conecte-se conosco

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Biotecnologia, soja em fevereiro e entrevistas são os destaques da edição

Publicado

A segunda edição do Momento Agrícola deste mês de outubro aborda fatos relevantes relacionados à biotecnologia no Brasil e no mundo. Também discorre sobre a polêmica da ampliação do calendário de semeadura da soja no Brasil, expressa na portaria 394 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela Rede de Rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business, também aos finais de semana.

Pós-Brexit

A primeira abordagem do Momento Agrícola se reporta à era pós-Brexit no Reino Unido, que já vê seus primeiros reflexos após saída da União Europeia, no início deste ano.

O anúncio ocorreu após consulta pública e só foi possível com a saída do Reino Unido da União Europeia.

No final do mês de setembro, o governo britânico anunciou que abrirá caminho, na Inglaterra, para o cultivo de plantas geneticamente modificadas para torná-las mais resistentes e nutritivas.

O anúncio ocorreu após consulta pública e só foi possível com a saída do Reino Unido da União Europeia, que veta pesquisas em biotecnologia e, por consequência, uso de organismos modificados.

Leia mais:  Momento Agrícola aborda etanol nos EUA, problemas do agro, Brasil nas Arábias e outros temas de relevância

De acordo com o premiê Boris Johnson, isso poderá levar, por exemplo, a variedades de beterraba resistentes a vírus, o que reduzirá a necessidade de pesticidas químicos, além de ajudar a enfrentar outros desafios, como a segurança alimentar, a mudança climática e a perda de biodiversidade.

Biotecnologia no STF

É muito precisa a abordagem de Ricardo Arioli em torno do assunto ‘Biotecnologia’, logo no início do primeiro bloco do programa.

Além da decisão do Reino Unido, ele também comenta sobre o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade (ADIn) proposta pelo Partido Verde (PV) e algumas ONGs contra a Lei de Biossegurança (2005).

Os proponentes da ação questionam o poder da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) a respeito da liberação de pesquisas e plantio de organismos geneticamente modificados – que, além das plantas, incluem vacinas e outros micro-organismos utilizados em vários segmentos da indústria.

Soja em fevereiro

O Momento Agrícola também discorre sobre a polêmica do plantio de soja em fevereiro. Na última quinta-feira, o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Celso Luiz Moretti, afirmou ser contrário à “janela enorme” de plantio de soja estabelecida pelo MAPA para diversos estados, entre eles Mato Grosso, maior produtor nacional da oleaginosa.

Leia mais:  Armazenamento em nuvens melhora gerenciamento de propriedades rurais durante pandemia

A declaração de Moretti ocorreu durante audiência pública da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado.

Em 10 de setembro, vale lembrar, a pasta publicou a portaria 394, estendendo o calendário de semeadura do grão de 110 para até 140 dias, que em muitos casos mantém aberta a janela de plantio até fevereiro.

Outras

Outras atrações do Momento Agrícola deste final de semana são as entrevistas. No segundo bloco, o tema abordado é ‘A mudança nos Leilões de Venda de Biodiesel’, com Leonardo Zílio, da Oleoplan.

Nos dois blocos seguintes, os temas são: ‘A situação da Pecuária de Corte do Brasil’, em diálogo com Celso Fugolin, da FinPec, e ‘A CPR Verde’, com José Angelo Mazillo Jr, do MAPA.

Para ouvir na íntegra o Momento Agrícola desse sábado, clique abaixo:

publicidade

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Crime de baderna, congelamento na Argentina e entrevistas são destaque

Publicado

Os atos de vandalismo contra uma entidade do Agro, as medidas para combate à inflação da vizinha Argentina, a tributação sobre os combustíveis e outros assuntos são os destaques do Momento Agrícola deste sábado.

O programa é produzido e apresentado pelo produtor rural, engenheiro agrônomo e consultor Ricardo Arioli e transmitido pela rede de rádios do agro aos sábados. É, também, repercutido em formato de matéria jornalística pelo Enfoque Business, com o link da Soundcloud ao final do texto.

Baderna e afronta

O primeiro assunto abordado pelo Momento Agrícola foi a baderna promovida pela Via Campesina e pelo MST na sede da Aprosoja, em Brasília, na manhã da última quinta-feira (14).

Cerca de 50 integrantes da Via Campesina invadiram a sede da Associação Brasileira dos Produtores de Soja, na capital federal, e picharam a fachada e paredes internas. A direção da entidade ligada ao Agro lamentou os atos de vandalismo e considerou uma afronta ao Estado Democrático de Direito.

Baderna da Via Campesina e do MST será investigada pela Polícia.

Segundo informações repassadas à imprensa pelos vândalos ligados à Via Campesina, a depredação foi motivada pelo veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto de lei 823/2021 (PL Assis Carvalho). Ainda conforme a imprensa nacional, a Via Campesina alega que a proposta do projeto consiste numa iniciativa dos movimentos populares do campo para garantir a segurança alimentar e subsídios na agricultura familiar.

Leia mais:  Momento Agrícola: Ferrovias, Paraquat, Reforma Tributária, investimentos em etanol de milho são os destaques

Ricardo Arioli faz um comentário sobre o lamentável episódio de vandalismo ocorrido na capital federal.

Congelamento na Argentina

O governo da Argentina congelou os preços de 1.245 produtos de consumo em massa por 90 dias para tentar controlar a inflação. O secretário de Comércio, Roberto Feletti, pediu que as empresas enviem as tabelas de preços válidas até dia 1º de outubro.

Os preços permanecerão inalterados aos consumidores até 7 de janeiro, numa medida clara do governo para buscar a estabilização dos preços.

O Momento Agrícola comenta o assunto relacionado ao país vizinho.

Outras

Outra notícia comentada nesta edição do Momento Agrícola é a unificação das alíquotas do ICMS sobre os combustíveis nos estados, através de projeto de lei aprovado pela Câmara Federal e que, agora, está sob apreciação no Senado.

O decreto do MAPA para simplificação dos processos de pesquisa, análise e registro comercial de defensivos agrícolas é outra abordagem do Momento Agrícola, assim como as entrevistas.

No segundo bloco, o entrevistado é César Borges, do Instituto da Soja Livre. Na sequência, o tema abordado é “O ritmo de plantio e da entrega de insumos em Mato Grosso”. Concluindo o programa, Ricardo Arioli discorre sobre “A Crise dos Insumos”.

Leia mais:  Momento Agrícola: A paralisia socioeconômica provocada pelo coronavírus é o assunto em destaque

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

 

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana