conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

MT-240: Entidade conveniada garante que apesar das chuvas, trafegabilidade está assegurada

Publicado

A trafegabilidade no trecho em obras da MT-240, entre Tangará da Serra e Santo Afonso, está sendo monitorada pela associação de produtores conveniada com o governo do Estado e, também, pelas prefeituras de Tangará da Serra e Santo Afonso. A afirmação é do gerente operacional das obras, Edilson Sampaio.

Há uma preocupação entre os usuários da estrada, que temem pela boa trafegabilidade em razão das chuvas que ocorrem em meio às obras, especialmente nos trabalhos de imprimação e pavimentação.

Edilson Sampaio, porém, disse que o tráfego de veículos naquele trecho seguirá normalmente, sob monitoramento da coordenação dos trabalhos. “O governo do Estado está atento, a associação e as prefeituras também. A empreiteira já foi notificada. O tráfego ocorre normalmente e não há risco de ocorrência de atoleiros”, assegurou.

Edilson (dir.): “O tráfego ocorre normalmente e não há risco de ocorrência de atoleiros”.

A pavimentação da MT-240, no trecho de 38 quilômetros entre Tangará da Serra e Santo Afonso, tem conclusão prevista para o primeiro semestre de 2022. Orçada em R$ 23,1 milhões, a pavimentação é executada pela empreiteira Centro Leste, de Goiás, que venceu a concorrência para a execução das obras. O custeio ocorre pelo governo do Estado, com uma parcela de R$ 18,6 milhões, e restante pelas prefeituras de Tangará da Serra (R$ 2,5 milhões) e Santo Afonso (R$ 1,5 milhão) e R$ 500 mil pela Associação.

Leia mais:  Hidroviáveis: Importância da Hidrovia do Rio Paraguai será debatida em Cáceres dias 06 e 07

Importância

Edilson Sampaio destaca que a pavimentação da rodovia será de grande importância, já que a produção agropecuária tem apresentado índice elevado de crescimento na região entre os dois municípios. “Hoje são cerca de 15 mil hectares cultivados de soja e milho, mais a bovinocultura de corte, e a tendência é de um rápido crescimento desses números”, observa o gerente operacional.

Sampaio observa que a região também conta com um assentamento – Nossa Senhora Aparecida – com 71 famílias de agricultores familiares que produzem hortigranjeiros e produtos de lavoura branca, além de frangos, leite e pequenos animais.

publicidade

Infraestrutura & Logística

MT-240: rescisão com empreiteira é publicada pelo governo no diário oficial do estado

Publicado

O governo estadual – através da Secretaria de Estado de infraestrutura (SINFRA-MT) – formalizou o rompimento do contrato com a Construtora Centro Leste S/A, que era responsável pelas obras de pavimentação da rodovia MT-240, entre Tangará da Serra e Santo Afonso.

O rompimento foi oficializado na edição de ontem (quinta, 20), com publicação do extrato de rescisão unilateral do contrato 023/2021/06/01/SINFRA no Diário Oficial do Estado (imagem acima).

Segundo Edilson Sampaio, que coordena as obras pela Associação dos Produtores da MT-240, o contrato foi rescindido por problemas técnicos na execução dos trabalhos. “Houve duas notificações para que a empresa regularizasse suas operações, mas o governo e a associação optaram pela substituição. Temos uma responsabilidade muito grande com os produtores e os cidadãos que vivem naquela região”, esclareceu.

Anseio antigo

Sampaio destaca que a pavimentação da MT-240 é um anseio antigo dos municípios de Tangará da Serra e Santo Afonso. “A produção agropecuária daquela região tem apresentado índice elevado de crescimento. São mais de 15 mil hectares cultivados de soja e milho, mais a pecuária de corte, e a tendência é de um crescimento ainda maior… Então, a responsabilidade é muito grande e por isso foi tomada esta providência”, disse.

Edílson: “A responsabilidade é muito grande e por isso foi tomada esta providência”.

Edilson citou, ainda, que a região também conta com o assentamento Nossa Senhora Aparecida, que reúne cerca de 70 famílias de pequenos agricultores que produzem hortifrutigranjeiros, lavoura branca, além de frangos, leite e pequenos animais.

Leia mais:  DNIT entrega unidade da PRF e libera 12 km de pista duplicada da BR-163/364/MT

Consórcio

A rescisão do contrato com a Centro Leste, na prática, já ocorreu em dezembro. Com isto, a SINFRA-MT prepara a documentação do consórcio ENPA/LCM, que deverá assumir nos próximos dias as obras de pavimentação da MT-240. A nova empresa é a terceira colocada no certame licitatório realizado pelo Estado para execução dos trabalhos.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana