de quatro associados: Governo do Estado de Mato Grosso, as Prefeituras Municipais de Tangará da Serra e Santo Afonso e ainda a Associação dos Beneficiários da Rodovia MT 240, que reúne os produtores rurais que possuem propriedades nas margens.

Prefeito Vander Masson (esq), em vistoria com o secretário Magno, está satisfeito com o andamento das obras.

A Prefeitura de Tangará da Serra está participando com a limpeza das margens dos 24 quilômetros que estão dentro dos limites do município e, no próximo ano, quando a rodovia estiver totalmente pavimentada vai colaborar com a sinalização da rodovia e recomposição das margens, melhorando também algumas áreas de preservação permanente que existem na região.

Masson disse que ficou muito satisfeito com o que observou nesta visita, especialmente porque é bem provável que até o final do ano a pavimentação realmente seja concluída até Santo Afonso (37,61 quilômetros), atendendo finalmente o anseio dos produtores da região e dos usuários que esperaram por muitos pelo asfalto. Inicialmente a obra tinha previsão de custar R$ 18.547.733,46.

(Assessoria de Imprensa)

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana