conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

Mato Grosso: Obras em ferrovias deverão somar R$ 11 bilhões em investimentos privados

Publicado

Mato Grosso deve receber em 2021 mais de R$ 11 bilhões de investimentos em obras ferroviárias. A informação é do Ministério da Infraestrutura, que projeta a ligação da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO) de Água Boa aos trilhos da Ferrovia Norte-Sul, em Goiás, também, aos trilhos da Ferronorte para Cuiabá e Lucas do Rio Verde.

Semana passada, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, informou que o no dia 24 de fevereiro está prevista a votação no novo Marco Regulatório das Ferrovias pelo Senado, o que viabilizará a extensão da Ferronorte, chamada de Ferrovia ‘Senador Vicente Vuolo’.

A notícia foi dada durante reunião de Tarcísio com os senadores Wellington Fagundes (PL) e Jayme Campos (DEM) e com o líder do governo Federal, Fernando Bezerra (MDB-PE).

De acordo com o projeto acordado pelos senadores com o Ministério da Infraestrutura, a Rumo irá expandir os trilhos de Rondonópolis, onde possui o maior terminal de cargas da América do Sul, em direção a Campo Verde, Cuiabá, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde.

Leia mais:  Obras autorizadas na 358, no Chapadão, consolidam uma solução para os gargalos logísticos do MT

A direção da empresa informou que já adquiriu inclusive áreas para a construção dos terminais de carga nesse novo trecho. A autorização para implantação da extensão da Ferronorte garante investimentos no Estado na ordem de R$ 8,5 bilhões pela concessionária Rumo Logística.

No caso da FICO, a obras iniciaram entre os meses de junho e julho. De acordo com o ministro, o contrato de autorização das obras já foi assinado, em dezembro, entre a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a empresa Vale e a Valec Engenharia Construções e Ferrovias S.A. A Valec é uma empresa pública que detém a concessão da futura ferrovia. Na primeira fase, a ligação ferroviária terá uma extensão de 348 quilômetros.

A FICO será responsável pelo escoamento de grãos de soja e milho da região do Vale do Araguaia até a Ferrovia Norte-Sul, abrindo mais uma alternativa de transporte. No projeto da ferrovia, estão previstos dez pátios de cruzamento, um pátio de formação de trens em Mara Rosa (GO), dois pátios de carga e descarga, sendo o primeiro localizado em Nova Crixás/GO e o segundo em Água Boa.

Leia mais:  MT-358: Trecho entre Tangará e Serra dos Parecis segue em reparos pela concessionária

A implementação das obras se dará por meio de investimento cruzado como contrapartida pela prorrogação antecipada da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM). Cerca de R$ 2,73 bilhões do valor de outorga serão investidos pela companhia na construção.

(Redação EB, com informações de Gazeta Digital)

publicidade

Infraestrutura & Logística

MT-358: Trecho entre Tangará e Serra dos Parecis segue em reparos pela concessionária

Publicado

O trecho da MT-358 entre o perímetro urbano de Tangará da Serra e a Serra dos Parecis está recebendo trabalhos de restauração pela Via Brasil, concessionária responsável pela rodovia. Os trabalhos consistem na recuperação do pavimento para posterior aplicação de capa asfáltica.

A MT-358, vale lembrar, está concessionada para o Consórcio Via Brasil já há um ano, deste maio do ano passado O trecho da rodovia entre Tangará da Serra e a Serra dos Parecis sofreu grave deterioração com o último período chuvoso. Acidentes foram registrados em razão do mau estado da pista.

Simultaneamente aos trabalhos de recuperação da estrada, a concessionária já constrói as praças de pedágio, cuja cobrança acontecerá a partir do ano que vem.

A tarifa atual para cada uma das quatro praças de pedágio é de R$ 9,40, mas deverá sofrer reajuste a partir de 2023.

Ao longo do trecho Itanorte-Jangada – que inclui as MTs 358, 343 e 246 até o entroncamento com a BR-163 – serão quatro praças de pedágio, sendo uma no alto da Serra dos Parecis, uma nas proximidades do distrito de São Joaquim (antes do trecho em declive da Serra de Tapirapuã) e duas entre Nova Olímpia/Barra do Bugres e a rodovia federal já citada.

Leia mais:  MT-358: Trecho entre Tangará e Serra dos Parecis segue em reparos pela concessionária

A tarifa atual para cada uma das quatro praças de pedágio é de R$ 9,40, mas deverá sofrer reajuste a partir de 2023 para reposição de perdas inflacionárias.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana