conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

Mobilidade: Executivo encaminha projeto para ligação de avenida com região do Buritis/Bela Vista

Publicado

A prefeitura encaminhou esta semana projeto de lei à Câmara Municipal solicitando abertura de crédito especial para realização de obras de ligação da avenida Tancredo de Almeida Neves ao Loteamento Buritis, setor norte (foto topo) da área urbana de Tangará da Serra.

A informação foi repercutida nas redes sociais pelo vereador Sebastian Ramos (Professor Sebastian, PTB).  “Atento às questões de mobilidade urbana e trafegabilidade, o prefeito Vander (Masson) já enviou para a Câmara Municipal Projeto de Lei para fazer a ligação da avenida Tancredo Neves com o Buritis”, postou, em grupo de WhatsApp. “Será um grande avanço para Tangará da Serra, encurtando distâncias, conectando pessoas e bairros”, completou o vereador.

Mobilidade urbana

Em meio à ampliação gradativa do perímetro urbano, da população e do número de veículos em circulação, as obras de mobilidade urbana se tornam providências mais do que justificadas.

Já faz algum tempo que o município cogita a continuidade do traçado da avenida Tancredo de Almeida Neves em direção à região dos bairros Bela Vista e Buritis I e II.

Leia mais:  Obras no aeroporto municipal têm licitação autorizada; Pista passará à categoria ‘3C’

A extensão consistirá numa obra de pavimentação de aproximadamente 1,5 quilômetro com necessidade de dois pontilhões/bueiros, já que há dois córregos no trajeto (Araputanga e Mutum), com suas áreas de preservação.

Benefícios

Avenida Nilo Torres: desafogo no trânsito de veículos com ligação Tancredo-Buritis.

O primeiro impacto positivo será para os moradores da região Buritis/Bela Vista, com o encurtamento da distância para a área central da cidade, que hoje tem de ser percorrida ou pela Estrada 11 em conexão com MT-480 e Nilo Torres, ou pela avenida Zelino Lorenzetti em direção à região do Tarumã.

Ainda neste primeiro aspecto, será opção de saída para quem está no Centro, em direção à Linha 12, Deciolândia e anel viário.

Também desafogará o trânsito nas avenidas Ismael José do Nascimento e Nilo Torres, além de representar valorização imobiliária àquela região, preenchimento de vazio urbano e atração de investimentos.

publicidade

Infraestrutura & Logística

MT-240: rescisão com empreiteira é publicada pelo governo no diário oficial do estado

Publicado

O governo estadual – através da Secretaria de Estado de infraestrutura (SINFRA-MT) – formalizou o rompimento do contrato com a Construtora Centro Leste S/A, que era responsável pelas obras de pavimentação da rodovia MT-240, entre Tangará da Serra e Santo Afonso.

O rompimento foi oficializado na edição de ontem (quinta, 20), com publicação do extrato de rescisão unilateral do contrato 023/2021/06/01/SINFRA no Diário Oficial do Estado (imagem acima).

Segundo Edilson Sampaio, que coordena as obras pela Associação dos Produtores da MT-240, o contrato foi rescindido por problemas técnicos na execução dos trabalhos. “Houve duas notificações para que a empresa regularizasse suas operações, mas o governo e a associação optaram pela substituição. Temos uma responsabilidade muito grande com os produtores e os cidadãos que vivem naquela região”, esclareceu.

Anseio antigo

Sampaio destaca que a pavimentação da MT-240 é um anseio antigo dos municípios de Tangará da Serra e Santo Afonso. “A produção agropecuária daquela região tem apresentado índice elevado de crescimento. São mais de 15 mil hectares cultivados de soja e milho, mais a pecuária de corte, e a tendência é de um crescimento ainda maior… Então, a responsabilidade é muito grande e por isso foi tomada esta providência”, disse.

Edílson: “A responsabilidade é muito grande e por isso foi tomada esta providência”.

Edilson citou, ainda, que a região também conta com o assentamento Nossa Senhora Aparecida, que reúne cerca de 70 famílias de pequenos agricultores que produzem hortifrutigranjeiros, lavoura branca, além de frangos, leite e pequenos animais.

Leia mais:  Agenda Cáceres: Obras civis e demandas administrativas integram o status do sistema logístico oeste-sudoeste

Consórcio

A rescisão do contrato com a Centro Leste, na prática, já ocorreu em dezembro. Com isto, a SINFRA-MT prepara a documentação do consórcio ENPA/LCM, que deverá assumir nos próximos dias as obras de pavimentação da MT-240. A nova empresa é a terceira colocada no certame licitatório realizado pelo Estado para execução dos trabalhos.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana