conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

MT-358: Empresário diz que concluirá trecho em 15 dias e responde vereador: “Deveria ter ligado para saber”

Publicado

O trecho da rodovia MT-358 entre a ponte do rio do Sapo e a serra dos Parecis, em Tangará da Serra, ainda está em obras e deverá ser concluído em até duas semanas. A informação é da Guaxe Construtora e Terraplanagem, empresa responsável pelos trabalhos.

Trecho em obras em trecho da MT-358, proximidades da Serra dos Parecis.

Em contato com o Enfoque Business, o diretor da empreiteira, Márcio Aguiar da Silva, citou os problemas no trecho relatados pelo vereador Hélio da Nazaré (PSD) em vídeo postado nas redes sociais e justifica que aquele trajeto ainda recebe trabalhos de reciclagem do pavimento e que ainda falta implantar uma segunda capa asfáltica. “Ainda estamos trabalhando no trecho, com recicladora (…) está em obras e por isso ainda nem recebeu sinalização”, disse. Ele cita, como comparação, o trecho entre o rio Sepotuba e o rio do Sapo, que já está concluído. “Quem vê a diferença dos dois trechos logo percebe que um está pronto e outro ainda em obras”, observou.

“Assustado”

Vereador aponta problemas em “asfalto novo” e diz que encaminhou denúncia.

Ao Enfoque Business, o vereador Hélio da Nazaré disse que ficou “assustado” com o que viu após o rio do Sapo. “Estava indo pra São Jorge quando me deparei com aquela situação. Fiz uma denúncia, porque é preciso saber o que está acontecendo, se a Guaxe recebe certo do governo, ou se o governo faz de conta que paga e ela (a empresa) faz de conta que trabalha (…) Mas o que acontece é que a população sofre com estes serviços sem qualidade”, disse o vereador, acrescentando que no trecho há “asfalto novo ainda sem ser sinalizado e já naquele estado, com buracos”, disse, afirmando que já repassou o caso ao deputado estadual Doutor João para que verifique junto ao governo.

Leia mais:  MT-339: Em pavimentação, rodovia se consolidará como novo corredor de integração do Sudoeste

“Tem que ser justo”

Márcio Aguiar, por sua vez, disse que o vereador deveria ter entrado em contato para saber a realidade. “O Hélio (da Nazaré) é uma pessoa que sempre atendi, então por que não me ligou para saber o que estava acontecendo? Lamento este posicionamento, de chamar a atenção e difamar o nome de uma empresa daqui de Tangará da Serra, que gera emprego, presta serviço em todo o estado e tem qualidade comprovada. Ele viu nosso trabalho em cima da serra e de Barra do Bugres a Jangada? Tem que ter respeito. Tem que ser justo! Ele é um homem público, então tem que saber o que está acontecendo, tem de ouvir o outro lado. Deveria ter me ligado”, desabafou.

Obras e concessão

O governo estadual, através da Guaxe, promove a restauração do asfalto da MT-358 no trecho de 96 quilômetros entre Tangará da Serra a Itanorte e, também, na MT-246, entre a ponte sobre o rio Paraguai, em Barra do Bugres, até Jangada. O trajeto irá para concessão assim que concluído.

Trecho sob responsabilidade da Guaxe, na MT-26, região do Currupira, já concluído para concessão.

O Consórcio Via Brasil MT-246 foi o vencedor do leilão de concessão do trecho de rodovias Itanorte-Jangada, realizada no dia 26 de novembro, na B3, a bolsa de valores oficial do Brasil, em São Paulo.

Leia mais:  MT-339: Em pavimentação, rodovia se consolidará como novo corredor de integração do Sudoeste

A concessão, válida por 30 anos, terá tarifa de R$ 7,90 por praça de pedágio, que são quatro entre Itanorte e Jangada, abrangendo as rodovias MTs 358 (Itanorte-Tangará-Assari), MT-343 (Assari-Barra do Bugres) e 246 (Barra do Bugres-Jangada). O Consórcio Via Brasil foi o único na disputa por este lote e assumirá o trecho após o término das obras de restauração do pavimento, com assinatura de contrato de concessão junto ao governo do Estado, no valor de R$ 3,103 bilhões para investimentos no período de vigência.

publicidade

Infraestrutura & Logística

MT-339: Em pavimentação, rodovia se consolidará como novo corredor de integração do Sudoeste

Publicado

O Governador Mauro Mendes visitou na última sexta-feira (24/06), as obras de pavimentação da rodovia MT-339. O chefe do Executivo estadual esteve no local acompanhado do prefeito Municipal de Tangará da Serra, Vander Masson, e grande comitiva composta por deputados, senadores, vereadores, empresários e lideranças da sociedade civil organizada.

Mendes gostou do que viu, com a obra avançando a passos largos com previsão de entrega no prazo contratado, sendo que ainda este ano, até dezembro, a pavimentação estará concluída até a localidade de Nova Fernandópolis, em Barra do Bugres, correspondendo à metade do trecho contratado de 122 quilômetros até entroncamento com a MT-170, localidade de Panorama, em Rio Branco, já na região Oeste do estado. As obras estão sob responsabilidade da Guaxe Construtora e Terraplanagem.

Na MT-339, Mendes gostou do que viu, com a obra avançando a passos largos com previsão de entrega no prazo contratado, em 2023.

Os produtores da região beneficiada – representados pela Associação de Produtores das Rodovias MT-480 e 339 – contribuem com 5% do valor dos custos de pavimentação.

Leia mais:  MT-339: Em pavimentação, rodovia se consolidará como novo corredor de integração do Sudoeste

A pavimentação da rodovia avança e as máquinas já estão às margens de um dos mais importantes pontos turísticos do Estado de Mato Grosso, a “Casa de Rondon”, construída no início do século passado junto ao rio Sepotuba. A pavimentação já atende os produtores do Assentamento Antônio Conselheiro e promoveu uma valorização expressiva nas propriedades rurais, tanto da comunidade rural anteriormente citada, quanto das fazendas já existentes na região.

Segundo o superintendente da Associação de Produtores, Edilson Sampaio, o governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Padeiro, asseguraram que os aportes financeiros do estado seguirão de maneira pontual até a conclusão da obra, em dezembro de 2023. “O governo do estado nos dá esta segurança, de poder trabalhar com a garantia de que não faltará recursos para as obras que estão contratadas”, disse Sampaio.

Edilson, com Mendes e Padeiro: “O governo do estado nos dá esta segurança, de poder trabalhar com a garantia de que não faltará recursos”.

A MT-339 possuiu um traçado integrador, conectando os municípios de Rio Branco, Salto do Céu, Lambari do Oeste, Barra do Bugres, Nova Olímpia a Tangará da Serra. Estima-se que quando plenamente asfaltada, o tráfego aumente consideravelmente e todos os municípios venham usufruir do comércio e prestação de serviços que Tangará oferece. A pavimentação também proporcionará novas oportunidades de negócios à região, como a instalação de novas unidades de armazenagem de grãos, plantas industriais e empreendimentos comerciais.

Leia mais:  MT-339: Em pavimentação, rodovia se consolidará como novo corredor de integração do Sudoeste

MT-240

MT-240: Pavimentação será concluída até dezembro desse ano.

Outra rodovia integradora que finalmente está sendo pavimentada é a MT 240, que liga Tangará da Serra ao município de Santo Afonso. A pavimentação é um sonho antigo dos dois municípios e atenderá, também, os moradores de Nova Marilândia, Arenápolis e Nortelândia. Os prefeitos destes municípios visitaram a obra na tarde da última sexta-feira, para onde se dirigiu também a comitiva do Governador Mauro Mendes.

Cinco quilômetros já estão pavimentados e o diretor-presidente da Guaxe, Márcio Aguiar, garante que pode fazer cinco quilômetros por mês, cumprindo assim o que foi planejado, que é entregar a pavimentação até Santo Afonso ainda neste ano.

(Redação EB – Com informações de Assessoria de imprensa)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana