conecte-se conosco


Política & Políticos

Em entrevista, Mauro Mendes defende exploração de riquezas em reservas indígenas

Publicado

Em entrevista que deu ontem (terça, 22) à Rádio Jovem Pan o governador Mauro Mendes (União Brasil) defendeu o Projeto de Lei 191/20, que tramita na Câmara Federal e regulamenta a exploração de recursos minerais, hídricos e orgânicos em reservas indígenas.

A alegação de Mauro Mendes é de que “hoje, a exploração acontece no Brasil inteiro de forma ilegal e clandestina” e que a aprovação da medida não acabaria com as terras indígenas, criando condições de regularização e regulamentação destas atividades. “É mais fácil você legalizar, colocar controle e fazer dentro da lei, do que você proibir e aquilo ficar acontecendo nas barbas de todo mundo. O Governo Federal e o Governo Estadual não conseguem fiscalizar, ninguém consegue. Olha, a imensidão dessa terra indígena, em todo o Estado, em todo o Brasil. E aí as atividades ilegais ficam acontecendo”, disse.

O posicionamento de Mauro Mendes coincide com o momento em que a exploração e produção de jazidas de potássio são fundamentais para diminuir a dependência do país dos produtos importados para uso na lavoura.

A medida proporcionará, em caso de aprovação, a inserção do índio no contexto econômico, ao contrário do preconizado pelos governos que antecederam a Jair Bolsonaro – os do PT, de Lula e Dilma – que pregavam a manutenção das comunidades indígenas nas reservas indígenas, sob condições de miséria e praticamente sem assistência. A marginalização dos índios é, até hoje, defendida por pensadores de esquerda.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

O presidente Jair Bolsonaro é contrário à marginalização do índio e defende o seu direito de acesso às melhorias de vida como um todo, podendo participar das riquezas que estão sob as terras indígenas e que são de interesse da nação brasileira como um todo. “O índio não pode continuar pobre em cima de terra rica”, disse, em várias oportunidades, em contraposição ao que defendem partidos de esquerda como PT e PC do B e Psol, que não querem o amadurecimento social e econômica das comunidades indígenas e, ao mesmo tempo, querem manter as reservas minerais, hídricas e orgânicas à mercê das vontades de pretensos governos comunistas e autoritários.

(Redação EB, com informações Diário de Cuiabá)

publicidade

Política & Políticos

Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

Publicado

O ex-governador Blairo Maggi esteve presente na assinatura da autorização do governo para as obras de pavimentação da MT-358, no trecho do Chapadão do Rio Verde, na última sexta-feira (13), na localidade de Itanorte.

O megaempresário conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, da Amaggi, tida como uma das maiores da América Latina e interagiu com autoridades que participaram no evento.

Além do governador Mauro Mendes (União), o lançamento da obra reuniu várias autoridades do estado que atuam na esfera federal, como os senadores Wellington Fagundes (PL) e Fábio Garcia (União), o deputado federal Neri Geller (PP), os deputados estaduais Dr. João (MDB), Sebastião Rezende (União) e Carlos Avalone (PSDB), além dos prefeitos de Tangará da Serra, Vander Masson (PSDB), e de Campo Novo do Parecis, Rafael Machado (União). Do mesmo evento também participaram o ex-senador Cidinho Santos e o também megaempresário do agronegócio, Eraí Maggi.

Maggi conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, tida como uma das maiores da América Latina.

Como anfitrião do evento – que foi realizado na vila Itanorte – Blairo Maggi foi chamado a fazer uso da palavra e enalteceu a conquista da pavimentação do trecho da 358 no Chapadão do Rio Verde pela mobilização dos produtores rurais da localidade e pela disposição do governo do Estado em relação à obra. “As estradas transformam”, disse.

O ex-governador participou da apresentação do projeto da pavimentação, em frente à Fazenda Estrela.

Maggi elogiou a gestão de Mauro Mendes à frente do governo e disse que o estado de Mato Grosso sempre esteve em boa situação econômico-financeira. “Nunca esteve quebrado, sempre esteve bem. Os problemas foram de gestão”, disse o ex-governador, numa clara referência ao desastroso mandato do emedebista Silval Barbosa e, também, à fraca gestão do tucano Pedro Taques.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

A declaração de Maggi também foi uma resposta ao senador Fábio Garcia, que antes também elogiara Mendes com crítica indireta a gestões anteriores, que teriam deixado o estado, segundo ele, em má situação (quebrado).

Após elogiar Mendes, Blairo Maggi declarou apoio ao governador, indicando que estará ao seu lado pela reeleição. “O senhor está fazendo uma boa gestão, não faz mais porque não tem empreiteira disponível e não tem mais projetos… Tem meu apoio… Não tem outro executivo”, declarou.

Blairo Maggi e Mauro Mendes chegaram juntos ao evento, no mesmo jato que aterrissou no aeroporto de Itanorte. Além do governador e do ex-governador, estavam no mesmo voo o senador Fábio Garcia, o deputado federal Neri Geller (que deverá disputar a única vaga do Estado ao Senado neste pleito, frente ao senador Wellington Fagundes, que tentará a reeleição), o deputado estadual Sebastião Rezende e o ex-senador Cidinho Santos.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana