conecte-se conosco

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Padrões da soja, transgênicos, cigarrinha do milho e entrevistas são os destaques

Publicado

A terceira edição de julho de 2021 do Momento Agrícola traz uma série de abordagens relevantes sobre o Agro. Mudanças nos padrões da soja, desinformação sobre transgênicos, os prejuízos causados pela cigarrinha do milho e entrevistas são os principais destaques.

De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela Rede de Rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business (ao final do texto), também aos finais de semana.

China e os padrões da soja

A China é o maior parceiro comercial do Brasil e, no mundo, tem o poder de balizar regras do comércio exterior, dado o poderio do seu mercado consumidor. Afinal, os chineses somam mais de 1,4 bilhão de pessoas, é o país que mais exporta no mundo e, também, o que tem maior apetite nas importações, em especial de alimentos.

Soja: Reduzir a umidade traria reflexos nos custos de secagem, armazenagem e transporte e, também, na comercialização.

Pois, agora, a China quer alterar os padrões da soja comercializada no mundo, ou pelo menos a soja que adquire. O governo do gigante asiático já notificou a Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre sua proposta de reduzir alguns padrões da soja, a começar pelo teor de umidade, que pela proposta seria reduzido dos atuais 14% para 13%.

Leia mais:  Os recordes das exportações brasileiras são destaque no Momento Agrícola deste final de semana

Parece pouco? Nem tanto!

Reduzir a umidade traria alguns reflexos, a começar pelos custos de secagem, de armazenagem e transporte e, também, na comercialização.

Há, também, outro detalhe: A China notificou a OMC em fevereiro e a nova proposta surge quando o Brasil revisa o seu próprio padrão de soja.

Ricardo Arioli discorre com propriedade sobre esse assunto logo no início do primeiro bloco do Momento Agrícola deste sábado.

Outros

O Momento Agrícola traz à baila outros assuntos relevantes no ambiente do Agro no Brasil. Ainda no primeiro bloco, Ricardo Arioli discorre sobre a cigarrinha do milho, que penalizou os produtores com grandes prejuízos nesta safra.

Enfezamento, doença provocada pela cigarrinha, pode representar prejuízos de até 90% nas lavouras.

O enfezamento, doença provocada pela cigarrinha, pode representar prejuízos de até 90% nas lavouras. Esse risco aponta para qual caminho? A resposta é óbvia: Pesquisa para variedades de milho mais resistentes à praga.

No rastro desta necessidade de pesquisa por novas tecnologias de produção de alimentos, Ricardo Arioli fala sobre a desinformação proporcionada por ambientalistas sobre os organismos geneticamente modificados.

Leia mais:  Momento Agrícola: A segunda onda da Covid-19, queda nas exportações, clima e eventos são destaques

O autor do Momento Agrícola cita a magistral participação do bioquímico e escritor José Miguel Mullet num webinar na Europa, semana passada. Mullet afirmou em alto e bom tom que “fazer oposição a transgênicos é luxo de uma sociedade que não passa fome”, e que “políticos e ambientalistas que desinformam sobre a tecnologia agroambiental não dizem que as muitas vacinas e medicamentos são transgênicos”. Vale a pena ouvir esta passagem do programa.

Entrevistas

O Momento Agrícola traz, a partir do segundo bloco, as tradicionais entrevistas. A primeira delas é com Chico Manzi, da Acrimat, abordando ‘O Dia do Pecuarista’. No terceiro bloco, o tema é ‘Os Desafios da Pecuária’, com Normando Corral, da FAMATO.

Fechando o programa, Donizete Tokarski, da Ubrabio, conversa com Ricardo Arioli sob o tema ‘O Biodiesel é Estratégico’.

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

 

publicidade

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Leilão BRF, conjuntura do milho, peixes de cultivo e entrevistas são destaque

Publicado

A edição deste sábado (24) do Momento Agrícola traz novidades e comentários sobre o agronegócio em Mato Grosso e no Brasil.

De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela Rede de Rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business, também aos finais de semana.

Leilão BRF

Foto: Reuters

No próximo dia 11 de agosto, a Lance já! – organização especializada na recolocação de bens móveis e imóveis no mercado – leiloará nos modelos online e presencial (e de forma extrajudicial) 40 lotes pertencentes à BRF, multinacional brasileira do ramo alimentício.

A participação dos interessados pode ser online, pelo site www.lanceja.com.br.

Os lotes referem-se a terrenos com e sem benfeitoria distribuídos em 12 cidades, incluindo dois imóveis em Mato Grosso e uma fábrica de ração desativada em Porto Alegre (RS).

Em Mato Grosso, os lotes estão localizados nos municípios de Nova Mutum e Ipiranga do Norte. Em Nova Mutum, o lote consiste em imóvel terreno rural de 10 hectares, na margem da Estrada P3. Já em Ipiranga do Norte, o lote corresponde a uma gleba de terra (terreno rural de 9,5 hectares), ponto de referência Fazenda Rio Branco, na Rodovia MT 010, Km 100.

Leia mais:  Momento Agrícola: Caminhoneiros, frete menor e leite de baixo carbono estão entre os destaques

Os demais lotes estão localizados em Serafina Corrêa (RS), Piratini (RS), Marau (RS), Videira (SC), Indaial (SC), Concórdia (SC), Carambeí (PR), Paranaguá (PR) e Nazaré Paulista (SP).

Novas perdas de milho

Nessa semana houve novos registros de geadas nos estados do sul do Brasil e mais lavouras de milho foram afetadas.

Nesse contexto negativo da produção de milho, Ricardo Arioli destaca questões importantes, como a comercialização e a defesa contra quebras e a volatilidade de mercado.

Outro aspecto lembrado no Momento Agrícola é o seguro rural multirrisco, que parece caro em anos normais, mas que mostra seu valor em anos de perdas, como vem ocorrendo nesta safra.

Peixes de cultivo

O Ministério da Economia informou, com dados elaborados Embrapa Pesca e Aquicultura, que as exportações brasileiras de peixes de cultivo cresceram 158% em junho em comparação ao mesmo mês do ano passado. Considerando o segundo trimestre (abril a junho), o avanço nas vendas internacionais foi de 83% em relação a igual período de 2020 e de 22% frente ao trimestre anterior.

Leia mais:  Momento Agrícola: Funrural, aquecimento global, desafio de produtividade e PSA foram destaques na semana

O faturamento nesse período atingiu US$ 3,9 milhões. O Paraná superou Mato Grosso do Sul e assumiu a liderança nas exportações de tilápia. Santa Catarina vem em terceiro lugar e a Bahia em quarto. Entre os clientes da tilápia brasileira, os Estados Unidos lideram, seguido por China e Chile.

Outras

O Momento Agrícola também traz outras abordagens interessantes, como as entrevistas. Os temas abordados são “A polêmica das ferrovias de Mato Grosso”, com Edeon Vaz Ferreira, “O Carbono na União Europeia”, com o Adido Agrícola Guilherme Costa e “O uso do herbicida Dicamba nos Estados Unidos”, com Dr. Rodrigo Werle.

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana