conecte-se conosco


Cidades & Geral

Feira de domingo: O artesanato é um dos destaques no maior mercado público do MT

Publicado

A Feira do Produtor do Centro, em Tangará da Serra, é de uma diversidade singular quando se trata de alimentos. E esta variedade de produtos pode ser conferida neste domingo, a partir das 06h00.

No maior mercado público de Mato Grosso, o consumidor encontra o melhor da agricultura familiar local, com inúmeras opções em hortifrutis, carnes e embutidos, produtos coloniais, leite e derivados, pães e doces, temperos e condimentos, além da praça de alimentação.

“Mas, na Feira do Centro não tem só alimentos. Tem o artesanato, e de bom gosto”, destaca o presidente da Associação dos Feirantes (ASFET), Valdeci Ferraz Aquino.

No box 49-C, Dª Eva Rodrigues da Silva comercializa pilões, tábuas de corte, pás de cozinha e outras utilidades artesanais que ela mesmo produz. “É no bambu e na garapeira”, diz Dª Eva, que faz o seu trabalho no sítio localizado na Agrovila 01, do Assentamento Antônio Conselheiro.

Bem ao lado de Dª Eva, José Clarindo oferece máscaras coloridas, tapetes, guardanapos, capas de almofadas e outros itens de notável beleza e bom gosto. “Se for fazer, tem que fazer com gosto, caprichar”, diz Clarindo, que além de artesão é programador de computador.

Leia mais:  Dengue em Tangará da Serra: Com 915 registros até abril, doença tem 4 vezes mais casos em 2022

Vale a pena conferir o artesanato da Feira do Centro. As fotos a seguir, por si só, contam esta história.

publicidade

Cidades & Geral

Após 52 dias em greve, médicos peritos do INSS retornam com até 12 atendimentos cada

Publicado

Após firmarem acordo com o governo federal, os médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) encerraram a greve, que durou quase dois meses, e retomaram os atendimentos já nesta segunda-feira (23).

A categoria se comprometeu a repor os 52 dias parados e a trabalhar para reduzir o estoque de perícias não realizadas durante a paralisação.

O anúncio do fim da greve foi feito após reunião entre o ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, e a Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais, na última sexta-feira (20).

A categoria comemorou o acordo que resultou no atendimento de 18 itens da pauta de reivindicações.

Em transmissão pela internet, o vice-presidente da associação, Francisco Eduardo Cardoso Alves, explicou o que ficou acertado em relação ao reajuste salarial:

“A questão do aumento tem uma condicionante: se o governo for dar aumento linear para todas as carreiras do serviço público federal, sem nenhuma exceção, a gente, obviamente, vai entrar nesse aumento linear. Porém, se o governo quiser privilegiar uma ou outra carreira, que seja, automaticamente nós vamos entrar nos 19,9% [de reajuste]”.

Leia mais:  Feira do Centro oferece fruto da América para sucos, doces e pratos com peixes e carnes

Atendimento

Para reduzir a fila de exames periciais agendados, foi definida a realização de até 12 atendimentos diários por profissional. No entanto, de acordo com lei de 2019, os médicos que ultrapassarem essa quantidade, vão receber R$ 61,72 por perícia extraordinária.

Os servidores terão 8 meses para compensar os dias não trabalhados de modo presencial ou remoto.

(Agência Brasil)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana