conecte-se conosco


Política & Políticos

Escolas militares do MT receberão verbas federais oriundas de emendas no valor de R$ 1,2 milhão

Publicado

As instituições de ensino público focado no Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares em Mato Grosso receberão recursos de emendas parlamentares no valor de R$ 1,2 milhão. As emendas são de autoria do deputado federal Nelson Barbudo (PSL).

A oficialização consta no Diário Oficial do Estado do dia 15 de julho e, assim, instituições de ensino em Vila Rica e Sinop passarão a ser escolas militares.

Para esta forma de ensino, Barbudo direcionou duas emendas parlamentares, que juntas somam R$ 1,2 milhão.

Com isso, Mato Grosso chega ao número de 15 escolas militares. Para esta forma de ensino, aliás, Barbudo direcionou duas emendas parlamentares, que juntas somam R$ 1,2 milhão. “Vale lembrar que este é um programa do Governo Federal e que só é possível com apoio popular, uma vez que são obrigatórias as consultas públicas. É um novo momento para o Brasil porque uma boa base educacional, com apoio militar, trará um futuro ainda melhor para essas gerações. Estou muito feliz por Mato Grosso já ter 15 escolas militares e digo que este é só o começo”, pontuou Barbudo.

Leia mais:  Tangará da Serra: Projeto para terceirização da saúde começa a tramitar na Câmara Municipal

Hoje, as escolas militares em Mato Grosso estão localizadas nos municípios de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Confresa, duas em Cuiabá, Juara, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Rondonópolis, Sorriso, Tangará da Serra, Várzea Grande e, agora, Sinop e Vila Rica.

No escopo do projeto, as Escolas Cívico-Militar visam contribuir com a qualidade do ensino na educação básica, além de propiciar aos alunos, professores e funcionários um lugar mais seguro, passível de uma atuação focada na melhoria do ambiente e da convivência escolar.

A meta do programa, uma parceria entre Ministério da Educação e Ministério da Defesa, é que até 2023, 216 Escolas Cívico-Militares sejam implantadas em todo o país, ou seja, 54 por ano.

publicidade

Política & Políticos

Edilson Sampaio é o pré-candidato do Republicanos para vaga na ALMT pelo sudoeste do MT

Publicado

O contabilista Edilson Sampaio é o nome escolhido pelo partido Republicanos como pré-candidato pela região sudoeste do estado na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa de Mato Grosso nas eleições de 02 outubro deste ano. Edilson teve sua pré-candidatura referendada durante reunião da executiva da sigla no último dia 12, na capital do estado.

Considerando a proximidade das convenções partidárias – que devem ser realizadas entre 20 de julho e 05 de agosto -, o partido promove nova reunião com correligionários nesta quinta-feira (19), em Tangará da Serra, para discutir o planejamento da pré-candidatura de Edilson. “O partido me apresentou este desafio para representar a nossa região, e vou discutir com meus amigos e companheiros de partido a possibilidade de colocar meu nome nas convenções”, disse.

Edilson teve sua pré-candidatura referendada durante reunião da executiva da sigla no último dia 12, na capital.

Natural de Rondonópolis, Edilson Mota Sampaio tem 50 anos, é contabilista e mora na região desde 1993. Foi vereador por três mandados sucessivos (entre os anos de 2009 e 2020) e presidiu, em parte deste período, a Câmara Municipal de Diamantino.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

Atualmente, exerce função de superintendência em obras de infraestrutura e logística por associações de produtores que mantém convênio com o Estado para manutenção e pavimentação das rodovias MT-480 (Tangará-Deciolândia), MT-240 (Tangará-Santo Afonso), MT-339 (Tangará-Panorama), MT-358 (Chapadão do Rio Verde) e MT-426/170 (Calcário/ Formoso). Conta com amplo respaldo da classe produtora e tem trânsito entre lideranças comunitárias, sendo grande conhecedor das demandas da região polarizada por Tangará da Serra.

Na reunião de Cuiabá, semana passada, o presidente estadual do Republicanos, Adilton Sachetti (na foto do topo, com Edilson), destacou a importância da representatividade da região sudoeste e do polo Tangará da Serra na esfera parlamentar estadual. “É uma região importante para o estado, pela população que tem e pelo peso da sua economia. Edilson tem conhecimento técnico, é popular e sabedor das necessidades da região”, disse Sachetti, apostando na conquista de até três cadeiras pela legenda na ALMT, no pleito de outubro.

A reunião desta quinta-feira acontecerá na rua 26 (Celso Rosa de Lima), n° 390, Centro, a partir das 19h00.

Leia mais:  Tangará da Serra: Projeto para terceirização da saúde começa a tramitar na Câmara Municipal

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana