conecte-se conosco


Cidades & Geral

Desconto na água será decidido em audiência dia 31; Vereadores pedem ACP e redução de 50%

Publicado

O desconto na tarifa de água em razão do racionamento, em Tangará da Serra, será definido no dia 31 (próxima terça-feira) em audiência no foro da comarca local. A informação é confirmada ao EB pelo diretor do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), Heliton Luiz de Oliveira.

Heliton Luiz de Oliveira, diretor do Samae: Desconto será definido em audiência.

A audiência será conduzida pelo Judiciário e terá as presenças do Ministério Público e de representantes dos poderes Executivo e Legislativo de Tangará da Serra. Segundo o diretor, o município oficializou a intenção de concessão do desconto junto ao Judiciário e ao próprio MP na última quinta-feira (19), semana passada. “Vamos discutir esse desconto nessa audiência, no dia 31, às 14hs”, confirmou.

Ação Civil Pública

Vereadores pediram abertura de ação civil pública para garantir desconto na vigência do racionamento.

Enquanto isso, os vereadores Rogério Silva (DEM) e Ademir Anibale (DEM) protocolaram pedido junto ao Ministério Público para que seja proposta ação civil pública em desfavor do Samae, solicitando a redução de 50% no valor da taxa mínima de água e esgoto.

Leia mais:  Feira do Centro oferece um riquíssimo alimento conhecido pelo homem há 6 mil anos

O pedido considera o decreto 264/2021, do Executivo Municipal, que declara situação de emergência no município devido à estiagem e ao baixo nível dos reservatórios de água. “Após divulgado pelo Samae o racionamento de água no município, recebemos inúmeras reclamações por parte dos moradores sobre a falta de água”, postou Rogério Silva, em sua conta no Instagram.

O desconto na tarifa, uma vez confirmado, será mantido até o fim do racionamento, o que deverá acontecer somente em dezembro.

publicidade

Cidades & Geral

Feira do Centro oferece um riquíssimo alimento conhecido pelo homem há 6 mil anos

Publicado

Entre tantos produtos de destaque da Feira do Produtor do Centro, o leite natural é um deles. Este produto de origem animal e seus derivados, integram um grupo de alimentos essenciais na alimentação. É rico em cálcio e proteínas e, também, é importante fonte de fósforo, potássio, sódio e vitaminas.

O leite faz parte da alimentação das pessoas já na infância, compondo a dieta humana há 6.000 anos, desde o período Neolítico (idade da pedra polida), quando o homem se sedentarizou.

Segundo especialistas em nutrição, o consumo de leite é importante em todas as idades, pois contém cálcio, com alta biodisponibilidade. Faz bem aos ossos e ao coração, previne a depressão e auxilia no crescimento, ajuda na formação da massa muscular e contribui para perda de peso nos casos em que a balança aponta excesso.

Valdeci, com a esposa Cleide: Tradição na produção e comercialização de leite natural e derivados.

Seu consumo adequado ao longo da vida permite manter a densidade óssea, protegendo contra doenças como a osteoporose. De quebra, contribui para a qualidade do sono, controla a diabetes, hidrata o organismo, melhora a pressão arterial e regula a flora intestinal.

Leia mais:  Estrada entre Arenápolis e Nortelândia será duplicada; Licitação já lançada pelo Governo

Não é verdade que o leite de vaca contém hormônios injetados no animal. O leite natural é, isso sim, um alimento completo, absolutamente saudável e muito bem aceito pelas crianças.

É ingrediente fundamental da gastronomia, compondo diversas receitas. Veja no link: https://www.receitasnestle.com.br/blog-post/receitas-com-leite.

Onde

Na Feira do Centro, o leite natural e seus derivados são destaque Box-81, de Valdeci Ferraz Aquino e família. Com propriedade no Acampamento (Linha 12), Valdeci, preside a Associação dos Feirantes e é o gestor do mercado público. Em seu box, ele comercializa, além do leite natural, derivados como queijos, doce pastoso, doce em cubos, nata e a tradicional ‘cachorrada’, um delicioso doce semelhante à ambrosia, porém sem ovos.

O leite natural e os queijos também podem ser encontrados nos boxes 5-A (Pedro José de Freitas), 6-A (Neide Cristina), 9-A (Flávio e Sandra Freitas), 10-A (Sônia Freitas) e 51-A (Fábio Hipólito), todos com propriedades no Córrego das Pedras. Nos boxes 20-A e 51-A, Osvaldir Bandiera e Edson Cabral de Souza também oferecem leite e queijos vindos do Acampamento e da Gleba Bandeirantes.

Leia mais:  Aeroporto Regional: “Previ isso ano passado”, disse Mendes, sobre falta empreiteiras no MT

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana