conecte-se conosco


Cidades & Geral

Itanorte-Jangada: Via Brasil executa obras; Trecho receberá redutores eletrônicos de velocidade

Publicado

A concessionária Via Brasil executa obras de recuperação no trecho composto pelas MTs 246 e 343, entre Barra do Bugres e Nova Olímpia.

Segundo previsto no contrato de concessão firmado com o governo estadual, as ações  executadas atualmente correspondem aos “trabalhos iniciais” previstos no documento, consistindo, entre outros, na limpeza das pistas e acostamentos e recuperação preliminar do pavimento (incluindo fresagem de áreas deterioradas) e da sinalização existente ao longo do trecho. Os trabalhos preveem, também, melhorias nos dispositivos de drenagem.

Trecho Itanorte-Jangada contará com quatro praças de pedágio.

A partir do segundo ano de vigência do contrato, está prevista a instalação de redutores eletrônicos de velocidade nas travessias urbanas de Assari, Nova Olímpia, Tangará da Serra e, também, no entroncamento com a BR-364.

Somente na travessia urbana de Tangará da Serra, o contrato prevê um redutor eletrônico, com travessia de pedestres, no início do perímetro (contorno/anel viário) para quem vem de Nova Olímpia, e outros quatro (incluindo uma rotatória vazada e três rotatórias alongadas, com passarelas de pedestres) até retomada da MT-358, através da Avenida Lions Internacional, saída para Campo Novo do Parecis.

Leia mais:  Tangará da Serra: Estiagem motiva decreto de medidas preventivas de desperdício de água e critérios para racionamento

Outras rotatórias

O contrato de concessão prevê, também, rotatórias nas interseções da MT-358 com a MT-240 (junto ao Bar do Bigode), com a MT-339 (logo após saída de Progresso, à direita, sentido Tangará da Serra) e no acesso ao distrito de São Joaquim.

Além destas, haverá rotatórias vazadas nas interseções com a MT-339 (Assentamento Antônio Conselheiro), com a MT-170 (atual MT-426, Calcário) e entrada do balneário Salto das Nuvens.

publicidade

Cidades & Geral

Brasnorte: Ação na Justiça requer devolução de área e indenização de R$ 10 milhões da JBS

Publicado

O não cumprimento de um acordo entre uma indústria frigorífica e o município de Brasnorte (600 km de Cuiabá) está resultando numa batalha judicial. O município de Brasnorte entrou com uma ação contra a JBS para revogação de doação com pedido de reversão do imóvel.

O motivo seria o não cumprimento de atividade econômica de um frigorífico instalado pela empresa, que estaria operando com apenas 10% da capacidade, frustrando as expectativas do município de fomento à economia quando da doação da área.

Segundo o prefeito de Brasnorte, Edelo Marcelo Ferrari, a verdadeira intenção do pedido é que o frigorífico cumpra sua finalidade.

A ação inclui, ainda, multa de R$ 500 mil reais e R$ 10 milhões em indenizações por danos morais.

Segundo o prefeito de Brasnorte, Edelo Marcelo Ferrari (DEM), a verdadeira intenção do pedido é que o frigorífico cumpra sua finalidade, que é de realizar os abates previstos, gerar emprego e trazer renda para o município. “Nós também temos muito dinheiro investido naquela área, tendo em vista que o município fez toda a terraplanagem além da doação do terreno. Então, mais do que justo seria funcionar e isso não está acontecendo”, explica Ferrari.

Leia mais:  Tangará da Serra: Após quatro meses, cidade retoma atividades em ambientes públicos; Maiores de 60 anos com acesso a igrejas

Desapontamento

Para o presidente do Sindicato Rural de Brasnorte, Cleber José dos Santos Silva, a classe produtora está muito desapontada com a subutilização da planta instalada no município e concorda com a ação imposta pela prefeitura para o cumprimento do TAC. “Hoje nós temos uma pecuária maior e mais forte, fartura de pasto – com a integração de agricultura e pecuária, temos mais de 400 mil cabeças de gado e condições para instalar grandes frigoríficos e confinamentos porque temos uma abundância de grãos dentro do nosso município. Então nós cobramos que haja a responsabilidade do frigorífico de cumprir com este compromisso que ele tem com nosso município ou então deixar a oportunidade para que outras empresas possam explorar o potencial que temos aqui em Brasnorte”, esclareceu Cleber.

(Fonte: Agronews; foto: prefeitura de Brasnorte)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana