TANGARÁ DA SERRA

Cidades & Geral

Em debate público sobre HR, opinião dominante é pela continuidade do processo em trâmite

Publicado em

A continuidade do processo já em trâmite para instalação do hospital regional em Tangará da Serra foi opinião que predominou entre os presentes no debate público promovido pelo Executivo Municipal, na noite desta segunda-feira (25), no Centro Cultural.

A decisão da reunião, que será devidamente transcrita em ata, ainda terá complementação com o protocolo de propostas e sugestões até o prazo de 03 de novembro, às 17h00, junto ao gabinete do Executivo. Uma vez apurada a vontade popular, o município solicitará nova audiência de conciliação com a Judiciário e com o Ministério Público para comunicar o que foi decidido e, então, encaminhar o processo ao governo do Estado.

Opinião unânime manifestada pelos presentes no debate público da noite desta segunda-feira, em Tangará da Serra, tende a ser acatada pelo prefeito Vander Masson.

A instalação da unidade hospitalar que será mantida pelo Estado foi tema levado a público pelo Executivo, com convite à sociedade em geral e ao Ministério Público formalizado pelo prefeito Vander Masson na última sexta-feira (22). O debate foi motivado pela intervenção do MP (que não contou com representante na reunião), que acatou denúncia anônima de sobrepreço na área desapropriada e adquirida pelo município, com aval da Câmara Municipal, sendo, portanto, assunto de interesse comum de Tangará da Serra e municípios da região anexa.

Leia mais:  Tangará da Serra: Membros do Conselho Fiscal do PSA foram empossados na última quinta

Opções

Na reunião houve manifestações de membros de praticamente todos os setores da sociedade civil organizada e de lideranças políticas, todas elas favoráveis à manutenção do processo já em trâmite, cuja área desapropriada e já adquirida será encaminhada ao governo do Estado para que se proceda na licitação das obras do hospital regional.

Além do processo já em andamento, o debate público avaliou a possibilidade de o município aceitar área em doação pelo empresário Antônio Cabral, do grupo Habitabem, tradicional empresa do setor imobiliário. A área, de 10 hectares, está localizada à margem da avenida Alvadi Monticelli exatamente oposta ao trevo de acesso ao Residencial Alto da Boa Vista.

A área ofertada, porém, está fora da zona de expansão urbana prevista na Lei Complementar 210/2015, que dispõe sobre o Plano Diretor Participativo do Município de Tangará da Serra. Assim, para que a área em doação fosse aceita, seria necessário a alteração da norma.

Opção, também, foi uma proposta de venda de área localizada nas imediações do bairro Morada do Sol, com preço de R$ 60 o metro quadrado, ante os R$ 75 por m² da área que integra o processo em trâmite. Esta opção ainda passará por análise, mas a questão do tempo que demandaria o novo processo de aquisição – pelo certame licitatório recomendado pelo MP -, além da documentação, é um obstáculo que deverá pender a favor da manutenção do processo já em andamento.

Leia mais:  Câmara: Projeto responsabiliza agressor pelas despesas nos casos de violência doméstica

Decisão prevista

A opinião unânime manifestada pelos presentes no debate público da noite desta segunda-feira, em Tangará da Serra, tende a ser acatada pelo prefeito Vander Masson, apesar de considerar a legitimidade da atuação do MP e, ao mesmo tempo, discordar de licitação para aquisição de áreas. “Se há o apoio da população, seguiremos com o processo em trâmite”, disse, durante o evento.

Comentários Facebook
Advertisement

Cidades & Geral

Feira do Centro: Com preço atrativo e qualidade, abacaxi é opção em fruta para o consumidor

Published

on

As frutas de estação sempre são destaque na Feira do Produtor do Centro e o abacaxi já desponta, a partir deste mês de agosto, com suas primeiras colheitas realizadas pelo pequeno produtor.

O abacaxi é uma tradição em Tangará da Serra. É opção de sabor e fonte de energia para a saúde de quem consome esta fruta tipicamente sul-americana. Pode ser consumido in natura, em sucos e drinques. É ingrediente rico para doces, compotas, geleias, bolos e tortas. Vai muito com um bom churrasco, assado na brasa, com canela e outras especiarias. (Veja receitas ao final do texto)

O abacaxi ocorre em toda região de planície da América do Sul, sendo historicamente apreciada pelos povos indígenas. É considerada uma “superfruta” por estudiosos e profissionais de nutrição em virtude da sua ampla gama de benefícios, sendo uma grande fonte de vitaminas, minerais e substâncias funcionais, como compostos bioativos, água e fibras.

De sabor marcante e exclusivo, ricamente adocicado, o fruto ajuda a evitar o desenvolvimento de doenças graves, combate estresse, melhora a saúde mental, fortalece os músculos, reduz inchaços e contribui para o bom funcionamento do organismo. De quebra, fortalece a imunidade, melhora a digestão, previne infecções, diminui e retarda o envelhecimento.

Leia mais:  Feira do Centro: Com preço atrativo e qualidade, abacaxi é opção em fruta para o consumidor

“É uma fruta que temos em abundância aqui na Feira, é produzida por muitos dos nossos feirantes com a qualidade de sempre e preço muito em conta”, diz o presidente da Associação dos Feirantes de Tangará da Serra (Asfet), Valdeci Ferraz Aquino.

Nos boxes

Produzido em Tangará da Serra no Assentamento Antônio Conselheiro – agrovilas 04 e 07 e nos 40 lotes – e também em Progresso, São Joaquim e na região das Cabeceiras do Queima Pé, o abacaxi é facilmente encontrado na Feira do Centro, no setor de hortifruti.

Veja 65 receitas com abacaxi no link abaixo:

65 receitas com abacaxi adocicadas e azedinhas na medida certa

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana