conecte-se conosco


Cidades & Geral

Moradores precisam atualizar CadÚnico para terem direito a descontos na conta de luz

Publicado

Para ter benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica cidadãos devem manter dados atualizados

A Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) é um benefício concedido pelo Governo Federal, mas que muitas pessoas desconhecem. A Prefeitura de Tangará da Serra, através da Secretaria de Assistência Social (SEMAS), está desenvolvendo um amplo trabalho para localizar as famílias que tem direito a esse benefício. Com ele, o cidadão poderá ter descontos entre 10% e 65% na conta de luz, mas para isso é preciso estar com os dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico).

A secretária de Assistência Social do Município, Márcia Kiss, explica que tem direito ao benefício: famílias inscritas no CadÚnico com renda familiar mensal, por pessoa, menor ou igual a meio salário-mínimo nacional; quem recebe o BPC (Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social); famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até 3 (três) salários-mínimos, com portador de doença ou patologia cujo tratamento ou procedimento médico necessite de uso continuado de equipamento que dependa do consumo de energia elétrica.

Leia mais:  Feira do Centro oferece fruto da América para sucos, doces e pratos com peixes e carnes

“É muito importante que as pessoas estejam com o Cadastro Único atualizado, pois agora, de forma automática, após análise dos dados do CadÚnico, o Governo vai conceder descontos proporcionais às pessoas na conta de energia mensal. Imagina, receber descontos que podem ser de 10 a até 65%”, relatou a secretária.

Márcia Kiss explica que para manter as informações do CadÚnico atualizadas basta o cidadão ir a um dos CRAS do Município a cada dois anos no máximo. “Hoje, em tempos tão difíceis que a gente tem enfrentado, e você conseguir um desconto de 65% de energia é muito importante. E não há custo algum para o beneficiário, basta vir a um dos CRAS e fazer a atualização dos dados no Cadastro Único”, continuou.

“Então, eu convido a todos os moradores que se enquadram nesses requisitos, que procurem o CRAS mais perto de sua casa, com documentos pessoais e com a conta de energia, que a gente atualiza o seu cadastro e em breve, automaticamente, você vai ter esse desconto”, pontuou. Os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) do Município estão localizados nos seguintes bairros: Vila Araputanga, Jardim Rio Preto e Jardim Monte Líbano.

Leia mais:  Caldo de cana na Feira do Centro, um brinde à história e à geração de emprego e renda

Cadastro Único

O CadÚnico é uma plataforma do Governo Federal em que são inseridos dados pessoais sobre renda, moradia, entre outros, da população cadastrada. É com base nas informações deste sistema que é gerado o Número de Inscrição Social (NIS), critério para acesso aos benefícios e programas sociais Federais, Estaduais e Municipais, como o Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família), Ser Família Emergencial, Auxílio Emergencial, Auxílio Gás, moradia (Casa Verde Amarela), dentre outros.

Tarifa Social de Energia

A Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) dá direito a descontos progressivos na conta de luz mensal de até 65%, concedido aos primeiros 220 kWh de consumo, para clientes residenciais cadastrados nos programas sociais CadÚnico ou BPC do Governo Federal. O desconto varia de acordo com a faixa de consumo de energia da residência.

(Assessoria)

publicidade

Cidades & Geral

Feira do Centro oferece fruto da América para sucos, doces e pratos com peixes e carnes

Publicado

As frutas estão entre os itens mais comercializados na Feira do Produtor do Centro. Nesta época do ano, uma fruta da época se destaca pela qualidade e visual notável: o maracujá.

Oferecido fartamente no setor de hortifrutis do mercado público de Tangará da Serra, o maracujá é alternativa de renda na agricultura familiar a partir de um manejo especializado para manter o bom padrão.

O fruto é natural da América e pode ser encontrado, nativo, em matas desde o Rio Grande do Sul até o norte do Brasil. Também é comum em toda a América Central e na Flórida, já nos Estados Unidos.

Oferecido fartamente no setor de hortifrutis do mercado público de Tangará da Serra, o maracujá é alternativa de renda na agricultura familiar.

Além de saborosa, a fruta rende inúmeros benefícios à saúde humana, sendo importante para fortalecer o sistema imunológico, controlar a glicose no sangue e, também, no combate ao estresse e à ansiedade.

De acordo com o presidente da Associação dos Feirantes (Asfet), Valdeci Ferraz Aquino, o maracujá ofertado na Feira se destaca pela qualidade e preço atrativo. “A qualidade do maracujá oferecido pelos nossos feirantes sempre chama atenção do consumidor e isso ajuda a manter uma grande movimentação na Feira do Centro às quartas e aos domingos”, observa.

Leia mais:  Caldo de cana na Feira do Centro, um brinde à história e à geração de emprego e renda

Maracujá na culinária

O maracujá pode ser consumido ao natural ou na forma de sucos. Mas o fruto incrementa a culinária brasileira como um ingrediente de classe. O maracujá rende sorvetes, musses, bolos, tortas e vários tipos de doces.

Mas também é utilizado com sucesso e requinte em pratos salgados à base de peixes e carnes vermelhas e de frango.

Para ver 48 receitas com maracujá, acesse o seguinte link a seguir clicando nos trechos sublinhados em vermelho: https://www.receiteria.com.br/receitas-com-maracuja/

Atendimento

Neste domingo, mais um a vez a Feira estará de portas abertas a partir das 06h00, até o meio-dia. Além do maracujá e outras frutas, os consumidores terão à sua disposição uma grande variedade de hortaliças, carnes e embutidos, leite natural e seus derivados, produtos coloniais, doces, temperos, além da tradicional praça de alimentação.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana