conecte-se conosco


Cidades & Geral

Ensino integral no Assentamento gera impasse e secretário flexibiliza; Pais reclamam de “desvirtuação”

Publicado

O ensino integral nas escolas Ernesto Che Guevara e Marechal Cândido Rondon, no Assentamento Antônio Conselheiro, em Tangará da Serra, está longe de ser unanimidade entre as famílias assentadas. Há quem queira manter os filhos estudando nos dois turnos, mas há quem discorde. Este impasse foi tema de reunião na manhã de ontem (segunda, 07), na Câmara Municipal.

A reunião foi solicitada por um grupo de produtores do assentamento e teve participação dos vereadores Eduardo Sanches (PSL) e Nivaldo Leiteiro (PODE), além do secretário municipal de Educação, Vagner Constantino Guimarães.

A alegação dos pais que discordam do ensino em período integral é o tempo que as crianças dispendem em função da escola. Segundo relatos, há casos em que o aluno passa cinco horas no percurso de ida e volta, o que faz com que cheguem à noite em casa. “E se quando o ônibus fica preso num atoleiro e não podemos saber onde estão, já que não pega sinal de celular? Como faz?”, questionou um dos produtores, que garante serem maioria as famílias contrárias ao período integral.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Em razão do impasse, o secretário Vagner Constantino flexibilizou, mas ressalta que as famílias favoráveis ao período integral são maioria. “O que a gente fez foi, se a família não quer, o aluno vai estudar de manhã e vai perder o período da tarde… Então a família tem que ajudar pra ele não ter prejuízo pra reprovar. Mas as famílias que querem o ensino integral são 70%, talvez 80%… Não vamos prejudicar a maioria que quer o período integral para atender uma minoria que não quer”, disse o secretário.

Desvirtuação

Os pais presentes na reunião afirmaram ao Enfoque Business que estão preocupados com o desvirtuamento do ensino em escolas do Assentamento Antônio Conselheiro. Segundo eles, a grade curricular estaria sendo desvirtuada com doutrinação de viés ideológico.

A bandeira do MST – Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra – estaria, segundo alguns depoimentos, recebendo mais importância que a própria Bandeira Nacional. Inclusive, o nome de uma das escolas faz menção a um indivíduo estrangeiro e completamente alheio à história brasileira, o argentino Ernesto (Che) Guevara Serna, que atuou como guerrilheiro em Cuba e acabou sendo morto como criminoso pelo exército boliviano em 1967.

Leia mais:  Tangará da Serra celebra 46 anos nesta sexta com ao menos quatro grandes demandas

Há, também, questões de segurança dos alunos, expostos a riscos de acidentes em meio a materiais de construção esparramados no pátio das escolas (tábuas com pregos e pontas de ferro), além de divergências entre pais e diretores dos educandários. “Há um grupo que há muitos anos controla estas escolas e impõem uma ‘cartilha’ a ser seguida. Os professores que não querem seguir essa ‘cartilha’ têm problemas e sofrem muita pressão”, relatou um dos pais.

publicidade

Cidades & Geral

Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Publicado

Uma forte e extensa massa de ar frio atinge o Brasil a partir de domingo (15) causando acentuada queda de temperatura em diversas regiões. A partir do dia (16), a massa de ar frio se desloca rapidamente pelo Sul avançando para áreas das regiões Centro-Oeste e Sudeste e, durante à noite, chega aos estados de Rondônia e Acre, causando o segundo episódio de friagem.

Em Mato Grosso, o frio poderá ser recorde a partir da noite de quarta-feira (18), com mínimas de 7°C na capital, Cuiabá, e de 5° C em Tangará da Serra. Na quinta-feira, os termômetros poderão apontar 4°C na cidade da Serra de Tapirapuã (Veja imagem abaixo).

A friagem deverá persistir por até uma semana, segundo previsões nos principais sites especializados em meteorologia do país, como o Clima Tempo, o Cptec/Inpe e o Inmet.

A figura a seguir, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), apresenta a previsão de temperatura mínima no início da manhã dos dias 18 e 19 (quarta-feira e quinta-feira).
Tons em azul e roxo indicam áreas com previsão de temperatura mínima menor que 12°C. Destaque para áreas das Serras Gaúcha e Catarinense e no Planalto Sul do Paraná, sudeste de Minas Gerais e Serra da Mantiqueira onde as temperaturas deverão ser negativas.

Leia mais:  Governador autoriza licitação do primeiro lote de pavimentação da MT-358, no Chapadão

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana