conecte-se conosco


Tecnologia

Motorista da Uber agora receberá de acordo com o tempo e a distância da corrida

Publicado

Mudança vale somente para o motorista da Uber, ou seja, que não deve impactar preço de corridas para o consumidor

A Uber anunciou uma mudança no modelo de negócio do Brasil nessa segunda-feira (2). Se até então a empresa cobrava uma taxa fixa de 20% a 25% pelo valor de cada corrida, agora, o motorista cadastrado receberá uma porcentagem de acordo com o tempo e a distância de cada viagem.

Segundo a empresa, a nova forma de remuneração será mais justa para o motorista da Uber brasileiro que reclamava constantemente sobre a porcentagem fixa de cobrança, uma vez que não levava em consideração o congestionamento das cidades.

Vale destacar que o valor das corridas não deve mudar para os passageiros, ou seja, o usuário do aplicativo continuará pagando pelo preço estimado quando um carro é solicitado.

Como o motorista da Uber será remunerado?

O motorista que fizer uma viagem distante, mas em um curto espaço de tempo, receberá uma porcentagem menor. Entretanto, se o colaborador do app ficar preso no congestionamento por muito tempo, ele receberá uma parte maior do valor da corrida. Segundo a empresa, é até possível que a Uber fique somente com 1% do valor, dependendo da corrida.

Leia mais:  Fibra Óptica: Cabo de 6 mil quilômetros dará suporte à 5G no Brasil para tráfego de 72 terabits

Além disso, a empresa também disse que manterá a cobrança de preço mínimo das corridas e o “multiplicador de preço dinâmico”, responsável por elevar os valores das corridas com a alta da demanda de passageiros.

Uber no Brasil

No País desde 2014, a empresa conta com mais de 500 mil motoristas cadastrados na plataforma brasileira, com mais de 20 milhões de usuários ativos.

Em declaração à agência Reuters , o diretor-geral da empresa no Brasil, Guilherme Telles, disse que a mudança faz parte de um conjunto de iniciativas para aumentar os ganhos de quem escolhe ser um motorista da Uber , como a opção de gorjeta, lançada recentemente.

 

Fonte: IG

publicidade

Tecnologia

Novo malware para Android simula atualização para controlar dispositivo e roubar dados

Publicado

Cuidado com o seu smartphone! Um novo malware para Android que está em circulação finge ser um recurso importante para o sistema, mas na verdade pode roubar todos os seus dados e ainda controlar remotamente o dispositivo.

A ameaça foi identificada pela empresa de segurança digital Zimperium, que estudou a fundo o código e a forma de atuação do golpe.

Trata-se de um spyware capaz de fazer o usuário liberar o controle completo do dispositivo aos criminosos, espionar toda a sua navegação e permitir que dados e arquivos pessoais sejam acessados sem muito esforço — incluindo informações bancárias e de redes sociais ou fotos e vídeos armazenados.

Disfarce

A ameaça é propagandeada como um aplicativo de atualizações do sistema e deve ser instalada por fora da Google Play Store, em forma de APK. Isso dificulta o banimento por parte da empresa, já que a maior responsabilidade da instalação fica por conta do usuário.

O malware disfarçado como app de atualização de sistema envia até notificações para a vítima.

 

Com todo o controle sob a vítima, o malware tem até o cuidado de não consumir muitos dados na transferência de arquivos para chamar menos atenção. Ele se conecta com um servidor da própria Firebase, a plataforma de criação de apps da Google, para atuar de forma mais livre no sistema.

Leia mais:  Android: ‘Rogue’ é um novo malware que dá a hackers controle total sobre o celular

Segundo a Zimperium, esse é um dos malware para Android mais sofisticados que a empresa já encontrou pelo nível de complexidade do aplicativo e as técnicas de disfarce.

(Fonte: Tecmundo)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana