conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

Governo prevê geração de 235 mil empregos durante construção de ferrovia estadual

Publicado

A construção da primeira ferrovia estadual deve geral 235 mil empregos, entre diretos, indiretos e temporários. A projeção é do secretário estadual de Fazenda, Rogério Gallo, durante o lançamento do chamamento público para a realização das obras, no início dessa semana.

A ferrovia estadual terá 730 km e vai ligar o município de Rondonópolis a Cuiabá e a Lucas do Rio Verde, com um investimento previsto de R$ 12 bilhões.

A projeção foi feita com base na metodologia do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) e leva em conta os sete anos de execução previstos do início até o fim da obra. “Serão 235 mil empregos nos sete anos. Isso é fundamental para o Estado de Mato Grosso. O investimento de R$ 12 bilhões é praticamente o que estamos [o Estado] investindo em 4 anos. É o investimento que o setor privado vai fazer nessa ferrovia”, afirmou o secretário.

Obras e investimentos

Gallo se refere ao investimento que tem sido feito pelo Governo do Estado por meio do programa Mais MT, que prevê investir até o fim do mandato do governador Mauro Mendes (DEM) o montante de R$ 9,2 bilhões.

Leia mais:  Governo lança edital para Ferrovia Estadual que ligará Cuiabá-Rondonópolis-Médio Norte

O secretário apontou que a obra é grandiosa e deverão ser construídos pátios ferroviários a cada 25 km, 68 pontes e viadutos, dois quilômetros de tuneis e 232 milhões de metros cúbicos de terraplanagem. “Há geração de emprego em todos os terminais. Cada cidade em que se implanta um terminal, você gera empregos, empregos qualificados, inclusive de manutenção de ferrovia, de locomotivas”.

O secretário também se refere ao gargalo logístico do país. “Então, é fundamental para Mato Grosso a expansão ferroviária. Como foi dito, o Brasil está atrasado 200 anos [no modal ferroviário]. Nós temos pressa e é por isso que o governo lançou esse edital”, completou.

A ferrovia

As empresas interessadas terão 45 dias para apresentar propostas e a vencedora terá prazo de 45 anos para operar.

O objetivo do modal é integrar o Estado com o sistema federal de ferrovias e com os demais estados; integrar os modais logísticos de Mato Grosso; reduzir o custo para transporte da produção, com mais competitividade; ampliar a circulação de produtos e ampliar alternativas para o transporte da produção.

Leia mais:  Praças de pedágio em rodovias estaduais passam a aceitar pagamento por cartão

A obra será iniciada em até seis meses após a emissão da licença ambiental de instalação.

A previsão é que o terminal de Cuiabá seja concluído até o 2º semestre de 2025 e o de Lucas do Rio Verde até o 2º semestre de 2028.

(Assessoria Sefaz-MT)

publicidade

Infraestrutura & Logística

Infraestrutura aeroportuária: Governo lança licitação para ampliação do aeroporto de Cáceres

Publicado

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística publicou, nesta terça-feira (11.02), a licitação para reforma e ampliação do Aeroporto Nelson Martins Dantas, em Cáceres. Orçada em R$ 6.692.193,34, está prevista a realização de obras para construção do terminal de passageiros e também fornecimento e instalação de materiais, equipamentos e sistemas de auxílio à navegação.

A primeira licitação lançada pela Sinfra-MT em 2022 será realizada na modalidade de Regime Diferenciado de Contratação (RDC), do tipo menor preço e em dois lotes: um para as obras do terminal (Lado Terra) e outra para a aquisição de equipamentos e sistemas (Lado Ar).

Entre os equipamentos previstos para serem adquiridos, estão sinalização horizontal, balizamento luminoso, sinalização vertical, farol de aeródromo, biruta iluminada, PAPI (sistema de auxilio visual à navegação) e iluminação do pátio de aeronaves. A reforma do terminal inclui serviços de drenagem, construção de estacionamento de veículos e sinalização.

A reforma do Aeroporto, que foi inaugurado em 1997, irá fomentar a aviação regional em Cáceres, com a possibilidade de receber voos comerciais, inclusive no período noturno.

Leia mais:  Importância da pavimentação da MT-339 é reconhecida por lideranças políticas durante encontro

O Governo de Mato Grosso também está formalizando um convênio com a Prefeitura de Cáceres, para a execução de microrrevestimento asfáltico das pistas de pouso, decolagem, de táxi e do pátio de estacionamento do aeroporto. Para a realização dessa obra, a Sinfra-MT deverá repassar R$ 400 mil para o município.

Programa Mais MT Aeródromos

Lançado em agosto de 2021, o Programa Mais MT Aeródromos prevê investimentos de quase R$ 100 milhões em 28 aeródromos de Mato Grosso.

Desde então, a Sinfra-MT já celebrou oito termos de cooperação com as prefeituras, sendo quatro para encontrar um local para instalação de um novo sítio aeroportuário, nos municípios de Alto Araguaia, Itiquira, Nova Canaã do Norte e em Poconé, sendo este último, para um aeroporto na região de Porto Jofre, como forma de fomentar o turismo.

Outros quatro termos foram celebrados com Diamantino, São Félix do Araguaia, Vila Rica e Primavera do Leste, para elaboração de projetos para melhorias nos aeródromos dos municípios.

Além de Cáceres, mais seis cidades devem firmar convênios com a Sinfra-MT para realização de obras de melhoria na infraestrutura. O Estado deverá repassar R$ 43 milhões para Água Boa, Canarana, Confresa, Matupá, Porto Alegre do Norte e Brasnorte. Entre os serviços previstos nos convênios estão construção de cerca patrimonial, pavimentação de pistas e aquisição de equipamentos.

Leia mais:  Com renovação de convênio, Associação de Produtores retoma manutenção da MT-480

Nos próximos dias, a Sinfra-MT também deve lançar licitação para ampliação e pavimentação da pista do aeroporto de Juara e, no começo deste ano, o Ministério da Infraestrutura autorizou a realização do processo licitatório para recuperação da pista e aquisição de equipamentos para o Aeroporto de Tangará da Serra.

(Fonte: SINFRA-MT)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana