conecte-se conosco


Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Investimento da Horsch, exportações, possível taxação e entrevistas são destaques

Publicado

A edição do Momento Agrícola desse último final de semana de fevereiro traz várias informações relevantes para quem produz e trabalha/opera no Agro.

O programa, produzido pelo engenheiro agrônomo, produtor rural e consultor Ricardo Arioli, é veiculado pela rede de rádios do Agro e reproduzido semanalmente pelo Enfoque Business em formato de matéria jornalística com link da íntegra ao final do texto.

Investimento alemão

O Momento Agrícola deste sábado começa com uma boa notícia no campo dos investimentos privados. A multinacional alemã Horsch, que produz equipamentos para agricultura (foto acima), anunciou que vai investir R$ 200 milhões no Brasil para ampliar a sua operação mundial de máquinas agrícolas. Os recursos serão aplicados na construção da primeira fábrica no continente sul-americano. A planta ficará localizada em Curitiba (PR) e será uma espécie de hub para a América Latina.

No local serão fabricadas todas as linhas de produtos destinadas ao mercado Premium. A marca fabrica equipamentos para preparo de solo, plantio, semeadura, pulverização, agricultura híbrida, logística e inteligência e já está instalada há sete anos no Brasil.

A unidade já em funcionamento ocupa uma área de 18 mil m² e gera 120 empregos diretos e outros mil indiretos. Até o momento, para implantar a primeira fase, já foram investidos R$ 50 milhões. Com a nova fábrica são esperados mais empregos até sua inauguração, em 2023. A marca acaba de lançar no país uma nova adubadora e plantadeira.

Leia mais:  Momento Agrícola: Desburocratização de financiamentos, startups, pandemia na Índia, soja e milho são destaques

Complexo soja

Outro assunto relevante abordado pelo Momento Agrícola é sobre as exportações do “complexo soja” (grão, farelo e óleo). Segundo análise da Consultoria DATAGRO, as exportações desses produtos podem ser recordes no Brasil neste ano, considerando que a estimativa para os embarques totais em 2021 é de 104,3 milhões de toneladas, o que representaria aumento de 2,8% na comparação com os 101,4 mi/t (revisto e fechado) do ano passado.

A DATAGRO destaca que os números confirmam a tendência de aumento da representatividade do setor no comércio exterior do País. Ou seja, para chegar a esse total recorde, considera-se a previsão de embarques de 85,5 mi t de soja, com 2,5% de elevação; de 18 mi t de farelo de soja (+6,1%) e o volume de 850 mil t de óleo de soja, com 23,4% de retração sobre 2020.

Proposta de taxação

O produtor e apresentador do Momento Agrícola, Ricardo Arioli, destacou a informação de que poderá ser apresentada no Congresso proposta de taxação sobre produtos importados segundo o índice de emissão de gases de efeito estufa do país exportador. Ou seja, haveria faixas de tributação e, assim, quanto maior a emissão de gases poluentes do país exportador, maior a taxação sobre o produto importado.

A proposta significaria taxas de importação maiores sobre produtos de países como China, Estados Unidos, Rússia, Índia, Japão e Alemanha, que são os países com maiores índices de emissão de gases de efeito estufa. Nos países citados, entre os vilões da emissão de gases poluentes estão as usinas térmicas (a carvão) parta geração de energia elétrica.

Leia mais:  Momento Agrícola: Gripe na França, falta de contêineres, vendas de soja e entrevistas são destaques

O dinheiro arrecadado iria para um fundo que seria utilizado para custear serviços ambientais. Propriedades rurais estariam entre as beneficiadas pelo fundo.

Segundo Arioli, a proposta ainda demandará muita discussão antes de ser apresentada no Congresso. “Sé é que vai ser apresentada, um dia (…) A proposta mostrará que temos vantagens competitivas importantes nessas questões de sustentabilidade… Vamos ver se a proposta evolui, ou não… Estamos de olho aqui no Momento Agrícola”, destaca Arioli.

Outras

Entre outras abordagens dessa edição do Momento Agrícola consta o crescimento dos investimentos em energia fotovoltaica no país. Esse mercado volta os olhos para o agronegócio, já que as propriedades começam a se interessar pela matriz energética.

Já ao final do primeiro bloco do Momento Agrícola, Arioli fala sobre o lançamento de um inseticida biológico para controle da cigarrinha do milho.

Nos blocos seguintes, o Momento Agrícola apresenta entrevistas com os temas “O Futuro da Conectividade no campo”, com João Henrique Hummel, do Instituto Pensar Agro, “O Seguro rural e a Pandemia”, com Pedro Loyola, do MAPA, e, também, mais notícias comentadas da semana.

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

publicidade

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Reflexão, perdas com chuva e seca, projeções e entrevistas são destaques

Publicado

Os recorrentes problemas com o escoamento da safra de soja no período chuvoso em Mato Grosso, as perdas em lavouras por causas climáticas, as projeções de boas colheitas e entrevistas são os destaques do Momento Agrícola deste sábado (15).

De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela rede de rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business, também aos finais de semana.

Reflexão

Os problemas na colheita da soja em Mato Grosso renderam uma reflexão pelo Momento Agrícola. As situações negativas ocorrem em duas frentes: na colheita e no transporte da safra.

Dificuldades no transporte da safra durante período chuvoso é tema de reflexão.

O excesso de chuvas é o pivô destes problemas. Em primeiro lugar, as precipitações impedem que as máquinas adentrem nas lavouras para colher. Em segundo lugar, as chuvas danificam as estradas, dificultando o escoamento da produção.

Neste contexto, Ricardo Arioli faz um duro questionamento sobre a aplicação do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), cujos recursos são destinados, em parte, para manutenção das estradas.

Leia mais:  Normando Corral é o novo presidente do Conselho da Agroindústria – Coagro/Fiemt

Ainda quanto ao Fethab, Ricardo Arioli comenta sobre a atuação das entidades representativas do produtor rural em questões como esta. Vale a pena ouvir a abordagem, logo no início do primeiro bloco.

Perdas

Se em Mato Grosso os problemas são as chuvas em excesso, no Sul do Brasil a situação é inversa, com a estiagem causando perdas significativas nas áreas produtoras.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, já determinou uma força tarefa para avaliar todas as situações e disponibilizar mecanismos, como o seguro agrícola e outras opções.

Este é outro tema abordado no Momento Agrícola, ainda no primeiro bloco.

Outras

O Momento Agrícola comenta outras notícias relevantes no ambiente do Agro. Um deles é que, apesar dos problemas climáticos, as previsões da CONAB e do USDA são de colheitas no Brasil bem acima do esperado pelo mercado.

Outro assunto abordado refere-se aos preços da arroba bovina negociados em São Paulo, que estão se mantendo acima dos R$ 330 desde o início do ano, motivados pela retomada das importações da China.

Leia mais:  Momento Agrícola: Mercado árabe, avanço dos biológicos, conectividade e Funrural são destaques

Outras atrações do Momento Agrícola são as entrevistas. No segundo bloco, Arioli conversa com Odilon Lemos, da Embrapa, sobre “Oportunidades em Soja Não Transgênica”. No terceiro e no quarto blocos, respectivamente, os assuntos abordados são “Oportunidades em Feijões e Pulses”, com Marcelo Lüders, do IBRAFE; e “Quebramento e Apodrecimento de Vagens na Soja do MT”, com Leandro Zancanaro,

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana