conecte-se conosco

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: A segunda onda da Covid-19, queda nas exportações, clima e eventos são destaques

Publicado

O Enfoque Business repercute neste domingo mais uma edição do Momento Agrícola, programa veiculado pela rede de rádios do Agro, com edição e apresentação do produtor rural, engenheiro agrônomo e consultor Ricardo Arioli.

Os temas abordados são de grande interesse do setor produtivo mato-grossense e brasileiro, com as mais diversas informações sobre políticas, conjunturas, mercado, tecnologias e outros assuntos relevantes.

2ª Onda  

A segunda onda da pandemia da Covid-19 já se instalou na Europa e nos Estados Unidos e já indica a volta do distanciamento social e do lockdown. Isso resultará em um novo e forte impacto na economia mundial e já há estimativa de queda no consumo de combustíveis na ordem de um milhão de barris já neste mês de novembro.

Os reflexos da segunda onda certamente serão sentidos no Brasil e na América do Sul. Novos casos de infecção, novos impactos na economia, petróleo em baixa, cotações de soja e milho em alta, menos giro de capitais, menor produção industrial e de serviços, mais problemas com o abastecimento interno, mais dificuldades com o crédito, enfim… O que se pode esperar deste novo quadro de crise mundial que começa a ser pintado?

O Momento Agrícola traz uma análise precisa sobre alguns aspectos relacionados às consequências da segunda onda da pandemia, que já se sobrepõe à ainda não superada primeira onda.

Exportações

A queda nas exportações do agronegócio em outubro é outro assunto abordado por Ricardo Arioli nesta edição do Momento Agrícola. O total foi de US$ 8,18 bilhões, o que significou recuo de 6,2% em relação ao mesmo mês do ano passado (US$ 8,72 bilhões).

Leia mais:  Nuvem de gafanhotos preocupa Agro no Brasil, mas frente fria prevista para esta semana deverá bloquear a praga

De acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, a queda das exportações ocorreu em função da redução de 3,6% no índice de quantum (volume) das exportações e de 2,8% no preço. As importações dos produtos do agronegócio somaram US$ 1,2 bilhão no mês do estudo.

O saldo da balança comercial contabilizou US$ 6,9 bilhões. A participação do agronegócio nas exportações totais do Brasil representou 45,8% do valor total exportado no mês passado, alta de 9,7% em relação ao mesmo mês de 2019.

Clima

A irregularidade das chuvas também tem abordagem pontual no Momento Agrícola deste final de semana. O fator climático, através do fenômeno ‘La Niña’, vem interferindo fortemente nas lavouras em Mato Grosso e já causa prejuízos principalmente nas variedades de soja precoces com ciclos de 95 a 100 dias.

Dados divulgados pela Nasa nesta semana indicam que a América do Sul passa pela segunda maior seca do século, perdendo apenas para o período que se estendeu entre 2015 e 2016.

O cálculo da agência norte-americana é feito com base na duração do período, extensão territorial e volume de chuva que deixou de ocorrer, em medições realizada por satélites.

Não é apenas na região Sul e em parte do Norte do Brasil que esse cenário é evidente. No Paraguai, na Bolívia e no norte da Argentina, o déficit hídrico dos últimos seis meses chega a ser de 400 milímetros abaixo do esperado, segundo informações da Somar Meteorologia.

Leia mais:  Soja: Agrodinâmica já recebe inscrições para 11ª Jornada Técnica

Outras

O Momento Agrícola também traz outras abordagens de amplo interesse do Agro. Uma novidade é que, em contraponto às informações da semana passada de que os recursos para o Moderfrota (créditos para aquisição de máquinas agrícolas) haviam se exaurido, o Banco do Brasil anunciou ao final da semana que disponibilizará mais R$ 1 bilhão para estes financiamentos.

Ao mesmo tempo, Ricardo Arioli chama atenção para o oportunismo da indústria, que diante da demanda pelos financiamentos, impõe majorações absurdas nos preços das máquinas e equipamentos.

(*) O Momento Agrícola também traz informações sobre:

– O lucro líquido da Energisa – concessionária de distribuição de energia que atende Mato Grosso e outros estados brasileiros – de R$ 921,7 milhões no terceiro trimestre deste ano.

– Seminário da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) sobre produção “On Farm” de bioinsumos nesta terça-feira (17/11), às 13hs (horário de Mato Grosso). O evento pode ser acessado pelo canal ‘www.agropelobrasil.com.br’.

– Live organizada pela Comissão de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA, às 15hs de Mato Grosso da próxima quinta-feira (19/11). Sob coordenação de Ricardo Arioli, que preside a comissão por indicação da CNA, o tema abordado será ‘Soja Carbono Neutro’.

– Cursos de Gestão Financeira e Mercado, da AgroSchool e da SIM Consult.

– Dados do Campo Futuro 2020: Custos, Preços, Rentabilidade, com Mauro Osaki, do CEPEA.

– Perspectivas para a Safra 20/21, com Fábio Meneghin, da Agroconsult.

Para ouvir o Momento na Íntegra, clique abaixo:

publicidade

Agronegócio & Produção

SENAR-MT: Curso de agente sanitário de saúde animal capacita profissional para atuar na vacinação

Publicado

Mato Grosso é o estado que tem o maior rebanho bovino de corte no país. São cerca de 29,7 milhões de cabeças segundo o último levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2017.

A pecuária, em suas várias esferas de criação – que compreende também os ovinos, suínos, caprinos, asininos, equinos e os muares -, necessita de mão de obra qualificada para fazer o manejo e cuidar da saúde do rebanho.

Para atender essa necessidade, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), em parceria com os Sindicatos Rurais, oferta o curso de agente sanitário em saúde animal. O objetivo é ensinar os participantes a conhecerem as principais doenças que acometem o rebanho pecuário.

Além de capacitar mão de obra para garantir a saúde animal, o curso também tem o objetivo de instruir sobre os procedimentos e as legislações referentes aos Serviço de Defesa Sanitária Animal. Uma das funções exercidas pelo agente sanitário em saúde animal é a vacinação do rebanho contra doenças como febre aftosa e brucelose.

Leia mais:  Soja: Agrodinâmica já recebe inscrições para 11ª Jornada Técnica

Inscrições e contatos

O treinamento tem carga horária de 40 horas e é oferecido de forma gratuita. Os interessados em se capacitar para atuar neste setor devem procurar o Sindicato Rural de seu município para saber se há turmas previstas e se há vagas.

Em Tangará da Serra, o Sindicato Rural tem sede junto ao Parque de Exposições, na Avenida Lions Internacional (telefone 65 3325-0142). Outros Sindicatos Rurais da região também podem receber inscrições: Arenápolis (65 3343-2217), Barra do Bugres (65 3361-1247), Campo Novo do Parecis (telefone 65 3382-2491), Diamantino (65 3336-1639), Sapezal (65 3383-2557).

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana