conecte-se conosco


Saúde Pública

Covid-19: Taxa de transmissão volta a crescer no país; Mato Grosso mantém risco baixo

Publicado

A taxa de transmissão do novo coronavírus (Rt) no Brasil nesta semana é a maior desde maio, de acordo com monitoramento do centro de controle de epidemias do Imperial College de Londres, no Reino Unido. O índice passou de 1,10 no dia 16 de novembro para 1,30 no balanço divulgado nesta terça-feira, dia 24.

Já em Mato Grosso, o índice de contaminação é de 1,10. Os 141 municípios do estado mantêm o baixo risco de contaminação, por enquanto. Em Tangará da Serra, por exemplo, a TCC (Taxa de Crescimento da Contaminação) é de 0,96%. Ou seja, atualmente, cada 10 tangaraenses infectados pelo novo coronavírus respondem pela contaminação de outras 9,6 pessoas. (Veja quadro abaixo)

Quanto ao índice de cura, enquanto no Brasil 89,4% dos pacientes se recuperam da doença, em Mato Grosso esse índice chega a 93,8%. Em Tangará da Serra, o índice de recuperação é mais alto: 98%. (Ao final da matéria, veja quadro com os números do município)

Leia mais:  Covid-19: Decreto estadual estabelece novas medidas restritivas e de prevenção em Mato Grosso

Brasil

A última vez que a taxa de transmissão se aproximou deste patamar (1,30) no país foi na semana de 24 de maio, quando atingiu 1,31. A taxa de contágio (Rt) indica para quantas pessoas um paciente infectado consegue transmitir o novo coronavírus. Quando ele é superior a 1, cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa. Isso representa o avanço da doença. De acordo com os números atuais, cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 130.

Em Tangará da Serra, taxa de ocupação de leitos de UTI é de 46,15%.

Há duas semanas, o número ficou em 0,68, o menor valor desde abril. A data coincide com o atraso na atualização de casos e mortes por Covid-19 pelo Ministério da Saúde. Como o estudo considera esses dados, as estimativas também foram afetadas. A taxa de contágio retrata uma média nacional, sem abordar as particularidades de cada estado ou região.

A média diária de mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil ficou em 496 ontem (segunda, 23). O cálculo registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana. Desde ontem, foram registrados mais 17.585 casos e 344 mortes, segundo levantamento feito da imprensa junto às secretarias estaduais de saúde.

Leia mais:  COVID-19: MT registra 11º óbito; País soma 71,8 mil casos e registra recorde de fatalidades

(Abaixo, Boletim Epidemiológico do dia 23, em Tangará da Serra)

publicidade

Saúde Pública

Vacina Covid-19: ERS Tangará recebe 1.700 doses pediátricas; Esquema vacinal é diferenciado

Publicado

O Escritório Regional de Saúde (ERS) de Tangará da Serra recebeu no último sábado uma remessa de 1.700 doses de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer, para aplicação em crianças de 05 a 11 anos.

As doses pediátricas chegaram por volta das 15h30, via terrestre, e serão distribuídas aos 10 municípios da região de abrangência do ERS já a partir desta segunda-feira (17). O ERS apenas aguarda o recebimento da resolução de distribuição para disponibilizar os lotes aos municípios.

Esquema diferenciado

Mato Grosso recebeu do Ministério da Saúde na última sexta-feira 23 mil doses de vacinas pediátricas contra Covid-19. A primeira remessa é da Pfizer (Comirnaty).

De acordo com as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacinação desse público precisa ser realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos.

Outra recomendação é que a sala em que se dará a aplicação em crianças seja exclusiva para a aplicação dessa vacina; não se podendo aplicar outras vacinas, ainda que pediátricas. A vacina contra Covid-19 não pode ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, precisando respeitar um intervalo de 15 dias.

Leia mais:  Covid-19: Decreto estadual estabelece novas medidas restritivas e de prevenção em Mato Grosso

O esquema vacinal para crianças terá o intervalo de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). A tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana