conecte-se conosco


Cidades & Geral

IPTU Itinerante: Campanha tem boa resposta logo no primeiro dia na Grande Esmeralda

Publicado

O cidadão vem respondendo bem à campanha do IPTU Itinerante, empreendida pela prefeitura de Tangará da Serra para facilitar o acesso às guias e, também, incentivar a arrecadação do tributo junto à população.

A itinerância implementada pela Secretaria Municipal de Fazenda teve início ontem (segunda, 22), na região do Jardim Esmeralda, que engloba bairros como o Jardim Presidente, o Parque Figueira, o Jardim San Diego, Jardim Vitória e Monte Líbano.

“O objetivo é levar facilidade aos contribuintes que tenham dificuldade ao acesso ou ao uso da internet”, esclareceu a secretária de Fazenda do município, Angela Nascimento da Silva. “Estou satisfeita porque conseguimos levar o serviço à população e o resultado do primeiro dia foi bom. Ontem acompanhei o trabalho e concluí que realmente existe a demanda da população por esse serviço”, acrescentou.

Secretária Angela Nascimento: “Objetivo é levar facilidade aos contribuintes que tenham dificuldade ao acesso ou ao uso da internet”.

Segundo a assessoria do município, somente numa escola – Gentila Susin Muraro, no San Diego – foram cerca de 40 atendimentos no primeiro dia. O trabalho volante permanecerá na região até o dia 26 de fevereiro, sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 16h, simultaneamente nas escolas Tia Nena, Tia Lina, Gentila Susin Muraro e Laura Vieira de Souza.

Leia mais:  Quarta de feira: PIX facilita negócios e elimina necessidade de troco na Feira do Centro

Nestes locais, o cidadão poderá consultar e imprimir a guia do IPTU 2021, podendo ter 20% de desconto se optar pelo pagamento em cota única até 30 de abril.

No total, 42.539 guias foram lançadas no sistema, num total de R$ 32.969.423,23. A meta é arrecadar no mínimo 50% do valor lançado, o que corresponde a mais de 16 milhões de reais.

Desconto de 20%

Em 2021, o contribuinte terá 20% de desconto se optar pelo pagamento em cota única até o dia 30 de abril. Aos contribuintes que optarem pelo pagamento até o dia 31 de maio, também em cota única, o desconto será de 10%. Os contribuintes terão ainda a oportunidade de parcelamento em até nove vezes, respeitando valor mínimo de cada parcela.

A meta da SEFAZ é aumentar a arrecadação do Município com o IPTU, influenciando a população a pagar o imposto, umas das mais importantes receitas municipais.

publicidade

Cidades & Geral

Centro de Eventos: Ajustes no projeto e divergência forçaram paralização; Obras prosseguem

Publicado

A paralisação verificada esta semana nas obras do Centro de Eventos, em Tangará da Serra, foram motivadas por ajustes no projeto e divergência funcional. Uma equipe de técnicos, com um engenheiro, esteve ontem na cidade para regularizar as duas situações e dar prosseguimento às obras.

Segundo o secretário municipal de Turismo, Wellington Rondon, a equipe informou que a cobertura será toda pré-moldada, com fabricação das estruturas em Cuiabá. “Houve ajustes no projeto e começaram a fabricação”, disse o secretário, conforme as informações que recebeu.

Equipe da empreiteira responsável pelas obras avalia adequações no projeto do Centro de Eventos (Foto: SEDEC/SEADTUR).

Outro problema que forçou a paralisação temporária das obras – segundo informações repassadas pelo secretário de Indústria e Comércio do município, Silvio Sommavilla – diz respeito a divergências funcionais com um colaborador, que acabou sendo substituído pela empreiteira.

Obra

O Centro de Eventos de Tangará da Serra está sendo construído pelo Governo do Estado de Mato Grosso, através da SEDEC/SEADTUR, com recursos do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Turismo (PRODESTUR), via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Leia mais:  Feira de domingo: Opção para a carne do tradicional churrasco e seus complementos

Novela

Com projeto concebido e aprovado em 2012 e obras iniciadas em 2016, o Centro de Eventos de Tangará da Serra teve suas obras paralisadas por diversas vezes, seja por ineficiência e atrasos nos repasses do governo à empresa responsável, seja por problemas técnicos das empreiteiras.

Desta vez, a paralisação foi motivada por necessidade de ajustes no projeto, mas terão continuidade.

Estrutura

O Centro de Eventos representará uma nova fase para Tangará e região no turismo de negócios. Os grandes eventos voltados a qualquer setor (agropecuária, indústria, tecnologia, serviços, educação, meio ambiente, etc.) proporcionarão fluxos importantes de visitação aos pontos turísticos existentes no município.

Com uma área física projetada de 3,8 mil metros quadrados e capacidade para comportar até oito eventos simultâneos, o Centro de Eventos terá estrutura interna com ilhas de WC, cozinha, varanda de serviços, depósitos, dependência administrativa, área para carga e descarga e espaço para câmara fria. Haverá, também, uma área externa de 9 mil metros quadrados para eventos como o Carnaval e outros de grande porte. O estacionamento contará com cerca de 450 vagas.

Leia mais:  Vereador cita atividade essencial e pede inclusão de jornalistas no grupo prioritário da vacinação

A gestão do espaço e a captação de eventos deverá ser de responsabilidade um ‘convention bureau’, espécie de autarquia formada por representantes do trade turístico e do poder público.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana