conecte-se conosco

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Reação na Argentina, aumento de impostos e entrevistas são destaques

Publicado

A segunda edição do Momento Agrícola de 2021 traz, como de costume, informações relevantes sobre o agronegócio. De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela Rede de Rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business, também aos finais de semana.

Reação na Argentina

Depois da suspensão das exportações de milho pelo governo argentino para garantir o abastecimento do mercado interno, os produtores rurais do país vizinho reagiram.

Diversas entidades vendedoras de milho da Argentina decidiram paralisar suas atividades em protesto contra a decisão do governo Alberto Fernandez de proibir a exportação do cereal nos meses de janeiro e fevereiro de 2021. O movimento pode ainda ganhar o apoio da chamada “Mesa de Enlace”, uma organização que reúne as principais federações do agronegócio do país vizinho.

Isso acontece depois de encerrada a greve portuária na Argentina e contornada uma greve dos rebocadores. Surge agora a ameaça de uma greve dos vendedores de milho. De acordo com a equipe de analistas da Consultoria TF Agroeconômica, “tudo isso faz subir ainda mais as cotações da Bolsa de Chicago (CBOT) e os prêmios do milho no Brasil também”.

Leia mais:  IBGE prevê safra 1,9% maior em 2021, com 256 milhões de toneladas; Mato Grosso lidera

O Momento Agrícola aborda esta situação vivenciada na Argentina, com comentários pontuais de Ricardo Arioli.

Aumento de impostos

Tratoraço em São Paulo mostra descontentamento com majoração do ICMS (Foto: NaçãoAgro)

Outra abordagem do Momento Agrícola ratifica a abominação dos brasileiros em relação ao aumento de impostos.

Na última quinta-feira, o país assistiu a um ‘tratoraço’, em São Paulo, contra a decisão do governo paulista de aumentar as alíquotas do ICMS sobre os insumos agrícolas, energia elétrica e combustíveis.

A majoração das alíquotas perpetrada pelo governo João Dória representa aumento dos custos de produção não só em São Paulo, mas em todo o Brasil, já que a maioria das indústrias estão estabelecidas em território paulista.

A manifestação de produtores rurais, sindicatos, cooperativas e agroindústrias, reivindicou fortemente que o aumento no ICMS paulista fosse revisto.

Fethab e Funrural

Em se tratando de aumento de impostos, em Mato Grosso o aumento do Fundo Especial para Transporte e Habitação – Fethab – em mais de 20% por conta do reajuste da Unidade Padrão Fiscal (UPF) é motivo de descontentamento da classe produtora.

Entidades do agronegócio e políticos querem uma revisão do Fundo Estadual para o Transporte e Habitação (Fethab) no Mato Grosso. No último ano a cobrança que incide sobre a comercialização de commodities no Estado ficou 24% maior após as alterações propostas pelo executivo.

Leia mais:  MPF esclarece suspensão de embargos do Ibama sobre agricultura em reserva Paresi

A UPF, hoje no valor de R$ 181,98, é utilizada como base para os cálculos de algumas contribuições do estado, entre elas o Fethab e o Facs (Fundo de Apoio à Cultura da Soja).

Ricardo Arioli considera, no Momento Agrícola, que a classe produtora poderá se manifestar sobre o assunto, já que é geral o desagrado com a majoração.

Arioli também destaca que a partir deste mês de janeiro o produtor rural poderá optar por calcular o FUNRURAL baseado na folha de pagamento da fazenda, ou continuar na forma tradicional, recolhendo sobre as vendas da produção.

Outras

O Momento Agrícola traz, nesta edição, informações sobre as cotações do boi gordo e, também, um estudo do Centro de Estudos e Pesquisas da Economia Aplicada – CEPEA, ligado à ESALQ – sobre a população ocupada no agronegócio.

Nos blocos seguintes, Arioli traz entrevistas sobre a ‘Feira Dinetec 2021 do Vale do Araguaia’, com Diego Sichocki, da Meta Consultoria; ‘A Piscicultura em 2020’, com Francisco Medeiros, da PeixeBR; e ‘O Cooperativismo de Crédito em 2020’, com João Spenthof, do Sicredi Central.

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo.

publicidade

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Sensacionalismo e inverdades, política, mercado e entrevistas são os destaques

Publicado

O Enfoque Business repercute neste sábado (16/01) mais um Momento Agrícola recheado de informações, comentários e entrevistas. O programa veiculado pela rede de rádios do Agro é de autoria do engenheiro agrônomo, produtor rural e consultor Ricardo Arioli e repercutido no portal sempre aos finais de semana.

Sensacionalismo e inverdades

Os incêndios do Pantanal no último período de estiagem foram manchetes no mundo inteiro, com a mídia sensacionalista criminalizando o Brasil, o governo local e, em especial, os produtores rurais brasileiros.

O falaz Macron: Críticas equivocadas e desprovidas de conhecimento/sabedoria sobre a soja brasileira.

As críticas exacerbadas e as manchetes sensacionalistas de grande parte da mídia foram levadas a cabo pelas alas extremistas das classes ambientalistas brasileira e estrangeira.

Países como a França, do falastrão presidente Emmanuel Macron, e outros da Europa, exauriram seus recursos naturais e hoje se prestam a criticar e dar palpites sobre como tratar o meio ambiente no Brasil e na América Latina.

Ou seja: Os europeus destruíram os seus quintais no passado e hoje, em meio a um falso moralismo, querem intervir no quintal alheio.

Leia mais:  Momento Agrícola: Peste suína na Europa, apreensão com o milho e investimentos em etanol são os destaques

Ainda assim, apesar da hipocrisia ambientalista que reina na Europa, os europeus não deixam de importar a soja, o milho e a carne produzidos no Brasil.

Estes países tentam intervir negativamente na opinião pública internacional sem considerar (dolosamente) os esforços brasileiros e a rígida legislação local em prol da preservação do meio-ambiente.

Nesta edição do Momento Agrícola, Ricardo Arioli discorre sobre a questão ambiental, em especial sobre manejo em áreas de pastagens no Pantanal, de forma técnica, considerando os aspectos burocráticos e de bom senso.

As críticas equivocadas e desprovidas de conhecimento e, muito menos, de sabedoria sobre a soja brasileira por parte do falaz presidente francês ‘Macron’ também foram comentadas.

Política

A questão política envolvendo a Frente Parlamentar da Agropecuária no Congresso Nacional é outro assunto abordado no Momento Agrícola.

Arioli discorre sobre o posicionamento de membros da FPA no processo de eleição da nova mesa diretora da Câmara dos Deputados.

Outras

A edição deste final de semana do Momento Agrícola também traz um grande volume de informações, com outras notícias comentadas e entrevistas sobre os Avanços na Lei de Sementes, com Virgínia Carpi, do MAPA; ‘O Mercado de Soja’, com Marcos Araújo, da Agrinvest Commodities; e ‘O Milho, os Adubos e a Soja em 2022’, também com Marcos Araújo da Agrinvest.

Leia mais:  IBGE prevê safra 1,9% maior em 2021, com 256 milhões de toneladas; Mato Grosso lidera

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana