conecte-se conosco


Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Plano Safra, demissão de Salles, ‘Green Deal’ e entrevistas são destaques

Publicado

A edição do Momento Agrícola deste sábado (26) traz, como principal atração, uma análise sobre o Plano Safra 2021/2022, anunciado pelo governo federal nessa semana. O programa também faz uma reflexão sobre o pedido de demissão do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e a pressão externa sobre o Brasil na questão ambiental, entre outros assuntos relevantes para o Agro.

De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela Rede de Rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business, também aos finais de semana.

Plano Safra

Arioli: “Devagarinho, alguns setores estão sendo ‘desmamados’, como é o caso dos grandes produtores”.

O governo federal lançou nesta terça-feira (22), no Palácio do Planalto, o Plano Safra 2021-2022, que contará com R$ 251,2 bilhões em crédito para apoiar a produção agropecuária nacional.

O Momento Agrícola, através de Ricardo Arioli, traz uma análise muito pontual sobre a atual realidade que envolve o financiamento da atividade produtiva. “Uma coisa é evidente: Com o crescimento do Agro brasileiro, o governo não vai conseguir atender a demanda por financiamentos com recursos oficiais e controlados”, observa Arioli.

Na prática, o governo começa a estabelecer prioridades na oferta de crédito e já trabalha com outras opções de financiamentos, como os novos instrumentos de crédito aprovados na nova Lei do Agro e no FIAGRO, que são os fundos de investimentos nas cadeias agroindustriais. “Devagarinho, alguns setores estão sendo ‘desmamados’, como é o caso dos grandes produtores”, completa o produtor do Momento Agrícola, que aborda o assunto com profundidade no segundo bloco do programa, em entrevista o diretor técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Bruno Lucchi.

Leia mais:  Momento Agrícola: O PIB do Agro, a crise, o etanol de milho e a safra de soja 2020/2021 são destaques

Recursos

O volume de R$ 251,2 bilhões anunciados pelo governo para o Plano Safra 2021/2022 representa R$ 14,9 bilhões a mais em relação ao plano anterior (R$ 236,3 bilhões), um aumento de 6%. Os financiamentos podem ser contratados de julho deste ano até o final de junho de 2022.

Do total de crédito disponibilizado, cerca de R$ 39,3 bilhões serão exclusivos para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), um incremento de 19% em relação ao ano passado. Os demais públicos ficam com R$ 211,9 bilhões (4% a mais do que em 2020), sendo R$ 34 bilhões destinados aos médios produtores, por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). Dos R$ 251,2 bilhões do Plano Safra, um total de R$ 177,8 bilhões serão para custeio e comercialização e outros R$ 73,4 bilhões serão para investimentos. Neste último caso, o aumento da disponibilidade foi de 29%.

Outros

Entre os outros assuntos abordados nesta edição do Momento Agrícola estão o pedido de demissão do ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles e o chamado ‘Acordo Verde’ – o Green Deal – que é o pacto ecológico europeu (European Green Deal), um conjunto de políticas e estratégias articulado pela Comissão Europeia com a justificativa de conter a ameaça do aquecimento global.

Leia mais:  Sistema FAMATO: Tangará da Serra ganhará centro de excelência ILPF

Ainda na pauta ambiental, Ricardo Arioli menciona a reunião virtual da CNA com diplomatas europeus para debater o assunto ‘Sustentabilidade’. Arioli participará da reunião, apresentando aos europeus o ponto de vista de um produtor rural. “Vou expor que a soja não é vetor de desmatamento e, sim, vetor de desenvolvimento econômico e social e de sustentabilidade”, adiantou.

Outra abordagem no programa é o veto do governo de Mato Grosso à lei que dispensa o pagamento de ICMS sobre a energia solar. A alegação do Paiaguás é que a isenção do ICMS sobre a energia solar tem uma regulamentação federal, do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), por determinação da Constituição Federal. Ou seja, o estado, o governador e a Assembleia Legislativa não podem deliberar sozinhos, sob pena de praticar ato de improbidade administrativa, segundo explicou o secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo.

Entrevistas

Além da entrevista sobre as novidades do Plano Safra 21-22, com Bruno Lucchi, da CNA, Arioli entrevista Rodrigo Kaufmann, também da CNA, sobre as ‘Demarcações de Terras Indígenas’.

No último bloco, a entrevista é sobre o tema “Os Mercados do Milho e da Soja”, com Anderson Galvão, da Céleres Consultoria.

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

publicidade

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Reflexão, perdas com chuva e seca, projeções e entrevistas são destaques

Publicado

Os recorrentes problemas com o escoamento da safra de soja no período chuvoso em Mato Grosso, as perdas em lavouras por causas climáticas, as projeções de boas colheitas e entrevistas são os destaques do Momento Agrícola deste sábado (15).

De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela rede de rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business, também aos finais de semana.

Reflexão

Os problemas na colheita da soja em Mato Grosso renderam uma reflexão pelo Momento Agrícola. As situações negativas ocorrem em duas frentes: na colheita e no transporte da safra.

Dificuldades no transporte da safra durante período chuvoso é tema de reflexão.

O excesso de chuvas é o pivô destes problemas. Em primeiro lugar, as precipitações impedem que as máquinas adentrem nas lavouras para colher. Em segundo lugar, as chuvas danificam as estradas, dificultando o escoamento da produção.

Neste contexto, Ricardo Arioli faz um duro questionamento sobre a aplicação do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), cujos recursos são destinados, em parte, para manutenção das estradas.

Leia mais:  Safra 2019/2020: Atraso na soja não tira otimismo, mas poderá refletir no milho e no algodão

Ainda quanto ao Fethab, Ricardo Arioli comenta sobre a atuação das entidades representativas do produtor rural em questões como esta. Vale a pena ouvir a abordagem, logo no início do primeiro bloco.

Perdas

Se em Mato Grosso os problemas são as chuvas em excesso, no Sul do Brasil a situação é inversa, com a estiagem causando perdas significativas nas áreas produtoras.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, já determinou uma força tarefa para avaliar todas as situações e disponibilizar mecanismos, como o seguro agrícola e outras opções.

Este é outro tema abordado no Momento Agrícola, ainda no primeiro bloco.

Outras

O Momento Agrícola comenta outras notícias relevantes no ambiente do Agro. Um deles é que, apesar dos problemas climáticos, as previsões da CONAB e do USDA são de colheitas no Brasil bem acima do esperado pelo mercado.

Outro assunto abordado refere-se aos preços da arroba bovina negociados em São Paulo, que estão se mantendo acima dos R$ 330 desde o início do ano, motivados pela retomada das importações da China.

Leia mais:  Normando Corral é o novo presidente do Conselho da Agroindústria – Coagro/Fiemt

Outras atrações do Momento Agrícola são as entrevistas. No segundo bloco, Arioli conversa com Odilon Lemos, da Embrapa, sobre “Oportunidades em Soja Não Transgênica”. No terceiro e no quarto blocos, respectivamente, os assuntos abordados são “Oportunidades em Feijões e Pulses”, com Marcelo Lüders, do IBRAFE; e “Quebramento e Apodrecimento de Vagens na Soja do MT”, com Leandro Zancanaro,

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana